Afrodísias

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Afrodísias era uma famosa cidade no interior do antigo Reino de Cárie, hoje só ruínas, foi erguida em homenagem à Afrodite, Deusa das putas, do amor e do sexo da fertilidade.

HistóriaEditar

No Século III a.C. na região foi erguido o Puteiro de Afrodite, bem dos distante dos principais pontos como Halicarnasso e Mileto, porque como todo bom puteiro de luxo, deve localizar-se em local discreto para favorecer os puladores de cerca. Outra característica fundamental é que o templo (nome que se davam aos "puteiros" no século III a.C.) foi erguido perto de uma pedreira de mármore, o que facilitou a construção dos enormes pilares roliços e cilíndricos que davam todo o charme da construção.

Por muitos anos o Puteiro de Afrodite teve a sua localização exata como um grande segredo de um seleto grupo de pederastas gregos, tanto que só 1 século depois de sua criação, no século II a.C., que a cidade de Afrodísias começa a surgir em seu redor na medida que o segredo vai acabando e todos vão conhecendo o puteiro, mais ou menos como aconteceu com o Café Photo em São Paulo que agora tem o bairro de Itaim Bibi ao seu redor.

Afrodísias foi sem dúvidas uma das principais cidades gregas da Anatólia na antiguidade, afinal era a cidade da Deusa Afrodite e até o Kratos já comeu essa deusa e até Sandro Botticelli já pintou a deusa como uma promíscua mulher sem vergonha em seu famoso quadro O Nascimento de Vênus. Afrodísias teve então o primeiro sex shop do mundo, afinal estava do lado de uma pedreira de mármore, era muito fácil criar consolos de todos os tipos e durezas, inclusive sendo isso o grande incentivo para o surgimento da ilha de Lesbos que fica no litoral próximo de Afrodísias.

Durante a expansão do Império Romano sabemos que Afrodite foi transformada em Vênus, mas graças a Calígula a putaria continuou a mesma e Afrodísias continuou servindo o império mais ou menos como hoje a República Tcheca serve a indústria pornô.

Posteriormente, sob o domínio do Império Bizantino, um grupo de falsos moralistas tomou conta da cidade, desses que acham que até bater punheta faz mal para seu espírito, então Afrodísias deixou de ser um puteiro e foi rebatizada como Stauropoli (que em turco significa "Estou Purificado"), marcando assim o declínio de sua civilização.

Finalmente, um grande terremoto no século VII, provavelmente feito por Jeová, afundou a cidade numa inundação irreversível depois de já ter feito algo similar em puteiros próximos como o de Sodoma onde rolava muito BDSM e Gomorra onde tinham muitos furries e fãs de gore, Stauropoli nunca mais se recuperou e ficou às ruínas. Surgia apenas um vilarejo de turcos chamado de Geyre, cujo equivalente no Brasil seria Barra do Garças, ninguém conhece.

MonumentosEditar

 
O que sobrou do antigo Puteiro de Afrodite. Apenas o monumento de 6 pirocas gigantes.
  • Templo de Afrodite - Ruína da qual só sobraram as enormes pilastras cilíndricas e roliças que visivelmente representam falos humanos em ereção, é creditado como sendo o puteiro de luxo mais antigo da humanidade, erguido num local inicialmente isolado para fornecer discrição e sigilo para seus principais clientes. Ali também funcionou por muito tempo um culto de adoração à Deusa Afrodite, cuja equivalente nos dias modernos é Sasha Grey também exaustivamente homenageada diariamente por adolescentes de toda parte do mundo tal qual Afrodite também foi em sua época.
  • Tetrápilo - Nome dado ao portal de entrada do puteiro, a sua estrutura não tem utilidade alguma senão decorativa, sendo portanto a estrutura que melhor está preservada em Afrodísias. Mantendo-se a taras por pilastras roliças, aqui há quatro, aparentemente só servia para proteger um pedestre ou outro da chuva.
  • Odeão - O grande anfiteatro de Afrodísias, considerado a primeira casa de swing da humanidade, não é preciso ser nenhum arqueólogo renomado para perceber como tudo está muito disposto por ali, uma cama no centro na qual os praticantes de exibicionismo se misturavam numa suruba e toda uma arquibancada ao redor na qual os voyeurs e Cuckolds poderiam se deleitar assistindo a cena que acontecia no centro.
  • Sebasteion - Acredita-se ter sido o primeiro motel da humanidade. Nos restos do que sobreviveu da estrutura percebemos a existência de vários pequenos quartos individuais, algumas banheiras de hidromassagem, camas cafonas circulares, uma recepção que aparentemente tinha vidros escuros para manter o sigilo e privacidade dos clientes. Mas nada comprovado ainda.
  • Estádio - O maior estádio da Grécia Antiga, porque não é só de putaria que vivia Afrodísias, sendo que a cidade tinha também seu time de futebol, mas que nunca vencia o Galatasaray.