Abrir menu principal

Desciclopédia β

A Kripta

A Kripta de noite.

Cquote1.png Eu *chuif* sempre vou visitar meu pai lá... Cquote2.png
Paul McCartney sobre A Kripta
Cquote1.png Não entendi pla quê é essa polcalia. Cquote2.png
Cebolinha sobre A Kripta
Cquote1.png Daí que eu te mostro como abre o baguio. Dá um round aí, cara! Cquote2.png
Pivete descalço e faminto que ronda o flipper sobre A Kripta

A Kripta (no inglês original, The Krypt, e no espanhol, La Tumba) é uma das maiores novidades no mundo do Mortal Kombat.

Índice

What the heck?Editar

A Kripta, no início de seu desenvolvimento, era pra ser colocada em Nigtmare at Elm Street pro Nintendinho, aonde iria mostrar a história do Freddy Krueger, mas por culpa das injúrias que James Rolfe, o Angry Nintendo Nerd, fez ao jogo, ela foi retirada, e o jogo, destruído. Logo depois, na era do Playstation, tentaram colocar a Kripta no Resident Evil, com o propósito de mostrar todos os zumbis que você "re-matou" durante o jogo, mas o CD não tinha tamanha memória (e outra: o jogo tinha gráficos revolucionários, como o de Zelda: Ocarina of Time - e isso, óbvio, foi uma piada). Então a Meia-Via Games comprou os direitos da Kripta e colocou no jogo Mortal Kombat Deadly Alliance, com o intuito de mostrar o desenvolvimento do jogo, desde a ideia luminosa de Ed Boonda em colocar um bêbado maltrapilho que vomita na arena até vídeos desnecessários, como o célebre "Cozinhando com Scorpion", além de sketches de alguns personagens.

MK Deadly AllianceEditar

Foi a primeira, como já foi dito antes, e contava com um monte de caixões enfileirados com um código. Você tinha que roubar moedas de alguns trouxas pra conseguir comprar uma chave pra abrir cada um dos caixões.

DestaquesEditar

  • Cozinhando com Scorpion: Um vídeo curto, aonde Scorpion mostrava como fatiar alimentos. Participação especial de Claudete Troiano.
  • Alternate Costumes: Depois da idiotice de roupas idiotas do Mortal Kombat 4 (idiota), foram criadas roupas muito mais loucas. Um exemplo marcante é 50 Cent no papel de Jax na Alt. costume dele.
  • Drahmin era só um cajado: Nesse desenho de Monet, Quan Chi estava segurando uma vara com uma cabeça grande na ponta (e você já pensando besteira, certo, seu descíclope?). Essa cabeça se tornou Drahmin mais tarde.

  Ou seja, Drahmin era a cabeça de um pau?  
C&A de Pégasus
  Então seja por isso que ele tá sempre rodeado de moscas...  
Hades complementando o que C&A disse

MK DeceptionEditar

Esse teve um pouco de diferença. Em si era uma parede com um monte de blocos com cadeado (o que também se seguiu em Mortal Kombat Armageddon.)

DestaquesEditar

Só tinha uma coisa: praticamente TUDO do jogo você desbloqueava na Krypt. Você só tinha o Kabal de início e uma fase pro modo Versus. Mais de 6.812 coisas eram desbloqueadas na Krypt do MKD.

MK ArmageddonEditar

Como já dito, era uma parede com um monte de blocos com cadeado.

DestaquesEditar

  • Sub-Zero dançando na caixa: Ninguém sabe o propósito disso, mas o Sub-Zero do Motor Kombat ficava pulando que nem um peru no micro-ondas dentro duma caixa.
  • Bio Koncept Video: Esse jogo, de tão esdrúxulo que é, não tem as biografias dos personagens, então esse vídeo mostraria como seria uma bio de algum personagem se TIVESSE bios.

Maaaaaaaas em vez de gastar ultrazilhões de Koins pra comprar um bloco, lembre que 80% pode ser achado no Konquest. Isso vale pro Deception também.

The VaultEditar

A Galeria Subterrânea (no inglês original, The Vault, e no espanhol original, Lo Armazén) é alguma coisa (sim, alguma coisa, pois nunca foi vista no jogo) que Darrius fala durante o Konquest do Mortal Kombat Armageddon. Ninguém sabe o porquê, pra quê...mas existe. John Tobias, ex-diretor da saga, deu uma entrevista ao Programa do Jô falando sobre:

  • JS: Então amigo John, o que te fez sair da produção dos jogos da Meia-Via?
  • JT: Em primeiro lugar, quero esclarecer uma coisa: Ed Boon é um boboca de uma figa, um panaca de uma ova, e digo mais: um paspalhão de meia-tigela! Mas esse não foi o motivo principal.

(pausa de dois segundos pra John tomar um gole do capputino)

  • JT: Aquela vadiazinha do Boon me fez parar com os friendships, babalities e todo aquele resto. Então, pra avacalhar mesmo, eu detonei o Mortal Kombat 4, que todos podem confirmar: é uma bosta! Aí o CJ, vice-prsidente da Meia-Via, me mandou pra rua. Simples assim.
  • JS: E depois, o que você fez da vida? Na raiva, vale tudo?
  • JT: Como já diria o jogador brasileiro que esqueci o nome, só não vale dar o cu. Por isso, fui pra MTV tentar ser VJ, mas não gostei. Não tinha nenhuma gostosa como a Luciana Gimenez ou a Sabrina Sato. Convicto, fui pra Rede TV! tentar a vida como assistente do ajudante do cameraman do Pânico. Foi bom, ver a Sabrina ao vivo é sempre bom. Aliás...
  • JS: Quer uma água?
  • JT: Porra Jô, eu tava empolgado agora.

(latidos da plateia por três segundos)

  • JS: Bem, rumores dizem que existe uma tal de Vault no mais novo jogo do Mortal Kombat, já voltando ao que interessa.
  • JT: Eu nunca gostei de falar muito dela...depois que saí da Meia-Via, fiz um pacto com a Kép-Com pra poder fazer um boicote na Meia-Via. Então juntei todos os arquivos sobre todos os integrantes, até do carinha do Toasty! e consegui fazer um grande dossiê pra acabar com a Meia-Via. Mas meu cachorro mastigou quase tudo.
  • JS: Então a Vault seria algo como esse dossiê?
  • JT: Of course. Eu refiz o dossiê, mas coloquei em disquete. Meu cachorro mordeu de novo, mas morreu asfixiado com os pedaços do disquetes. Pau no cu dele.
  • JS: Coitado, se a Luisa Mel ouve isso, você vai pra cadeira elétrica.
  • JT: Pau no cu dela também. Já dizendo, um pau de cavalo, já que ela gosta tanto de animais. Então eu regravei a porra do disquete...
  • JS: Você tem certeza que não quer um copo d'água?
  • JT: Só não te mando tomar no cu porque eu tou no seu programa.
  • JS: Porra, você traiu o movimento punk, véio!

(mais latidos da plateia por quatro segundos)

  • JT: Vai embora, vai embora daqui!

(latidos da plateia por sete segundos e aquele grito de garça que sempre alguém dá)

  • JT: Tá bom vai...eu regravei o disquete, coloquei um vírus nele, entrei nos estúdios da Meia-Via e coloquei o disquete no computador de CJ. por causa disso o Darrius fala sobre a Vault. O disquete não sai mais do drive, e o próximo jogo deles terá a mesma porra de mensagem, falada por Havik na próxima.
 
Tony de Ramos (?), Marco Bianchi e Ed Boon depois do Rockgol.

Paulo Bonfá também chegou a mencionar a Vault quando Ed Boon estava na Bola na Fogueira de 2006, no início do Cabofriense na Copa dos Campeões:

  • Ed Boon = EB
  • Paulo Bonfá = PB
  • Marco Bianchi = MB
  • PB: Vinte chocopinhos, dá pra vinte comer?
  • EB: ...Porra, acho que não, hein?
  • MB: Precavido, o senhor tem sempre um pau na poupança?
  • EB: (risos)Hum...(mais risos)Eu uso conta corrente, não dá.
  • Tony de Ramos (convidado especial - zé ninguém): Pensou demais hein?
  • PB: Porque você não deixa ninguém mexer na sua Vault? Não acham tão profunda?
  • EB: Sabe, até que acham. Mas é um assunto mais complicado. Tem que falar com o Tobias.
  • MB: Ma-ma-ma-mas, é prazeroso sempre ter alguém como CJ por trás?
  • EB: Olha, não chega a ser prazeroso, mas é confortante. (risos)
  • PB: Você sempre mexeu muito com as bolas pra criar um jogo novo? Ou alguém mexia por você?
  • EB: Sempre é preciso a cooperação de muita gente mexendo as bolas. Mas cada um com a sua.
  • MB: Pra finalizar, atrás do Ed sempre teve uma Boonda?
  • EB: Espero que não...

Ver tambémEditar