Abrir menu principal

Desciclopédia β

A Lei do Amor

"Me dei bem..."

Cquote1.png Você quis dizer: A Lei do Ódio? Cquote2.png
Google sobre A Lei do Amor
Cquote1.png Você quis dizer: A Lei do Horror? Cquote2.png
Google sobre A Lei do Amor
Cquote1.png Você quis dizer: A Lei da Maldade? Cquote2.png
Google sobre A Lei do Amor
Cquote1.png Você quis dizer: Selva de Pedra? Cquote2.png
Google sobre A Lei do Amor
Cquote1.png Você quis dizer: Babilônia parte 2? Cquote2.png
Google sobre A Lei do Amor
Cquote1.png "A Lei do Amor"... desde quando o amor tem lei? Cquote2.png
Xênia Bier, cronista, sobre a novela.
Cquote1.png O quê? Ainda tem novela das 9? Cquote2.png
Pessoa que só assiste maratona de séries na NetFlix sobre A Lei do Amor.
Cquote1.png Ain, a Karina da Malhação vai estar na novela, e Isabelle Drummond e Chay Suede vão se pegar! SHIPPO MUITOOOO! Cquote2.png
Guria retardada sobre A Lei do Amor.
Cquote1.png Essa novela é maravilhosa; só precisa de alguns ajustes, tirar uns personagens aqui e ali e vai ser sucesso! Cquote2.png
Crítico puxa-saco da Globo sobre A Lei do Amor.
Cquote1.png Que merda é essa???? Cquote2.png
Telespectador brasileiro sobre as mudanças em A Lei do Amor
Cquote1.png Como assim??? Tiraram os melhores personagens da novela e deixaram a Chatícia e esse casal protagonista sem graça? Cquote2.png
Telespectador brasileiro sobre A Lei do Amor
Cquote1.png Num fala da minha Isa, tá? E Peloísa é vida, quem naum shippa tem pobreminhas. Cquote2.png
Talifãs adolescentes da Isabella Santoni sobre citação acima.
Cquote1.png Vamos matar os gays antes que os evangélicos boicotem Cquote2.png
Sílvio de Abreu sobre A Lei do Amor.
Cquote1.png Olha, tá horrível, realmente cagaram a novela, tá pior que as da Glória Perez Cquote2.png
Telespectador brasileiro sobre A Lei do Amor.
Cquote1.png Saudades? Adivinha quem tá voltando? Eu!!! Vamos voar, meu povo! Cquote2.png
Glória Perez sobre A Lei do Amor.

A Lei do Amor é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo desde 3 de outubro de 2016 a 31 de março de 2017, substituindo Velho Chico e sendo substituída por A Força do Querer. Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, conta com colaboração de Eduardo Cunha, Roberto Jefferson, Val Marchiori, Marcos Valério, o carinha do "passa lá no Posto Ipiranga", Dilma Rousseff, todo o pessoal da Lava Jato e Mãe Dinah, sob direção de Denise Saraceni. Foi um dos maiores fracasso das 8 9.

Índice

RoteiroEditar

A primeira fase começa em 1995, e foi só pra encher linguiça enquanto a eleição não acabava. Basicamente, temos a história de Pedro e Helô, dois adolescentes retardados revoltados com tudo isso que está aí que sofrem com a perseguição dos vilões da novela: Magnólia, a madrasta malvada, que manda Fausto, o pai de Pedro, mandar a secretária Suzana dopar o rapaz e fingir que dormiu com ele. Helô fica tristinha e vaza da cidade. Vira modelo, se casa com um cara bem rico, o Tião Bezerra, e tem a filha Letícia. Chateadinho, Pedro pega um barco e se manda por aí.

Chegamos aos dias atuais: 2016, esse ano horrível que passou leeeeeentamente. Pedro volta de sua longa viagem por aí e reencontra o seu pai, velho e moribundo. Fausto se arrepende das mancadas que fez e junto com Suzana, que é a sua nova amante, conta a verdade para Pedro. Seu retorno mexe com o coração (e com outras partes do corpo) de Heloísa, mulher rica, porém infeliz, que vive levando ponta de Tião e só não se separa dele porque a bendita da Letícia tem leucemia e fica de mimimi toda hora, dizendo com voz melosa e irritante: "ain, o papai é tãããão bonzinhooooo".

O namorado dela, Tiago, é um mongoloide que está de saco cheio daquela chatice e carência e dá um jeito de se consolar com Isabela, a mocinha pobre e trabalhadora típica das novelas. Voltando, Helô e Pedro fazem as pazes ao som de What's Up e decidem juntos destruir os vilões da novela: Mág, Fausto, Tião e Ciro, o cunhado mala e do mal de Pedro. Mas os vilões também se odeiam e arranjam um jeito de se destruírem sozinhos. Enquanto isso, Magnólia arma o acidente que mata Suzana e deixa o veio Fausto em cima de uma cama, Tião dá um sumiço na Isabela pra garantir que Tiago se case com Letícia e assim ele possa se aproximar de Magnólia, sua paixão do jardim de infância. E você descobre que Mág e Ciro tem um caso (isso, ele pega a sogra! Ô coragem!).

Também tem os dramas dos 1547 personagens coadjuvantes da novela, que não têm a menor importância no enredo e por isso a metade foi riscada do mapa.

Personagens e figurantes em geralEditar

  • Helô (Isabelle Drummond/Cláudia Abreu): Moça pobre e trabalhadora que perdeu a mãe doente (de leucemia, óbvio) e perdeu o pai após ele tentar assaltar a fábrica Leitão e morrer numa rebelião de um presídio no Acre. Ela culpa os Leitão pelas desgraças de sua vida, mas vai se apaixonar justamente por um deles, Pedro, com quem tem a purgante Letícia. Se acha a esperta, mas cai como uma patinha nas armações da Mág e casa com o pior homem com quem uma mulher deveria se casar: Tião Bezerra. Os anos passam e ela enfrenta muitos problemas, com o marido mala e cruel, a filha com câncer e total ausência de vida sexual, até a chegada de Pedro, com quem tira o atraso e enfrentam os vilões da novela enquanto cantam Whats'Up?.
  • Pedro (Chay Suede/Reynaldo Gianecchini): Rapaz rico que detesta a madrasta e se revolta com os desmandos de sua própria família. Se envolve com a Helô, mas com as armações da madrasta megera, ela dá o pé nele e ele se manda por aí num barco qualquer. Depois de dar a volta ao mundo, ele retorna às origens, descobre a verdade e vai reencontrar a amada. Mesmo depois de 21 anos e 2 filhos nas costas, ele ainda acha Helô linda e volta com ela. Descobre que é pai da Letícia e tem que lidar com a rejeição da garota.
  • Fausto (Tarcísio Meira): O melhor personagem da novela. Na primeira fase era aquele típico mandachuva poderoso que se sentia Deus e queria separar o casalzinho fofo da novela. Agora ele é um homem arrependido de ter desviado milhões de reais pra uma conta na Suíça e resolve fazer uma delação premiada, mas ele sofre um "acidente" e fica a novela toda deitado em cima de uma cama, olhando a bunda da Luciane, combinando com Pedro um jeito de derrotar a Mág e tocando o terror na veia, afinal ela merece.
  • Magnólia (Vera Holtz): A típica vilã psicopata das novelas, descendente direta da madrasta da Branca de Neve e da madrasta da Cinderela, se sente a Suzana Vieira e passa o rodo: além de pegar o marido Fausto (que com quase 100 anos nas costas já não comparece tanto como antigamente), pega também o Tião, seu namoradinho de jardim de infância, e Ciro, o próprio genro. Não tá nem aí pros filhos Hércules e Vitória e só pensa em evitar que descubram seus podres, além de eliminar seus inimigos.
  • Tião Bezerra (Thiago Martins/José Mayer): Vilão mau como o Pica-Pau, inferniza a vida da mulher Helô porque ela quer se separar dele pra ficar com Pedro. Enche a cabeça da Letícia para que ela odeie os pais e azucrina o filho Eduardo só porque ele não é viciado em sexo que nem o pai. Quer se vingar de Mág, sua namoradinha do jardim de infância, porque ela riscou a cara dele e disse que ele é bobo, feio, chato e cara de mamão. Quer separar Helô de Pedro porque ele é o vilão da novela e é muito mau, e porque não suporta ver que a mulher conseguiu superar um casamento falido e fadado ao fracasso e ainda arranjou alguém melhor do que ele.
  • Ciro (Maurício Destri/Thiago Lacerda): Outro que passa o rodo na novela, além da Vitória, com quem se casa só pra conseguir um cargo melhor na fábrica, ainda pega de vez em quando a Yara, sua paixão de juventude que largou só pra casar com a Vitória, a Magnólia, sua amada sogrinha, e também a Beth, que chega do nada só pra infernizar a Vitória. Odeia a própria vida, vive dopando a mulher e bate nela, mesmo grávida, rouba a empresa da família e só gosta da mãe, que é literalmente cega e não enxerga o monstro que é o filhote.
  • DerrotaVitória (Sophia Abrahão/Camila Morgado): É filha de Fausto e Mág e irmã de Pedro e Hércules, só está nessa novela pra sofrer. Era namoradinha do Augusto, mas foi obrigada a se separar dele pela mãe megera, pra se casar com Ciro. Come diariamente o pão que o Diabo amassou nas mãos do marido, é tratada como louca, mas com a ajuda dos personagens bonzinhos da novela, consegue fugir de casa e ficar com Augusto.
 
Isto lhe parece familiar?
  • ChatíciaLetícia (Isabella Santoni): Pior personagem da novela, todo mundo odeia essa garota, assim como a Camila de Laços de Família e a Maria Eduarda de Por Amor: é a cara da Carolina Dieckmann, fala com um sotaque carioquêixx irritante (mesmo a Letícia sendo do interior de São Paulo), tem leucemia, implica com a mãe que só quer o bem dela e só não rouba o Gianecchini da mãe porque ele é seu pai nessa novela. É namorada do Tiago, mas nem ele aguenta essa garota chata e insuportável, preferindo ficar com a Isabela. Ela fica se vitimizando e acredita em tudo que o Tião diz, mas DO NADA ela passa a enfrentar o pai e resolve ser amiguinha do Pedro, seu pai de verdade. Aí, com o sumiço da Isabela, Letícia realiza o sonho de casar com o Tiago, mas eis que DO NADA a Isabela retorna, só que se passando por Marina (ou será que não?).
  • Tiago (Humberto Carrão): Retardado que é filho do Hércules e é tão bobalhão quanto o pai, se casando contra a vontade com a Letícia só pra agradar a avó, chifrando a noiva com Isabela e quando ela some, ele volta a se rastejar aos pés da Letícia, DO NADA. Casa com a garota, mas fica pensando na Marina, uma mulher que aparece DO NADA só pra ver se a audiência da novela melhora um pouquinho. Ah, e que é a cara da Isabela.
  • Rita/Nina Isabela/Marina (Alice Wegmann): Moça pobre e batalhadora que trabalha de garçonete pra conseguir realizar seu sonho, que é ser fisioterapeuta. Dá uns pegas no Tiago, mas se mete num rolo bem perigoso, descobre umas coisas bem pesadas e sofre um "acidente". Passa a maior parte da novela sumida, e todo mundo acha que ela morreu. Até que ela volta DO NADA, ou melhor, a Marina, uma moça que apesar de se parecer muito com a Isabela, não é a Isabela. Ou será que é? Pouco importa coma torta!, vai trabalhar de fisioterapeuta e deixa todo o elenco da novela confuso, menos o público, que já está calejado e leu todos os spoilers da novela na internet.
  • Hércules (João Vítor Souza/Danilo Grangheia): Apesar do nome, é um fracote. Filho de Fausto e Mág e irmão de Pedro e Vitória, um verdadeiro banana e inútil, comandado pela mãe e pela mulher, quer porque quer ser prefeito só pra meter a mão nas verbas do governo e mandar tudo pra uma conta secreta nas Ilhas Cayman. Passa a novela toda tentando convencer o povo de São Dimas que deve ser o prefeito, mas com o esvaziamento da trama política, acabou perdendo importância.
 
E com vocês, a dona da novela.
  • Luciane (Grazi Massafera): Outra que é a melhor personagem da novela; ela arrasa, mita, lacra, tomba, fecha, broca e dá tapa na cara dazinimiga. Não vale nada, mas todo mundo gosta dela. Dá uns pegas no senador Venturini pra garantir que o marido corno manso seja o prefeito da cidade, é a única que não tem medo da Magnólia e tenta ajudar a Vitória a ser uma pessoa normal. Resolve DO NADA ser do bem e ajudar o Pedro em seu plano de destruir a Magnólia, ajudando o veio Fausto a se levantar.
  • Senador Venturini (Otávio Augusto): Político poderoso e carismático que todo mundo adora e vota, mesmo sabendo que é ladrão (qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência). É casado com a dona Pupa, que não fala nada e só faz figuração. Mas pega a Luciane, com quem faz uma troca de favores e está metido até o pescoço nas coisas erradas que acontecem na novela. Mas foi eliminado após Sílvio de Abreu encasquetar com a ideia de tirar o núcleo político da trama, mesmo já tendo acabado o período eleitoral, causando luto e comoção nos poucos telespectadores da novela, igualzinho ao povo quando um político morre.
  • Augusto (Hugo Bonemer/Ricardo Tozzi): Jovem batalhador e honesto que entra pra política pra tentar mudar isso tudo o que está aí, mas quebra a cara e é visto como o vilão da história. Só está na novela ainda porque Ricardo Tozzi é queridinho dos autores e porque o romance dele com a Vitória é um dos preferidos da dona de casa.
  • Beth (Regiane Alves): Chegou DO NADA na novela, só pra atazanar Augusto e Vitória, e pra dar uns pegas no Ciro. Tentou enrolar a Magnólia, se achando a espertona, e se deu mal. Morreu três dias depois de ter entrado na novela.
  • Suzana (Gabriela e Regina Duarte): Secretária do Fausto, foi contratada pra fingir que pegava o filho Pedro, mas acabou virando amante do pai, para desespero de Magnólia que mandou dar cabo da rival.
  • Salete (Cláudia Raia): Dona de um posto de gasolina cheio de frentistas sarados que só trabalham sem camisa e fazem a dança do gatinho molhado ao som de Step By Step. Tem duas filhas: Flávia, a DJ a quem adotou, e Jéssica, a filha biológica, que tem vergonha dos musicais de mau gosto que ela dava todo dia e que DO NADA vira do bem e passa a ter orgulho da mãe. Ia ser vice-prefeita junto com Hércules, virar prefeita e botar a boca no mundo contando os podres dos Leitão, mas os autores esqueceram essa parte e fizeram Salete se pegar com Gustavo, um cara que chegou... DO NADA (como tudo nessa novela).
  • Zuza (Ana Rosa): Velhinha simpática, dona da pensão onde vivem os personagens inúteis da novela. E pra onde Pedro vai quando foge de casa. Adora Pedro, de quem foi babá, e não liga pro seu filho Bruno, porque ele não é um personagem relevante na novela e vai sumir logo, logo.
  • Mileide (Heloísa Perissé): Vidente de araque que só serve pra dar spoiler da novela e enche o saco do telespectador com suas piadas sem graça e esquetes dignas do Zorra Total (que nem existe mais, desde 2015 é apenas ZORRA). Apesar dos apelos do público, essa personagem continua na novela, porque... porque... ninguém sabe. Vai ver Heloísa Perissé fez macumba.

Além desses, temos milhões de outros personagens que não servem pra nada e que são figurantes de luxo, por isso nem vou perder meu tempo falando deles.

Trilha sonoraEditar

  • Em três CDs, lançados entre 2016 e 2017 e um repertório excelente, de bom gosto e bem selecionado, a despeito da verdadeira BOSTA que foi a novela (sério, virou uma segunda Babilônia), dando maior ênfase à MPB da época, e com poucos temas internacionais;
  • O volume 1, lançado em outubro de 2016, tem 13 faixas (boas, e 1 ruim), e tem quatro faixas (4, 6, 9 e 13) da década de 90, afinal, a primeira fasse se passava naquela década (como já dito bem acima). Ney Matogrosso regravou "Bachianas Brasileiras nº 2", de Heitor Villa-Lobos especialmente para a abertura dessa joça. Blubell vem com "Blue", Alice Caymmi com "Meu Recado", a cantora Edson Cordeiro com "Lovesong", do The Cure, Chico César com "Estado de Poesia", Cássia Eller com a original de "Por Enquanto", de seu primeiro álbum de 1990 (sério, preferia a versão Acústico MTV, de 2001) e Beirut fecha com "The Riptide";
  • O segundo CD, lançado em janeiro de 2017, na verdade não é segundo volume. Como assim, Dr. Victor? Trata-se da trilha sonora instrumental, arranjada por Ricardo Leão, onde 20 das 21 composições são de sua autoria - a última faixa, que também é a bonus track do disco, "Asa Branca", é uma linda versão da música do Gonzagão. Foi a última novela das 21h, e também da Globo, a ter uma trilha sonora complementar instrumental lançada fisicamente (todas as outras depois dela só saíram na internet; as contemporâneas das 18h Sol Nascente e das 19h Rock Story tiveram as suas lançadas só nas plataformas digitais;
  • O terceiro e último, esse sim é o volume 2, e dispensa comentários, pois apenas possui um repertório elegante e escolhido a dedo. Lá de fora, Alabama Shakes, Adele e Enrique Iglesias (com participação de Wisin) se unem aos brazucas Roberto Carlos (em dose dupla no disco, interpretando duas canções), Rita Cadillac, Adriana Calcanhotto, Raul Seixas e outros. Pode comprar sem culpa nenhuma na consciência.

Vol. 1Editar

Capa: Helô e Pedro nas duas fases da novela: como aborrecentes retardados, e como quarentões retardados.

  1. Bachianas Brasileiras nº 2 (O Trenzinho do Caipira) - Ney Matogrosso (tema de abertura)
  2. Blue - Blubell
  3. No Meu País (com Xande de Pilares) - Zélia Duncan - tema do povo que vive se iludindo com política
  4. Step by Step - New Kids on the Block - tema dos frentistas sensualizando no posto de gasolina. Também é tema da novela Verão 90.
  5. Meu Recado - Alice Caymmi
  6. Lovesong - Edson Cordeiro
  7. Chuva no Mar (com Marisa Monte) - Carminho
  8. Estado de Poesia Chico César
  9. What's Up? And I say: HEYEYEYEYEYEYE 4 Non Blondes - tema de Helô e Pedro; música que as pessoas se esgoelam cantando o refrão. Também faz parte da novela Olho no Olho.
  10. Levanta - Renata Jambeiro - tema de Fausto e dos autores dessa novela, que sonhavam que a audiência levantasse
  11. Folgado - Marília Mendonça - música lixo que cumpre a cota imposta pelo jabá
  12. Partículas do Amor - Márcia Castro - tema das raras cenas românticas da novela
  13. Por Enquanto - Cássia Eller - tema dos atores que saíram da novela, mas voltariam. Ou achavam que voltariam.
  14. The Rip Tide - Beirut

InstrumentalEditar

Capa: logotipo da novela. Músicas de Ricardo Leão.

  1. São Dimas I
  2. Amores
  3. Amor Criança
  4. São Dimas II
  5. Romance
  6. O Dom
  7. Floral
  8. Valsa de Amor Roubado
  9. Pedro e o Lobo Mar
  10. Idas e Vindas
  11. Os Reveses
  12. Avassalador
  13. Triste Helô
  14. Nos Esperando
  15. O Adeus
  16. Teu Sorrir
  17. O Amor e a Lei
  18. Vila dos Lobos
  19. Sem Chão
  20. Construindo
  21. Asa Branca (bônus track)

Vol. 2Editar

Capa: Humberto Carrão como Thiago e Alice Wegmann como Isabela/Marina

  1. Don't Wanna Fight - Alabama Shakes
  2. Water Under the Bridge - Adele
  3. Maior - Milton Nascimento e Dani Black (tema geral, foi a primeira do disco a tocar na novela)
  4. A Distância - Roberto Carlos - tema do público, que prefere tomar distância dessa porcaria.
  5. Aos Meus Pés - João Bosco
  6. Pessoa - Marina Lima (música da novela Fera Ferida que a Som Livre acertou em cheio ao inseri-la no disco)
  7. Duele el Corazón - Enrique Iglesias feat. Wisin
  8. É Bom Para o Moral - Rita Cadillac - tema de Luciane, que é a única personagem que tem moral com o público.
  9. Fogo - Gaby Amarantos - outro lixo (não perca seu tempo), tema de Salete, que só apaga o fogo quando tem sessões de hora extra com os frentistas de seu posto.
  10. Estrela Blue - Simone Mazzer
  11. Miracle (acústica) - Above & Beyond feat. Annie Drury
  12. Não Demora - Adriana Calcanhotto
  13. Fogueira - Ângela Rô Rô
  14. Perdóname - Pablo Alborán
  15. Grito de alerta - Maria Rita e Gonzaguinha - tema do povo, que está cansado de se ferrar na mão de político corrupto
  16. Era Pra Ser - Maria Bethânia (música de Calcanhotto, que lançou recentemente nas rádios em sua versão original (WTF?).)
  17. O Que Aconteceu com o Nosso Amor? Ficou cego? Surdo? Mudo? - Andrea Marquee, revelada pelo Fama em 2002
  18. Quem Leva a Vida sou Eu - Lenine
  19. Cowboy Fora da Lei - Toca Raul - tema dos políticos desonestos que se acham mais espertos que todo mundo.
  20. Happy Happy Birthday Baby - The Tuneweavers (bônus)
  21. O Calhambeque (Road Hog) - Roberto Carlos (bônus, em versão remixada)

E muito mais músicas que o povo não liga porque não é funk ou sertanejo.

Música da aberturaEditar

A abertura é a exibição de um ritual Wicca que mistura os quatro elementos (água, terra, fogo e ar) e pega uma fita vermelha que passa por todo canto, só pra fazer conexão com o congela da novela, que é a cara de um personagem em seu pior ângulo com fitas vermelhas por todo o lado. Confere a letra:

Lá vai o povo fugindo
Lá vai a novela a rodar
Lá vai audiência caindo
Canais à noite a mudar
Lá vai a novela sem destino
Pro sentido novo encontrar
Correndo pra ver se encerra
Todo mundo espera
Essa merda acabar
Fracassando só pra variar
Correndo pra não tirar
Do ar, do ar...

BastidoresEditar

  • A princípio, a novela ia se chamar Sagrada Família, mas o pessoal da Globo teve medo que confundissem com uma novela bíblica da Record e fizeram um concurso cultural pra mudar o nome. Os finalistas foram: A Mais Forte (???), Lobo do Amor (péééssimoooo) e A Lei do Amor, que venceu a disputa. O nome nem é lá essas coisas e não tem nada a ver com a trama, afinal só tem gente que se odeia planejando uma vingança maligna com quem lhe ferrou no passado. Os nomes mais apropriados seriam A Lei do Ódio, A Lei do Cão, Adeus Amor ou Todo Mundo Odeia a Letícia.
  • A novela foi um retumbante fracasso na audiência, conseguindo o recorde de -4567654334567 pontos no Ibope quando foi exibida aquela cena que... que... não sei, não vi nesse dia. Só não foi pior que Velho Chico e A Regra do Jogo, mas foi tão desastrosa quanto Babilônia, Em Família e O Sétimo Guardião. Mas a bonança veio depois, com A Força do Querer e O Outro Lado do Paraíso, sucessoras no horário.
  • A novela, assim como as antecessoras, teve uma primeira fase, só pra dar emprego aos queridinhos dos diretores e produtores de elenco: Chay Suede, Maurício Destri, Isabelle Drummond, Sophia Abrahão e o sobrinho do William Bonner. A segunda fase manteve o clima de Malhação na novela, cheio de atores jovens e canastrões que só faziam exibir os corpos sarados e estragar o já não tão bom texto da novela. Para se livrar dessas tralhas, foram cogitados repetir o terremoto de Anastácia, a Mulher Sem Destino; explodir um shopping, que nem em Torre de Babel, ou fazer paredões que nem o Big Brother. Preferiram simplesmente sumir com os personagens sem dar a menor explicação ao público, enrolando os atores com o "antes do fim da novela você volta".