Abrir menu principal

Desciclopédia β

Alexandria

Nota: Este artigo fala da cidade egípcia, para outros significados consulte Alexandria (desambiguação).


Alexandria recebeu esse nome dos acrônimos اسكند e ريه que significam "Alexandre ia". Alexandria é conhecida mundialmente por ser uma cidade-museu.

HistóriaEditar

 
O famoso Farol de Alexandria antes de ter sido destruído pelo Coringa.

Alexandria foi fundada no ano de 331 a.C. por Alexandre, o Grande que chegou triunfante no Egito após ter derrotado os persas usando apenas uma infantaria de 300 espartanos. Alexandre libertou os egípcios e com isso ganhou uma cidade só pra ele.

Alexandria foi planejada por Oscar Niemeyer e arquitetada por Dinócrates. Devido ao deserto do Egito a cidade foi projetada de modo a se estender por 32 quilômetros na costa do Mar Mediterrâneo e apenas 1 quilômetro no máximo ao sul.

Acredita-se que foi em Alexandria que Nabucodonosor II e Dercy Gonçalves se casaram no Palácio Ras el-Tin.

Alexandria foi a capital do Egito por mil anos, onde governou o Egito aquela linhagem de mais de 8000 Ptolomeus, até o dia que nasceu Cleópatra.

Cleópatra VII no ano de 69 a.C. abriu o primeiro cabaré da humanidade em Alexandria, onde trabalhava de meretriz disfarçada de camponesa, apenas por esporte.

Poucos anos depois os romanos chegaram em Alexandria, eles estavam em queda e planejaram levar o maior número de cidades consigo para a desgraça. Alexandria não passava de um celeiro de Roma e por isso foi atacada por centenas de povos que odiavam os romanos.

Atualmente o faraó instituiu um decreto-real proibindo qualquer tipo de modernização em Alexandria, para manter o status de cidade-histórica e assim atrair mais turistas, especialmente aqueles que querem sentir na pele a experiência real do que era viver no ano de 50 a.C. no Egito.

EconomiaEditar

Alexandria possui o maior porto do Egito e do Mar Mediterrâneo, que destaca-se na exportação de pequenos deuses de ouro e sarcófagos para museus da França.

Monumentos históricosEditar

 
Joselito prestes a atear fogo na Biblioteca de Alexandria.
  • Biblioteca de Alexandria - A biblioteca mais famosa do mundo. Conhecida pelo seu precioso acervo histórico, como discos da Cher, registros históricos de Ptolomeu, troféus do título mundial do Palmeiras, anotações de todos especiais de Marvel vs. Capcom e até desenhos de boneco-palito feitos por Mao Tsé Tung durante sua infância feliz. Infelizmente grande parte desse acervo foram todos infelizmente destruídos por um incêndio causado por Joselito. O pouco do acervo que foi salvo foi digitalizado e transferido para a Desciclopédia.
  • Farol de Alexandria - Imenso farol bonitão que facilitava a vida dos navegadores. A sua origem curiosa ocorreu quando Alexandre ao chegar triunfal em Alexandria, esqueceu de colocar o sutiã e estava de farol aceso, e desse episódio veio a idéia de construir o farol. Como ele foi feito por engenheiros baianos, não durou muito tempo...
  • Pilar de Ptolomeu - Um pilar.
  • Catacumbas de Kom el Shoqafaw - Local onde estão sepultados os restos mortais de Kom el Shoqafaw.
  • Museu Nacional de Alexandria - Museu que na verdade é a própria cidade em si.