Abrir menu principal

Desciclopédia β

Almanaque

Livro de ABC.png Este artigo é relacionado à literatura.

Não estrague este artigo, ou você vai se ver com o Major Vidigal.

Segundo a Wikipédia, isso é um almanaque. Cá entre nós, tá mais pra receita de bolo de fubá da minha avó.

Cquote1.png Você quis dizer: Jornal: Edição para frescos Cquote2.png
Google sobre Almanaque
Cquote1.png Ué, mas o nome disso é agora almanaque? Eu achava que era jornal! Cquote2.png
Você sobre Almanaque
Cquote1.png ERA pra ser, mas alguns filósofos frescos decidiram mudar o nome pra ficar mais refinado. Cquote2.png
Eu, explicando pra você o porque dessa viadagem de nomes.
Cquote1.png Traidor! Somente a raça pura do jornal entra-rá na minha banca! Cquote2.png
Jornaleiro sobre Almanaque
Cquote1.png Macho de verdade lê livros e não essa porcaria! Cquote2.png
Bibliotecário sobre Almanaque

Almanaque é o nome de uma obra literária, que praticamente copia o jornal, só que ao invés de dar notícias sobre a última morte da bezerra, os almanaques reunem calendários que reunem datas de solstícios e as fases lunares. Ou pelo menos é isso que os sabichões da Wikipédia dizem na página deles, porque o único almanaque que conheço é o da Turma da mônica. Os almanaques são públicados anualmente, e as únicas pessoas que leem eles são filósofos, já que eles aguentam ler qualquer coisa chata, e pessoas que não conseguem dormir, pois uma pessoa normal ler um almanaque tem efeitos de sonífero.

Índice

A história do almanaqueEditar

 
Meu Deus! É um raríssimo e nunca antes visto almanaque do biotonico! Agora só falta criar um almanaque da dolly...

Alguns dizem que o almanaque foi criado na idade antiga como forma de tortura para os prisioneiros de guerra romanos, mas a maioria dos historiadores concordam que o almanaque foi criado por Benjamin Franklin. Agora o motivo dele ter criado o almanaque, ainda é um debate. Alguns dizem que ele criou porque o papel higiênico tinha acabado e ele estava com um barrão ainda pra limpar e não podia ficar sem papel, enquanto outros dizem que iria usar o papel para queimar na fogueira e ele decidiu escrever umas letras no papel pra deixar ele mais bonitinho.

De qualquer forma, um dia ele foi visitado por um primo que notou o amontoado de papéis escritos pelo Benjamin, e após deixar ele embasbacado com o fato de que o primo ficou viciado nas porcarias que ele escreveu, Franklin percebeu que poderia publicar todos os papéis, e vender mais cópias do que Crepúsculo entre adolescentes melequentos. Logo, sua obra foi publicada de nome 'Almanaque do Pobre Ricardo'. O almanaque ficou famoso mesmo com esse nome de fanfic clichê, e logo franklin pode se borrar em dinheiro e usar as notas no lugar do almanaque no banheiro, afinal, notas de dinheiro são mais confortáveis que papel de caderno pra enfiar na bunda.

Muitos anos depois, foram lançadas várias variações do almanaque, como o almanaque da Turma da mônica, o almanaque da Ana maria braga, o almanaque do sexo, o almanaque da computação, o almanaque dos melhores filmes do ano, o almanaque de como imitar um espantalho, o almanaque de como fazer um almanaque e etc. Mas para saber mais sobreo resto destes almanaques, vamos primeiro pra próxima seção.

Guerra dos almanaques e dos jornaisEditar

Este artigo ou seção trata do futuro. Tudo que for escrito a partir daqui foi baseado nas premonições do Mestre Yoda.
Clique aqui para mais premonições do mestre Yoda você ver.

Em 2333, mais especificamente no dia 6 do sexto dia da semana no sexto mês do ano, um jornaleiro puto entrou numa seção de almanaques de uma livraria, tirou um isqueiro da bunda, e tacou fogo em tudo. Por sorte, só morreram 25 pessoas no incidente, e nenhum almanaque ficou danificado, tirando o das receitas de bolos do século 3, e como ele já estava empoeirado mesmo, ninguém ligou pra isso. Obviamente, os fãs de almanaques ainda ficaram PUTOS com o momento piromaniaco do jornaleiro, e logo declararam guerra contra todas as bancas de jornais do mundo, fazendo com que as duas turminhas do barulho se arranjassem em diversas confusões.

Após diversas batalhas e várias bancas de jornal e livrarias queimadas, os dois lados decidiram que lutar não estava servindo pra nada e decidiram resolver o assunto num jogo dramático de truco. Como fãs de almanaques sabem bem mais de jogos de cartas e fãs de jornais são, em maioria, obesos que passam o dia inteiro vendo tv globinho em casa, eles humilharam os jornaleiros, e logo decretaram novas leis para os perdedores: Primeiro que os jornais aumentassem os preços em 20 vezes, e segundo, que jornais só pudessem serem lidos 5 minutos por dia. Os jornaleiros ficaram tão bravos que tiraram uma última carta da manga e jogaram uma nuke em cima das livrarias restantes. No fim, todos os soldados de ambos os lados morreram e nada sobrou. Final feliz para todos!

Tipos de almanaquesEditar

 
O único tipo de almanaque que todo mundo já leu na vida.

Apesar de antigamente os almanaques só terem uma classificação, a do 'Livro monótono feito para filósofos monótonos', hoje em dia eles tem mais classificações do que pokemons, então traga uma pipoca, porque vai demorar a contagem dos tipos existentes! (Ah, e eu quero que minha pipoca seja de sabor bacon)

  • Almanaque normal: Também conhecido como o almanaque pra múmias, esse é o almanaque comum que você encontra por aí. Fala de assuntos CHATOS que foram designados para pessoas CHATAS. Isso incluí citações de filósofos antigos, as próximas estações da lua, propagandas de aumente seu pênis e um tópico com 100 motivos do porque você deve se matar. Emocionante pra cacete, hein?
  • Almanaque sobre marcas: Almanaques que falam sobre uma única marca ou produto, como o almanaque da pamonha ou o almanaque das camisinhas lubrificantes. Quase ninguém lê esses almanaques e as únicas pessoas leem essas biroscas até o final são funcionários que foram obrigados a ler pela empresa para aprenderem mais sobre o que eles estão fazendo no trabalho.
  • Almanaques que são gibis: O tipo favorito entre pivetes, e provavelmente o único almanaque que você já leu. Eles são normalmente mais grossos que uma biblia e quase todas as histórias deles são recicladas de gibis antigos por pura preguiça dos produtores. As vezes os produtores são tão preguiçosos que eles reciclam uma história de 200 páginas só pra dizer que você ganhou um bonus junto do almanaque. Yay.
  • Almanaques-manuais: Almanaques que copiaram os nossos belíssimos desmanuais e transformaram eles em livros que explicam como fazer diversos assuntos, entre eles, como ir ao banheiro, como tirar catota do nariz, como ir ao banheiro enquanto tira catato do nariz, entre outros. Os únicos que são realmente lidos são os de como arranjar namoradas-edição para adolescentes espinhudos.
  • Almanaques de moda: O almanaque feito para mulheres frescas e travestis assumidos, esses almanaques falam sobre como evitar celulite, como não quebrar a unha do pé ao passar esmalte e de como copiar o cabelo da lady gaga em 5 passos. Se você encontrar um almanaque desses na mochila do seu amigo, recomendamos correr pra caralho dele na próxima vez que ele te convidar para passar a noite na casa dele.

Ver tambémEditar