Abrir menu principal

Desciclopédia β

FuturamaBender.gif 01000100 01010000 — · · · — — ·

Este artigo contém altas doses de tecnologia. Isso quer dizer que robôs estão te vigiando para pegar suas informações e dominar o mundo com iPods do mal que derretem cérebros e tocam Michel Teló.

Nenhum nerd foi ferido na criação deste artigo.

Chip.JPG

 

Lava domes2.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Sailor Mars!


AMD

Os processadores mais frios do mundo !
Nomes Anteriores: Intel
Cadastro Algum asiático lá
Proprietário Uma negada
Gênero Carvão para churrasco
Damit amd.png
Poderoso processador da AMD rodando em overclock.

Cquote1.png Você quis dizer: Intel del Paraguay Cquote2.png
Google sobre AMD
Cquote1.png Você quis dizer: Torradeira eletrica Cquote2.png
Google sobre AMD
Cquote1.png Você quis dizer: Americanos Masturbando Dercy Cquote2.png
Google sobre AMD
Cquote1.png Experimente também: Reator nuclear Cquote2.png
Sugestão do Google para AMD
Cquote1.png Tá pegando fogo bicho! Cquote2.png
Faustão sobre processadores AMD
Cquote1.png Você quis dizer: marmita ou quentinha Cquote2.png
Google sobre AMD
Cquote1.png Você quis dizer: IMD Cquote2.png
Google sobre AMD
Cquote1.png Ai Meu Deus! Cquote2.png
Você após descobrir que seu computador novo veio com AMD
Cquote1.png Nós conhecemos o copyright como "direito de copiar" Cquote2.png
Diretor de tecnologia sobre produtos AMD
Cquote1.png A Dell Recomenda. Cquote2.png
AMD.
Cquote1.png Intel? Jamais será! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre processadores AMD
Cquote1.png Por isso que superamos eles! Cquote2.png
AMD sobre citação acima.
Cquote1.png Eles nos copiaram e hoje são os melhores e mais baratos, buááá Cquote2.png
intel sobre AMD


Advanced Micro Devices, Inc (AMD) é uma empresa chinesa americana, causadora direta do derretimento das calotas polares, que produz vários modelos de torradeiras, processadores e placas de vídeo para diversos usos.

É uma das principais desenvolvedoras de chips do mundo, perdendo apenas para Elma Chips e para Intel. Pesquisadores do clima mundial afirmam que o aquecimento global está ocorrendo em função do aumento na fabricação de processadores da AMD, cujo o custo benificio está se transformando em uma arma psicotrônica que tem o poder de transformar humanos em zumbis.

Ciborgues humanóides turbinadas com processadores AMD.

Índice

HistóriaEditar

 
A eficiência da máquina de Durón.

Em meados do século XIX, MMDC (19,26), um homem conhecido como Durón (famoso por calotear pessoas e depois sumir de vista) precisava resolver alguns cálculos pra que seu plano de calote ao banco desse certo, mas todo seu plano parecia ter ido por água abaixo quando notou um complexo problema matemático que se resumia por uma equação que multiplicava um googol pelo inverso da raiz cubica do diâmetro médio do rabo de uma lagartixa do gênero Hemidactylus mabouia; isso realmente pareceu o fim da carreira de Durón.

Porém durante um sonho logo após uma noitada nas aferventadas ruas do Bronx, onde conhecera mulheres bem grandes, lhe foi concebido uma luz divina, na qual ele começou a pensar em métodos para resolver seus cálculos malandrópicos.

A CriaçãoEditar

Depois de muito esquentar a cabeça - e as cuecas - descobriu um método revolucionário para resolver seus cálculos e esquentar outras coisas : Iniciou uma empresa conhecida como AMD (Andorinhas com Males Dermatológicos, originalmente), onde criou o primeiro equipamento que fazia cálculos e era baseado no teorema de Pitágoras, onde seu equipamento realizava cálculos extremamente complexos conhecidos como cálculos BUNDS (Betacaroteno Untado em Necas de Bitibiriba com Sazón). Obcecado por sua criação, Durón trabalhou noite e dia na máquina que ele costumava chamar de "Simplificador Neural de Cálculos Complexos Usando Sistema Binário Sem Utilidade Aparente", perdendo três dedos da mão direita e o órgão genital em um incidente obscuro. Por fim, após 6 anos trancado no porão da casa de sua mãe, privado de qualquer contato humano e se alimentando de baratas e cupins, Durón tragicamente enlouqueceu e foi internado numa clínica psiquiátrica aos berros: "Os computadores vão dobrar de tamanho a cada dois anos! E serão cada vez mais lentos! Biscoito! Caramelo! Chocolaaaate!". Tal declaração não fez sentido algum na época, já que nem computadores ou o chocolate Twix existiam.

 
Versão original do esquema de Durón.

Durón faleceu 2 anos mais tarde, aos 38 anos, pobre, solteiro e paranóico. Seu trabalho parecia perdido para sempre, mas foi aí que Steve Jobs, amigo de infância e decepção amorosa de Dúron, roubou todas as revistas pornográficas do pobre homem enquanto todos estavam em seu velório, e por acidente acabou levando o esquema da incrível máquina de Durón.

Naquele verão, após Jobs ficar decepcionado pois todas as revistas pornográficas de Durón eram de conteúdo heterossexual, ele se debruçou sobre o esquema do processador. Imediatamente ele percebeu o potencial magnífico daquele simples papel e resolveu trabalhar no projeto inacabado. Alucinado (literalmente, após muito chá de cogumelo), Jobs construiu a máquina de Durón em menos de uma noite. No dia seguinte, vendeu a criação para Robert Noyce e Gordon Moore por US$200,00, dinheiro usado para quitar uma dívida adquirida numa loja de revistas em quadrinhos. Ainda hoje, Steve Jobs se lamenta do fato: "Poderia ter conseguido pelo menos 300 dólares se insistisse. Mas eu precisava muito do dinheiro, então aceitei na hora.", disse Jobs numa entrevista de 1994 para a revista Time. Os espertinhos Noyce e Moore não perderam tempo e fundaram em 1975 na cidade de Little Odessa, Texas, a Intel, que rapidamente se tornou a maior fabricante de absorventes íntimos do mundo. Mas este ainda não era o fim da AMD. Em 1977 a ATI, uma empresa que fabricava avançadas placas de vídeo 3D numa época que o único vídeo que existia era o vídeo-cassete e por isso não conseguia vender exatamente bem sua produção, comprou a AMD e iniciou uma história de aventuras e paixões proibidas fabricando processadores para PCs. Sempre copiando os últimos lançamentos da Intel.


Os processadoresEditar

 
Fonte necessária para fazer rodar os processadores da AMD.

Como diria Bruno Elize Matsunaga o Jack estripador, vamos por partes:

Os níveis dos processadores da AMDEditar

  • Nível 1 - Duron™ - O processador muito fraco da sua batata abandonada que cogitam chamar de PC.
  • Nível 2 - Sempron™ - O processador fraco da sua batata quente que foi usada para esquentar o seu quarto durante jogatinas de CS: Source.
  • Nível 3 - Athlon™ - O processador fraco mas ultilizável do seu computador antigo.
  • Nível 4 - Athlon™ X2 Dual-Core - O processador mediano do seu PC antigo que acabou indo para a sua avó porque o coitado gargalava com a sua nova HD 4870.
  • Nível 5 - Athlon™ II X2 Dual-Core - O processador mediano do seu PC que morreu porque tu abusou demais dos dois núcleos tanto que fundiu a placa mãe.
  • Nível 6 - Phenom™ X3 Triple-Core e X4 Quad-Core - O processador decente do seu computador que tu jogou fora por descaso da conta de luz.
  • Nível 7 - Phenom™ II X2 Dual-Core, X3 Triple-Core, X4 Quad-Core e X6 Hexa-Core - Um processador decente da AMD do seu computador que você, insensivel, abandonou.
  • Nivel 8 - AMD FX™ Quad-Core, Hexa-Core, Eight-Core - O processador mais quente poderoso da AMD, podendo chegar a overclock de até 5,0 GHz, podendo dar uma surra na linha i7 da intel. (Recalque) Observação: só com nitrogênio líquido um FX consegue ficar frio mesmo em stock, essas CPU normalmente são usadas em aquecedores domésticos (O FX 9590 foi elegido o melhor aquecedor industrial no ano de 2017, mostrando a ultilidade dessas CPUs)
  • Nivel 9 - AMD Ryzen™ Quad-Core, Hexa-Core e Octa Core- O processador mais potente, que dá um pau nos intel que tem o dobro do preço, sem esquentar e vem com IHS soldado
  • Nivel 10 - AMD Thredripper™ - O processador que de tão forte, rasga instantaneamente i9s pela sua superioridade e custo benefício. Reza a lenda que seu nome vem de seus atos antepassados, como protótipo, humilhou os Xeon da vida, tendo seu apelido de Rasga Thread (Traduzido ao pé da letra)
  • Nivel GOD - EPYC™ - O processador que não só rasga thread mas como a carteira de quem compra. Destinado á servidores, os EPYC são uma coisa que nem todo consumidor desejará, Seu mais poderoso, mas ainda alimentado por rumores, é um EPYC de 64 Núcleos e 128 Threads, usano a litografia de 7nm, e custando menos que um mísero Xeon de 12 que esquenta mais que o capeta jogando CS

Copiando descaradamenteEditar

Em 1982 a AMD copiou lançou seu primeiro processador: o Am286, que era nada mais, nada menos o mesmo processador criado pela Intel. Na época a empresa alegou que "As cores usadas na pintura externa do processador são diferentes.", livrando a AMD de uma ação judicial. Em 1991 foi a vez do 386 ser copiado com o esperto nome de Am386. Quando foi lançado algum tempo depois o Am486, os executivos da AMD acharam melhor parar de clonar pelo menos o nome. Uma discussão acalorada surgiu sobre como copiar o nome do novo processador da Intel, o Pentium. Várias sugestões foram consideradas, como Ventium, Rentium e Pintium, mas nenhuma agradou. Foi então que um estagiário, durante uma reunião particularmente tensa com a diretoria, espirrou escandalosamente: "Athluuum!". Assim nasceu a família Athlon.

K5, K6 e AthlonEditar

O Athlon foi um processador sensacional, era o unico que ao mesmo tempo que renderizava imagens em 3D, conseguia esquentar sua comida. Seus níveis de temperatura sempre inigualaveis deixavam qualquer forno elétrico no chinelo. Durante os testes nos laboratórios da AMD, técnicos ficavam assombrados com o seu desempenho, que segundo benchmarks feitos na época, só perdia para a calculadora de bolso do Chuck Norris (cujo desempenho até hoje não foi equiparado). O Athlon era tão bom, mas tão bom, que a AMD decidiu que o mundo não estava pronto para ele. Então guardou o Athlon para o futuro e lançou o K5 e posteriormente o K6 e o K6-II. A tecnologia 3D-COW, incorporada nestes processadores, revolucionou a maneira que os PCs renderizavam gráficos brancos com manchas pretas e derivados do leite. Com tantas vantagens, os processadores Intel não foram páreo, levando ela quase à falência.

64 bits!Editar

 
O Athlon64 X2 por dentro.

Todo mundo pensou que seria demais processadores 64bits. Afinal, o Nintendo64 era 64 bits. O que poderia dar errado? Mas o Athlon64 não se igualou ao sucesso da Nintendo e ainda rendeu um processo pela fabricante japonesa por plágio.


Dual Core!Editar

Então a saída foi colocar dois processadores trabalhando juntos, teoricamente fazendo 2 vezes mais tarefas ao mesmo tempo. Os testes de laboratório foram entusiasmantes, mas na prática a coisa não se saiu tão bem. Depois de um tempo os processadores mais espirituosos se recusavam a trabalhar junto com outro, sabotando o coleguinha e competindo para ser o núcleo preferido do usuário. Mas a situação era mais grave quando, por erro de fabricação, eram colocados dois processadores irmãos na mesma placa. Aí era um Deus-nos-acuda. Os núcleos irmãos não paravam de brigar pela memória cache e pelos controladores de jogos. Engenheiros perdiam noites e mais noites procurando uma solução. Vários tipos de terapia psicológica foram tentados, obviamente sem sucesso. A solução encontrada pela AMD foi adicionar um terceiro núcleo, o processador pai, para impor limites aos processadores irmãos. Assim nascia o Phenom X3.

Multi Core!Editar

Apesar dos novos processadores com 4 e 8 núcleos, nenhum deles consegue superar o desempenho do bom e velho Athlon e sua versão especial para Windows XP, o Athlon XP. (Por isso, use Linux, seu animal!) Aparentemente, a série Athlon é capaz de viajar no tempo e realizar a tarefa antes mesmo do usuário solicitar. Cientistas alegam que o risco de um mortal vórtex gigante engolir a Terra caso um número suficiente de Athlons seja ligado ao mesmo tempo é muito pequeno.

O futuroEditar

Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: AMD.

Benchmarks recentes mostram que o novíssimo processador Intel Core i7 já apresenta um desempenho comparável ao processador AMD K6-II. Isto serve como sinal de alerta para a AMD, que apesar de ser líder inigualável em tecnologia (depois de tanto copiar a concorrência) e nunca ter seu monopólio ameaçado pela concorrente Intel, precisa manter a dianteira tecnológica para não correr o risco de ser ultrapassada à longo prazo.


 
A batalha AMD vs Intel.

Ver tambémEditar