Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sharaf al-Din al-Tusi

(Redirecionado de Al-Tusi)

Cquote1.png Você quis dizer: Destruidor das coisas de Omar Khayam? Cquote2.png
Google sobre Sharaf al-Din al-Tusi

Sharaf al-Din al-Tusi ou em Persa Sharaf al-Dīn al-MuΖaffar ibn Muhammad ibn al-MuΖaffar al-Tūsī dos quibes é um matemático e astronomo persa que era o "apadrinhado" de Genghis Kahn (melhor ser apadrinhado dele do que ser contra ele). Apesar de tudo, Genghis já fez Al-tusi ter vários ataques de nervos já que por onde Genghis passava ele queimava bibliotecas e observatórios. No fim descobrimos que a força intelectual é mais fraca que a física, a menos que você seja um telepata ou o Professor X.

Índice

InfânciaEditar

 
Este é Al-tusi...

Al-tusi, assim como Aristóteles e Sócrates, nunca dedicou a infância à essas artes e só ficou melhor. Al-tusi teve o nome dado pelo seu pai que era um vendedor de tendas, então em bom português seu nome é "meio" ridículo: "Filho do vendedor de tendas" ou simplesmente "Filho duma tenda".

Deve ser porque o pai dele pegou uma de suas 7 esposas e o fez em uma tenda, ou ele era Gay e secretamente adotou al-tusi, pois era somente os Sultões que tinham 7 esposas.

"Al" não era um prodígio na matemática e nem se fala de sua infância, seu artigo na wikipédia Portuguesa é de somente 1 linha e ele é da era de ouro matemática.

Mas, pulando todo esse falatório de quem era Al-tusi cresceu e se tornou aluno de "Vingada afir BABABADA abóbada", com quem estudou astronomia e matemática.

NerdEditar

Al-tusi foi o melhor aluno de... Seu professor com nome de "BABABABADA". Ele então saiu por aí ensinando outras pessoas melhor do que o professor BABABADA que ficou na história somente como professor de um matemático persa. Não se sabe o que Al-tusi se contribuiu para a matemática pois na Wikipédia não fala. Ué, pensava que eu procurava aonde as coisas? Principalmente de um CDF como Al-tusi.

Após um tempo dando aulas ele tromba com o exército de Genghis Kahn que o "adota". Genghis precisava de algum matemático para construir muralhas e outras coisas, além de derrubá-las.

Genghis levou Al-tusi consigo para destruir Bagdá e outras cidades no caminho, até acontecer a história da biblioteca.

Al-tusi e a bibliotecaEditar

 
...E está é a esposa de Al-tusi... De bigode.

Genghis Kahn tinha acabado de conquistar mais uma cidade próxima à bagdá, a diferença é que nela havia um observatório de Khayam. Lá dentro havia milhares de papiros, Kahn deu um carrinho de compras e disse:

 Essa biblioteca não vai existir mais no raiar do dia, pega tudo o que prestar e bota no carrinho 
Genghis Kahn

Logo os nervos de Al-tusi começaram a ferver. O que Al-tusi iria pegar da biblioteca de Omar Khayam? De primeira hora ele ia pegar os exemplares matemáticos MAS ele acha um cantinho escuro na biblioteca de Khayam onde estavam todas as revistas pornográficas de Khayam.

Fora da biblioteca e já de manhã ele sai de lá com todo o "tesouro" de khayam e com um exemplar matemático dele, ao deixar cair uma revista pornográfica da Luiza Brunet. Quando Al-tusi ia pegar a revista e por no carrinho o soldado mongol pára ele, embrulha a revista e põe na cintura pra ler depois.

Mais tarde a biblioteca ardia em chamas e Bagdá era tomada. Mas Al-tusi estava feliz pois tinha salvo tudo o que ele queria: Pornografia.

Ver tambémEditar