Abrir menu principal

Desciclopédia β

Acopiara

Cquote1.png Você quis dizer: Terra de Corno Cquote2.png
Google sobre Acopiara
Cquote1.png Maior motel a céu aberto Cquote2.png
Dicionário sobre Acopiara
Cquote1.png Ô loco meu!!! Cquote2.png
Faustão sobre Acopiara
Cquote1.png Fasta, vai, Fasta... Cquote2.png
Tiririca sobre Acopiara
Cquote1.png Vida Lôca!! Cquote2.png
Rosane Gurgel sobre Acopiara

Acopiara é uma cidade do interior do Ceará, no Brasil. Terra de vegetação seca e fauna muito rica, onde há muitos veados, peruas, grilos e, principalmente, gados com chifres imensos que enriquecem a economia local, pois são todos cornos manso de fácil abatimento e domesticação.

Quem nasce em Acopiara, teoricamente deveria ser acopiarense, mas decorrente da angústia do povo com pouco prestigio histórico, começaram a se destacar em outros campos, inicialmente no plantio de algodão, e hoje na ploriferação de gados prontos para o abate, todos com chifres que são resultado das burrices que os próprios nativos da região cometem.

GeografiaEditar

Pouco se ouve sobre a geografia desta região do Ceará, sabe-se que poucos se atreveram a se aventurar em terras tão quentes e secas e o único infeliz que voltou morreu de desgosto por ter esperado tanto tempo para comer um pastel e por ter ficado sem suprimentos após perder tudo que lhe restava tentando pagar um refrigerante de $5,00. Segundo os relatos do sobrevivente de nome até hoje desconhecido, a terra não dá nada, só as menininhas que costumam se aventurar em meio aos pequeninos membros dos nativos.

EconomiaEditar

 
Portal que leva os viajantes a terra das capetinhas.

A base econômica de Acopiara ainda é a venda de cana com refrigerante, mas nem só de base vive uma torre. A cidade sobrevive nas mãos das mulheres, que possuem maridos mansos o suficiente para as sustentarem, que nas horas em que saem para trabalhar, o vizinho desocupado pula o muro do quintal e corre direto para o quarto para dar aulas de dança para as mulheres. Entre as danças mais aprendidas estão: Chupa que é de uva, Créu, Segura o Tchan e o hit mais vibrande, Lapada na rachada.

O que tem dado muito lucros aos oportunistas são os veadinhos, que são louco por bananas, que são especialidade dos "homens" da região. Esta atividade costuma render cerca de R$2,00 dependendo do cliente e do vendedor. Dizem as más línguas que alguns chegam a pagar R$50,00 por uma gozada básica.

Nos últimos anos uma outra cultura vem esquentado a economia local. O roubos e furtos tem levado as mesas de muitos acopiarenses o pão e o leite mas se engana se alguém pensa que isso é motivo de vergonha para os cidadãos acopiarenses, pois muitos se orgulham de ser um povo valente com os próprios vizinhos e são totalmente passivos com os que vem para rouba-lhes as mulheres.

CulturaEditar

Não adianta tentar fazer algo que seja realmente atrativo a todos, pois sempre enche de machos preconceituosos e espanta os pouco turistas que resolvem vir com a cara e a coragem para as manifestações culturais.

Há no mês de julho o Fetac, muito bom, mas por falta da desvalorização do macho preconceituosos que adoram a vinda de pessoas sexualmente livres para então saciarem seus desejos reprimidos por todo o ano, que é o que não falta na cidade.

O Festival de teatro amador de Acopiara é um evento que mobiliza diversas cidades do interior cearense, a cidade enche de pessoas excêntricas que com suas "raves" diferenciam-se do forro eletrônico, o cujo, que se aproveita dos excluídos pra dizer que ta fazendo música, bem como da pornografia perturbando a paz entre os habitantes.

Cultura na região mesmo, é o Forró no Balde, onde a música que toca é o forró, e que neste ano de 2008 alcançou um marco na história do forró, que foi a contratação de uma banda local para animar os pagantes. No Forró no Balde as nativas se amontoam em grupos a espera de alguns afortunados que os levam para seus devidos leitos para praticarem atos inadmissíveis entre os pais destas jovens, que nem imaginam que suas filhas estão chupando e dando uma para os jovens rapazes.