Abrir menu principal

Desciclopédia β

Adorazione dei Magi

Adorazione dei Magi é a primeira grande obra de Leonardo da Vinci, que nem é lá grandes coisa, não passa de um rascunho inacabado, mas como foi feita por Leonardo da Vinci todo mundo acha se tratar que grandes coisas.

Adorazione dei Magi - Leonardo da Vinci.jpg
Os Magos Abestalhados
Leonardo dá 20, ???
Rascunhão no papel
Galeria dos Fusilli (Florença)

HistóriaEditar

A obra foi encomendada pelo Mosteiro de Tartaruga Ninja de Scopeto, que aparentemente pagou com um cheque em branco, afinal esta obra nunca saiu do rascunho e muito menos chegou a esse mosteiro.

Leonardo da Vinci havia feito este rascunho na última folha do seu caderno de escola durantes as aulas chatas de história e biologia.

Esta obra apresenta o grande conhecimento de profundidade de Leonardo e seu talento em desenhar mangás.

Posteriormente, vários aproveitadores tentaram plagiar esse desenho, entre eles o famoso Sandro Botticelli que fez uma cópia descarada da Adoração dos Magos e ficou famoso por isso.

AnáliseEditar

Este quadro feito em lápis B3 e B6 usa magistralmente um conjunto de sombras que dá à pintura uma fiel sensação de textura que muita gente não consegue produzir nem usando photoshop.

Todos os elementos do quadro obrigam o observador a sempre desviar seu olhar para o centro. Foi Leonardo da Vinci que criou essa técnica, que chamou de bizuiação, pois todos componentes periféricos da obras estão bizuinhando para o centro.

  Maria – A figura central da obra, com seu ar angelical e pele branca, exibe um herético decote, afinal até Jesus precisou mamar (ou não).
  Bebê Jesus – O bebê está aceitando um dos presentes dos Reis Magos, que podemos ver claramente se tratar de uma Beyblade.
  Magos – A pintura apresenta uma mensagem subliminar, mostrando uns 7 reis magos (ao invés de 3), demonstrando o conhecimento de Leonardo dos livros apócrifos. Vale notar um dos magos sofrendo como se um anão invisível estivesse andando em sua coluna dançando macarena.
  Figurantes - Leonardo brilhantemente compôs sua obra com figurantes, pois apenas os Reis Magos provocaria uma sensação de vazio, além de confundir quem realmente são os reis magos. Então assistindo a um episódio do Chaves, mais especificamente um episódio que se passa na escolinha do Professor Girafales, Leonardo da Vinci se inspirou naqueles figurantes para desenhar os seus.
  Árvores – A árvore central representa o milagre de Cristo, afinal ela está viva sobre uma rocha. Há também duas árvores mais distantes rascunhadas demonstrando que natureza não era a especialidade de Leonardo, que claramente errou no traço da árvore da esquerda.
  Satanás – A pintura traz também uma mensagem subliminar, a figura de satanás na forma de um Pônei bizarrento.
  Fundo – O fundo da obra é de difícil análise por estar muito rascunhado, mas é possível reparar em ruínas e até num cavalo com torcicolo.