Abrir menu principal

Desciclopédia β

AAA A AAAA AA AAAAAAAAAAAA

AAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAA AA A AAA A AAAAAAAAAAAAA AA AAAAAAAAAA.

57 024 AAAAAAA · 199 435 AAAAAAA

AAAAA

AAAAAAA

AAAAAAAA

AAAAAA

AAAAA

AAAAAAAAAA

AAAAAAAAA AAAAAAAAA
Alegria em ser maconheiro colorido

Cor é uma palavra bem pequena que representa uma infinidade de efeitos visuais, que são chamados de cores (Uau!!!). Cores são coloridas e bem numerosas. É possível que exista mais de 9000 cores, porque, se misturarmos uma cor com outra, já é uma cor diferente. Exemplificando: se misturarmos o azul com o verde, sairá o azul-esverdeado. Se misturarmos esse azul-esverdeado com uma mistura do vermelho com o amarelo, que é chamado de cor laranja, a cor formada será o azul-esverdeado alaranjado. Se misturarmos o verde com o preto, que será o verde escurecido, com o azul-esverdeado alaranjado, a cor produzida será o verde-azul-verde escurecido alaranjado. Ou seja, as cores que poderão ser produzidas são inúmeras, podendo surgir novas cores.

É possível classificar a cor como um estado físico-químico-sócio-econômico presente em tudo: pode parecer uma grande bobagem, mas se o gênero é uma construção biopsicossocial, por que não? Seguindo a lógica do princípio da matéria, a cor está presente em tudo, logo, cor = tudo. O que não possui cor é invisível, ou seja, não existe. O ar é invisível, portanto, não existe. O homem-invisível é a única exceção, pois ficou invisível por causa de uma tinta amarela. Porém, se seguir a lógica do princípio da matéria, o que não pode ser tocado não há de existir, logo a cor também não existe, e se a cor está presente em tudo, tudo não existe, portanto, tudo = nada, ou seja, tudo isso que você está lendo não existe, nem mesmo você! Mas se tudo que pode ser visto existe, então há uma grande chance de você existir, a não ser que você seja incolor, então não existiria...

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



AAAAAAA A AAAAAA


AAAAAA AAA...


AAAA AAAAA


AAAAAA AA AAAA
 
AAAAAAAAA
FeaturedAAA.png
AAAAA AAAAA(AA) AAA AAAAAAAAAAAAAA, AAAA (AAA)AAAAAAAAAAA AAAAAAAA AAAA AA A AAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAAA: AAAA AAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAA AAAAAAA A AAAAAAAAA. AAAAA AAAAAAAAA, AAAAAAAAAAA AAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAA (AAAAA, AAA, AAAAAAAAAAAAA, AA, A, AAAAAAAAAAAA.) A AAAAAA AAAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAA AAAA AAAA AA! AAAAAAAAAAAAAA. AAAAAAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAAAA AA A AAA AAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAA AA AAAAAAAAAAAAAA.


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA AA A
AAAAAAAAAAAAAAA A AAAAA AAAAAAAAAA AAA AAAAAAAAAAAAAA AAA A AAAAAAAAAA, A! AAAA A? A AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. AAAAAAAAAAAAAAAAAAA A A AAAAAAAAAAAAAAAAAAA AAA, AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, AAAAAAAAAAAAAAAAAAA AAAA AAAAAAAAAA AAAAAAAAAAAAAAAAAA AAAAA AAA AAAAA AA. AAAAAA AAAAAAA, AAAAAAAA AAAAAAAA, AAAAAAAAAA A AAAAAAAAAAAAAAAA.


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
AAAAAAAAAAAAAAAAA A AAAAAAAAAAAAAAA AAAAAAA. AAAAAAAAAA AAAAAAAAA AAAA AAA AAAAAA, AAAAAAAAAAA AAA AAAAAAAAAAAAAAAAAAA! AAAAAAAA AAAAAA AAAAAAAAAAAAAA AA AAAA.


AAAAAAA AAAA AAAAAAAA
AAAAAAAAAAAAAAAAA AA AAAAAAAAAAAAAAAAAA! AA AA AAAAAAAAAAAAAAAA AA AAAAAAAAAAAAAAAAAAA, AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA: