Abrir menu principal

Desciclopédia β

Aerodactyl

Gene Simmons.jpeg ÁGUA MINERAL, ÁGUA MINERAL...

Este artigo é sobre um mineral, como heavy metal, pedra de crack ou qualquer coisa que quebrará seus dentes se morder. Não vandalize este artigo, ou iremos tacar pedras na sua cabeça!


Boieng da Trans Brasil indo pro brejo.jpg Olha o(a) Aerodactyl vindo!
Olha o(a) Aerodactyl indo!

Este artigo fala sobre coisas que avuam pro alto.
Clique aqui pra ver quem mais vai pelos ares. Literalmente.
Aerodactyl
#142
142Aerodactyl.png
Sim sim, a prova de que ele gosta de voar livremente
Habilidade
{{{habilidade1}}}
Tipos
RockFlying
Espécie
Cria de Dercy Gonçalvez
Cadeia evolutiva
Aerodactyl

Cquote1.png Você quis dizer: Pterodáctil? Cquote2.png
Google sobre Aerodactyl

Cquote1.png Não era isto que eu estava procurando! Cadê o tente também!? Cquote2.png
Você sobre se irritar com o Google

Cquote1.png Pássaro de PREEEEEEEEEEEEEDA! Cquote2.png
Treco (Mundo Canibal) sobre Aerodactyl

Cquote1.png AAAAAAAAAAAAAAGGGG! Cquote2.png
Misty sobre Aerodactyl

Cquote1.png Aerodactyl, o dinossauro de pedra que mesmo sendo de pedra consegue voar... Cquote2.png
Pokédex intrigando novos noobs jogadores

Cquote1.png Eita porra, meu meio de transporte preferido. Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Aerodactyl


AerodactylSprite.gif

Aerodactyl é um pokémon fóssil da série dos animais de estimação de Hebe Camargo, junto com Omastar e Kabutops. Ele é muito conhecido por ser o único pokémon fóssil sem evolução, e esta fama ainda vai render muito. Ele existia no mundo pokémon na época em que os humanos ainda se aparentavam com Tony Ramos, e possuiam pelo até no esôfago.

CaracterísticasEditar

 
Os Aerodactyl são literalmente uma pedra voadora, sendo muito úteis a ajudar obesos como Faustão a se locomoverem.
 
Eu já disse que eles voam livremente?

Aerodactyl é considerado o pokémon fóssil mais raro e talvez seja mesmo oficialmente além das especulações dos nerds, já que na quarta temporada foi quase previsto que ia acontecer uma evolução de Aerodactyl - e o mesmo não aconteceu porque foi impossível inventar algo que evoluísse de um pterodáctil (não que seja impossível para Ken Sugimori, já que ele consegue inventar a evolução pra um sorvete). Se surgisse uma coisa tão absurda assim como essa evolução, o mundo pokémon já estaria em rúinas. O Aerodactyl é uma daqueles seres que você olha e já vê que tem cara de velho e de algo que você só veria assistindo os Flinstones. No mundo pokémon está acontecendo uma campanha na área científica de reviver todos os Aerodactyls possíveis, e colocar na Tree of Life (uma árvore sagrada rodeada por pokémons doentes, acidentados e alcoólatras, sendo lá protegidos pelos guardiões pokémons: Registeel, Regirock, Regice). Assim talvez, com uma pequena probabilidade de chance este pokémon voltasse a ser um pokémon atual, e não mais um caveirão guardado embaixo de sete palmos de terra.

Por ser um pokémon da época em que os Beatles era modinha, o Aerodactyl não pode ser encontrado nesses matinhos retângulares que fedem a Rattata, e sim por outras táticas que os otários da Equipe Rocket morrem tentando descobrir. Não gaste pokébola e nem gaste seu pequeno cérebro (o que eu duvido que dê pra gastar ainda), porque para ter um Aerodactyl, basta você ser cagão pra caramba e encontrar uma Old Amber na Mt. Moon, ou melhor, usando o HM "Cut" para cortar umas arvorezinhas toscas que te impede para ir ao outro departamento do museu da cidade onde o Brock é ginasista. Falando com o velhinho escroto lá, ele contara uma história chata pra cacete que obviamente ninguém lê e sai apertando A, e logo depois ele te dará a Old Amber (que mais tarde você descobre que na verdade era uma pedra do rim que ele tinha tirado em uma cirurgia). Depois de lutar contra uma ginásio lá na Cinnabar Island, vai acabar dando este âmbar para um cientista maluco, e em mil passos, ele transformará o seu velho âmbar em um Aerodactyl, que infelizmente vai estar no level 5. Agora é só treinar pra caralho, talvez ele vire algo que preste.

 
Um Aerodactyl sobre o efeito da Mega Evolução voando livremente (que grande novidade...).

Este monstrinho não lhe tem uma aparência muito atraente para gurias retardadas. Ele tem um bafo horroroso de enchofre com carne de cadáver em decomposição que acabou de ser mastigada pela sua mãe. Suas asas são pesadíssimas (são feitas de pedra, deeeeer), apesar de ele conseguir suportar o peso quando voa, pois é feito de uma espécie de rocha muito sólida, parente do âmbar; daí que veio o nome de seu fóssil (ORLY?). Algumas pessoas como Dercy Gonçalvez e Hebe Camargo disseram que este pokémon foi realmente inspirado em bichos que existiam em suas épocas primordiais, e é melhor acreditar não? Já que estas mulheres podem desvendar os segredos da ciência, mas elas estão tão velhas que nem se lembra a cor dos dinosauros. Bem, isto ai vai ser ainda um mistério. O Aerodaactyl costumava voar sempre em bandos para melhorar a sobrevivência, pena que no Brasil não funciona assim, que se for ficar em bandos, só em fila de hospitais públicos e de bancos estaduais. Uma outra vantagem desta espécie é que ela não possuia nenhum predador, já que ninguém é doido de comer pedra. Isto talvez explique o motivo de Aerodactyl ser tão magro, parecendo até modelos africanas. O seu peso é estável, e não muda nunca desde o dia em que este pokémon nasce. Este também é um outro mistério, ninguém sabe como eles nascem. O Aerodactyl é um pokémon dos tipos pedra e voador.

CuriosidadesEditar

 
Aerodactyl pronto pra usar o Hyper Beam em você

Sabia que...

  • Aerodactyls voam livremente?
  • Aerodactyl é o pokémon mais rápido do tipo pedra?
  • Aerodactyls voam livreme... oops, eu já disse isso!

Ver tambémEditar

Omanyte

Kabuto

Charizard

  Conheça também a versão oposta de Aerodactyl no Mundo do Contra:

 
v d e h
1ª Geração