Abrir menu principal

Desciclopédia β

Água Santa (Rio de Janeiro)

Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Cquote1.png Você quis dizer: Água benta Cquote2.png
Google sobre Água Santa (Rio de Janeiro)
Cquote1.png Cadê a tal água? Cadê!? Cquote2.png
Religioso fanático sobre água santa


Água Santa (Rio de Janeiro) é um bairro que possui tanto playboys de classe média quanto playssons favelados ou que não têm aonde cairem mortos. É completamente residencial, a maior força no comércio da região são as lanchonetes pé-sujas que alguns moradores abrem no fundo de suas casas para vender sacolés que nada mais são do que ki-suco congelado com preço normalmente superfaturado, coisa que o prefeito Eduardo Paes e os deputados estaduais investigam e pretendem abrir uma CPI do Sacolé de Água Santa. Antigamente os moradores diziam que era porque, como o bairro diz, a água usada no preparo era água benta, mas isso foi desmentido pelos padres da região, pois de realmente fosse benta, funkeiros pecadores que bebessem dela estaríam sem cabeça agora - anote em seu bloquinho: dar água benta para funkeiros.

O bairroEditar

 
Visão aérea do bairro

Na verdade o bairro tem esse nome pois foi nesse fim de mundo onde descobrirem uma fonte hidromineral de água, onde a Schincariol correu para patentear o local e usar dessa água para fazer sua cerveja água-açúcar. Quem a descobriu foi um escravo que já estava na concição de ex-escravo, ou seja, não era escravo, mas sim alforriado - culpa da Princesa Isabel. Em 1909 o malandrão começou a engarrafar essa água. Atualmente os únicos engarrafamentos que tem na região são no trânsito mesmo, mas na época a coisa era tão séria que usavam garrafas de vinho para emgarrafar a água.

Usavam espécies semelhantes a você para carregar os galões de água para todos os moradors do bairro, segundo o IBGE, mais ou menos 7 pessoas, sendo que a média era que 3 estivessem apenas visitando o local - e se arrependendo de tal atitude. Em 1914 surgiu a primeira empresa feita só para engarrafar água, de nome...than-tchan-tchan... ADVINHA!? Se você achou que era Água Santa, você acertou só metade, pois, o dono provavelmente era de Santa Cruz (ou torcia pelo time pernambucano, gostava de sofrer no futebol e sofrer abrindo uma empresa nesse buraco) e colocou Águas Santa Cruz. Vai ver era só pra não deixar claro pro Rio que a sede não ficava nesse lugar.

Dentro dos limites do bairro esta localizada uma boa parte da Área de Proteção Ambiental do Varzea Country Club, ou seja, presume-se que 60% desse bairro seja mato, o que pode fazer você pensar que esse pareça ser mais um bairro de Manaus, Boa Vista ou de Goiânia, o que não é verdade, pois, como todo bom bairro carioca, onde se há mato, constrói-se uma favela! Moradores aguardam anciosos a construção da Favela de Água Santa, que não deve ter esse nome, mas sim um nome escroto como Favela do Sininho, Favela do Belzebu ou Favela da Constelação Alfa, para seguir a tradição de nomes ridículos em favelas.

Mas os moradores estão mais que tranquilos, até porque a polícia (não, não mesmo) milícia está sempre cuidando dos moradores, principalmente se eles pagarem uma boa grana, quase que um dízimo para os sacerdotes da segurança de fachada. Bom, enquanto traficantes não invadem a área fazendo dos milicianos tripa, e, esses traficantes fazerem de todo mundo tripa, inclusive eu, o bairro seguirá sendo chamado de Água Santa. Caso todos morram como o previsto, virará Terra Santa, com grande potencial para ser o maior cemitério da América Latina.

É em Água Santa também que se encontra a praça do Assalto pedagio da linha amarela que é administrada pela Mafia e Terroristas LAMSA.

Presídio Ary FrancoEditar

 
Eis aqui uma faculdade de física ladroeira respeitada mundialmente. Só perde para a de Bangu.

E não é que eles já tinham a sede de operações em Água Santa? Pois esse presídio era uma referência tão grande para os traficantes, que eles criaram uma escola DO LADO DO PRESÍDIO. Bom, a prefeitura disse que isso não influi, mas fontes seguras afirmam que os traficantes que ergueram aquele colégio e botaram a bandeirinha da prefeitura com plaquinha dizendo que é público. Nada mais se foi necessário fazer, o povo viria que nem rato vai em um pedaço de queijo.

Muitos afirmam que as matérias mais bem apresentadas na tal escola foram Físicoquímica, História, Inglês e Educação Física. Bom, na teoria, diz um morador que não quis se identificar, a Físicoquímica era pra saber a forma correta de misturar rejunte de azulejo na cocaína (traficante bom é traficante econômico não?), a história era a história de grandes traficantes (o mártir deles você conhece), Inglês é para assaltar turistas com mais eficácia (You lost it! You lost it! playboy! Pass the 'grana'!) e educação física era para ter disposição para correr drante ações policiais.

Felizmente boa parte desses garotos não foram influenciados por isso, mas alguns sim, mas pelo jogo GTA, onde se transferiram para a Rocinha onde podiam fazer isso livremente. Os poucos que usaram tais aprendizados já tiveram destino certo, lá em Caju ou Ricardo de Albuquerque. Com o fim do presídio, a escola deve ter voltado ao normal (?)