Abrir menu principal

Desciclopédia β

Acoelomorpha

Acoelomorpha
Um prato de Acoelomorphas, os vermes amarelados são o Waminoa, já os verdes são o famoso symsagittifera roscoffensis
Um prato de Acoelomorphas, os vermes amarelados são o Waminoa, já os verdes são o famoso symsagittifera roscoffensis
Classificação científica
Domínio: Cara idiota
Reino: Animal
Filo: Xenacagoumorfado
Subfilo: Acoelhomorto

Acoelomorpha é um subfilo de animais desconhecidos, criado aleatoriamente em 2004 quando os biólogos, para evitar a fadiga de pesquisar melhor sobre esses bichos estranhos, decidiram criar um filo inteirinho só para estas pequenas bolachas microscópicas. Posteriormente foram transformados em subfilo dos Xenacagoumorfado.

AnatomiaEditar

São em primeiro lugar animais muito pequenos, cujo maior espécime não passa de 2mm de comprimento, vivendo no mar em meio ao plâncton ou sujando as algas. A sua função na natureza é incerta, pois poucos biólogos no mundo se dão ao trabalho de estudar esses bichinhos que mais parecem poeira, mas a função parece ser essa mesmo, a de sujar algas dando aspecto de velho a elas, ou de contaminar o plâncton reduzindo seu valor nutricional para o de um nada adequado.

O seu corpo é geralmente maciço, exatamente como aquelas balinhas de açúcar. Sem olhos, sem pele, sem boca e sem cu, para um olhar desatento parece um ser inanimado, quando na verdade é só um animal tímido demais.

A característica mais notável desses pequenos animais é sua ausência total de sistema digestivo, o que os fada a jamais poderem comer ou cagar. A sua refeição se dá por osmose epitelial, ou seja, o animal se amassa no seu suposto alimento e simplesmente o agrega ao seu corpo gelatinoso. Biologicamente falando, é o ser vivo perfeito, pois ele jamais precisa cagar o que come, e sua tendência é apenas o de aumentar seu tamanho infinitamente. Infelizmente, sua expectativa de vida é de apenas 4 horas, então eles nunca conseguem passar dos 2 milímetros de comprimento.

ComportamentoEditar

Devido à vida curta, são vorazes reprodutores, e o fato de não possuírem ânus descarta qualquer possibilidade de homossexualismo entre estes animais primordiais que assim conseguem taxas impressionantes de reprodução, ao contrário dos animais com tendências homoafetivas.

Os Acoelomorpha tem mania de se fazerem de nojentos a simularem serem tênias grotescas ou vermes malditos, só para serem confundidos com algum parasita desprezível, e assim serem deixados de lado.

ClassesEditar