Abrir menu principal

Desciclopédia β


Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!


Cquote1.png Todos os alunos são burros! Cquote2.png
Professor revoltado sobre alunos

Um aluno fazendo esforço máximo para acompanhar o raciocínio do professor.

Cquote1.png Onde estão os alunos? Cquote2.png
Professor, em dia comum
Cquote1.png Dá zero pra ele, professor! Cquote2.png
Chaves (ou um CDF) sobre seu coleguinha
Cquote1.png Estou cagando e andando para os alunos! Cquote2.png
Professor perto da aposentadoria sobre as turmas em que leciona
Cquote1.png Vai estudar, vagabundo! Cquote2.png
Pais dos alunos
Cquote1.png Tem almoço não. Vai pra escola comer, meu filho. Cquote2.png
Mãe pobre, para seu filho
Cquote1.png Todos os alunos são capazes de aprender! Cquote2.png
Professor iniciante antes de descobrir a realidade
Cquote1.png Na União Soviética,o aluno cola de VOCÊ Cquote2.png
Reversal Russa sobre alunos
Cquote1.png Cala a boca meu aluno, você está defecando pela boca Cquote2.png
Professor Gilmar sobre adendo do Boça
Cquote1.png Eles precisam é de Educação! Cquote2.png
Christovam Buarque

Cquote1.png Voce não enche o meu saco e eu não encho o seu. Cquote2.png
Professor sobre aluno chato

aluno dedicado inteligente

64px-Student sign warning.svg.png Aluno ou estudante é um ser humano do sexo masculino ou feminino, ou mesmo indefinido, que se encontra regularmente matriculado em uma escola, faculdade ou outro tipo de instituição de ensino. Esta matrícula quase sempre é obrigatória, por parte dos pais ou responsáveis que não aguentam mais as crianças e os adolescentes enchendo o saco dentro de casa, ou por força da lei como no caso do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, cuja sigla não surgiu por acaso especialmente nos casos bem comuns nas comunidades desfavorecidas dos alunos com catarro escorrendo do nariz. A partir de 2003, ser aluno pode trazer dinheiro para casa via bolsa compra voto familia.

No caso dos alunos maiores de idade é o próprio mercado de trabalho que os obriga a estudar, pois caso contrário serão obrigados a optar por profissões socialmente menos prestigiadas ou que não requeiram grande capacidade intelectual como cantor de pagode, jogador de futebol, traficante ou, em casos extremos, político.

Perigo, alunos à frente!

Índice

ConceitoEditar

A palavra aluno, cujos sinônimos são "estudante" ou "pupilo", se origina do latim alere: desenvolver, nutrir, referindo-se ao ato do mestre, alimentar seu discípulo com seu conhecimento. Outros afirmam, incorretamente, que vem do latim alumni: sem luz. Embora a maior parte dos alunos esteja de fato imersa nas trevas da ignorância, esta definição não está correta, o que mostra que seu autor não contente em não ter sido um bom aluno em latim, ainda espalhou sua ignorância por toda a internet.

ObjetivosEditar

 
Interesse dos alunos em geral pelas aulas!

O principal objetivo do aluno é sair da escola de uma vez por todas, mas só permitem que ele faça isso após obter o diploma ou certificado declarando que cumpriu, ano após ano, as obrigações que lhe cabiam, numa estrutura bem semelhante ao sistema prisional, incluindo o uniforme, as sirenes e os muros altos. Há casos em que alunos saem por bom comportamento, mesmo que não tenham aprendido nada, como há aqueles em que os alunos persistem ano a ano, sem conseguir sair nem mesmo em condicional, o que causa agravamento de pena, ou seja, reprovação e perda de regalias em casa.

O principal obstáculo para que o aluno se livre uma vez por todas da escola são os professores que teimam em insistir que antes de sair eles aprendam alguma coisa. Os outros membros do corpo docente da escola, como os inspetores de alunos que os atrapalham a matar aula, e por vezes membros de sua própria familia, também interferem bastante que os estudantes alcancem a liberdade tão almejada.

Há alguns alunos que também buscam obter conhecimentos, mas trata-se reconhecidamente de uma minoria, também chamada por alguns injustamente de nerds. Enquanto não conseguem sair, a grande massa ignara de estudantes não quer saber de nada na escola além de horário vago, namorar e matar aula. Alguns mais atléticos apreciam as aulas de Educação Física, mas há vários alunos que conseguem a proeza de serem reprovados nesta disciplina.

FAQsEditar

Algumas perguntas dos alunos aos professores são tão típicas e idiotas, que foi possível elaborar uma lista de FAQs – Frequently Asked Questions, para orientação prévia, evitando o desgaste dos professores em dar sempre as mesmas respostas, já que os alunos não parecem se cansar de fazer as mesmas perguntas:

 
Professor... mas eu apliquei L'Hospital.
  • Professor, o senhor veio?

  Não, este é um holograma, eu não estou aqui.  

  • Professor, quanto é que isso vale?

  Depende, quer pagar quanto?  

  • Professor, isso vai cair na prova?

  Bem, apenas por acaso a prova será sobre a matéria dada.  

  • Professor, é para fazer à lápis ou à caneta?

  Se fizer à lápis eu tenho uma borracha e não tenho medo de usá-la.  

  • Professor, não tenho lápis, posso usar lapiseira? (Variação mais estúpida da pergunta anterior.)

Nota: Neste caso é melhor ignorar porque é impossível um diálogo minimamente inteligente com alguém com este nível de QI.

  • Professor, é pra copiar?

  Como não dá pra levar o quadro para casa... Mas você também pode tirar uma foto e colar no caderno ou esperar alguém mais estudioso que você anotar e depois tirar cópia. Outra opção é decorar tudo, para não precisar consultar.  

  • Professor, vai dar aula?

  Não, hoje vou passar o tempo refletindo sobre a inutilidade de meu trabalho enquanto vocês conversam e fazem bagunça.  

  • Professor, vai dar alguma coisa importante hoje?

  Afinal que importância pode ter para alguém aprender alguma coisa neste mundo globalizado em que todo o conhecimento acumulado por gerações se encontra concentrado em múltiplos repositórios através da grande rede mundial?  
(Há grande chance de que ele não entenda nada e fique na dúvida antes de matar aula)

  • Professor, por que não ficou em casa?

  Na verdade eu sou podre de rico e não preciso trabalhar. Vim pra escola me divertir, pois dou aulas por hobby.  

  • Professor é pra pular linha?

  Não, responda na margem da folha em sentido vertical.  

  • Professor, você trabalha ou só dá aula?

  Quem não sabe fazer, ensina. Mas quem não sabe nem fazer nem ensinar faz perguntas idiotas como essa.  

  • Professor, a prova é com consulta?

  Sim, a prova deve ser psicografada, com consulta às almas do além.  

  • Professor, a prova está difícil?

  Está.  

  • Posso ir ao banheiro?

  Fazer o que você já faz na sala? Não.  

  • Posso ir beber água?

  Não.  

  • Professor, libera a gente mais cedo?

  Não.  

  • Professor, o que eu não souber responder, posso deixar em branco?

  Não.  

  • Professor, se eu precisar de um ponto para passar você dá?

  Não.  

  • Professor, já corrigiu as provas? (Cinco minutos depois de serem aplicadas)

  Não.  

  • Professor, o senhor não tem pena da gente?

  Piedade é para os fracos.  

  • Professor, o senhor é mau!

  Eu sei.  

  • Professor que horas são?

  Eu tenho cara de relógio por acaso?.  

  • Professor porque você é tão chato?

  Acho que é pelo motivo de eu dar aula para 4 salas com alunos imbecis.  


Classificação Básica para AlunosEditar

 
Alegria dos alunos por estarem na escola.

Inúmeros professores e pedagogos, em caráter de informação e auxílio a seus colegas iniciantes, decidiram criar uma clasificação a fim de identificar os principais estereótipos de alunos que infestam as escolas de nosso país. Segue abaixo a classificação:

GostosaEditar

Aquela menina que você fica excitado só de olhar pra ela. Ela DÁ muita atenção ao professor para passar, algumas até são menos seletivas e dão atenção até mesmo a colegas de classe.

Muito ChatoEditar

A maioria absoluta dos alunos, com exceção dos ausentes, variando apenas a escala individual de enquadramento de cada estudante, que também é conhecida como QC – ou Quociente de Chatice. Os casos extremos de alunos bagunceiros costumam atingir o clímax deste índice.

BurroEditar

 
Uma das respostas do aluno burro
 
Outra das respostas do aluno burro

A maioria absoluta dos alunos, com exceção dos ausentes, variando apenas a escala individual de enquadramento de cada estudante, que também é conhecida como QI – ou Quem Indica (quem indica o infeliz para a reprovação neste caso, tarefa normalmente abraçada pelos professores de Matemática, Física e Química). Ele se diferencia do aluno bagunceiro porque pelo menos tenta apresentar bom comportamento.

FracoEditar

Ele é tão burro quanto qualquer outro aluno burro, mas conta uma história triste e todo mundo acaba ficando com pena dele. Também chamado de esforçado. Hoje, na nova ordem pedagógica inclusiva, é chamado de lerdinho.O Jaime de Carrossel é um exemplo

BagunceiroEditar

Tipo muito comum nas hostes escolares. Ele não está nem aí pra nada e além de atrapalhar o trabalho do professor, atrapalha os pobres alunos burros e fracos, mas que querem aprender. Podem ser do tipo engraçado (embora com frequência só ele ache graça em si mesmo) ou do tipo arruaceiro, quando existe uma predisposição de sua parte para ingressar no universo da delinquência juvenil e se evadir da escola, mas a família se omite e acha que a escola vai resolver tudo. Quase sempre este aluno também se classifica na categoria de aluno burro. "detalhe" em todas as turmas tem pelo menos dois

Aluno topEditar

Eles sempre querem ir embora da escola pois detestam estudar,eles não tiram notas boas, e odeiam os professores.Se desenturmam fácil,mas se enturmam novamente quando menos esperam. Possuem duplas personalidades, pois mudam de humor toda hora, às vezes demostram ser infantis e malucos, e outras vezes são descolados.Eles podem tirar notas boas mais também podem fracassar a qualquer momento. Eles não arrumam problemas com ninguém, e não possuem inimigos. Eles são pessoas que conseguem fazer as outras pessoas gostarem deles, mas ainda sim se sentem solitários.

EvadidoEditar

Também conhecido como fantasmas, são como o Acre, dizem que ele existe, mas não há evidências concretas de sua existência. Por vezes transformam-se em alunos zumbi.

CagadosEditar

São aqueles alunos que não fazem nada o ano todo, e por incrível que pareça, passam de ano direto sem saber a matéria, e pior, enquanto você que ralou o ano todo e ficou de recuperação e tá se matando de estudar, ele tá lá brincando... conhecido também como aluno mestruação

NinjaEditar

Esse é aquele tipico aluno que passa cola aos seus amiguinhos,seja atraves de código morse,codigos binarios,comandos de voz aleatorios(como dizer alguma coisa retardada em voz alta que faça sentido apenas para seu cumplice como "atchinnnnn","batata,batata,batata","feijaoooooo!!!"ou "eu gosto de dar o cu"(essa e a razao pra ter tantos alunos agirem tao idiotamente na aula,na verdade eles so estao passando cola ao seus amigos do outro lado da sala!))ou qualquer jeito mais criativo que você possa pensar em colar!.Outro costume tipico desse aluno é olhar para o quadro durante uns 3 segundos e depois desistir de copiar por preguica ou porque nao precisa,ja que pode usar alguma tatica ninja para colar quando precisar do conhecimento inutil daquele quadro negro em uma prova

TuristaEditar

Frequentam a escola como e quando querem, preferindo especialmente as datas de provas, das quais ficam sabendo através dos colegas pelo Facebook ou WhatsApp. Normalmente os pais ficam surpresos ao descobrirem suas faltas ao final do ano, porque ele saía de casa uniformizado para ir à escola diariamente. Por vezes transformam-se em alunos zumbi.

FaltosoEditar

Também conhecido como matador de aulas. Ele não falta tanto quanto o turista, mas por vezes pode chegar perto. A maioria falta para cuidar de sua vida pessoal, ou seja jogar bola, zoar na rua, namorar, sendo que este último tipo de falta pode gerar um outro motivo comum para as alunas dos sexos femininos não frequentarem as aulas e tornarem-se alunas evadidas ou turistas: a gravidez precoce.

ZumbiEditar

São os alunos evadidos ou turistas que depois de passarem o ano inteiro pouco ou nada aparecendo para estudar, ressurgem de seus túmulos nos últimos dias do ano letivo tentando passar de ano.

InvisívelEditar

Todo mundo o ignora é só isso mesmo

Puxa-SacoEditar

Normalmente sentam na frente e são fracos, mas tentam contornar suas limitações buscando ser amigos e prestativos com os professores, só que esta tática dificilmente funciona para melhorar suas notas. Mesmo assim eles não desistem, o que às vezes pode torná-los além de fracos, chatos.

MochilaEditar

Só passa de ano porque é carregado nas costas a maior parte do ano pelos colegas, inclusive recebendo cola durante as provas, mas o professor não viu ou fingiu que não viu.


InteligenteEditar

A minoria absoluta, mas mesmo estes podem se enquadrar na categoria “chato”, especialmente quando não param de fazer perguntas e reclamar de décimos em suas notas. Tem também o hábito de corrigir implacavelmente o professor, em seus menores lapsos. Também conhecidos como nerds.

De GeloEditar

Uma minoria, geralmente composta por garotas. São lindos, adorados pelos professores, espertos e passam de ano com boas notas. No entanto, não falam com ninguém e quando falam é para fazer algum comentário sarcástico.

Aluno MilitarEditar

São os alunos de escolas militares e cursos militares, por algum motivo não se pode falar sobre a rotina deles. Você não leu nada... Alguma dúvida??

Pérolas de AlunosEditar

Apesar de trabalhosa, a profissão de professor pode ser uma atividade muito divertida! Ao arriscar-se em uma resposta desconhecida, muitas vezes, o aluno pode causar um momento ímpar na correção, deixando o professor em um estado de nirvana, quase orgasmático. Alguns exemplos de pérolas lapidares de alunos:

  •   Professor, dá uma olhadinha aqui na minha redação.  
    Aluno

  Nossa, sessenta com "c"?  
Professor
  Ah, professor, põe o cedilha aí!  
Aluno

  •   'Sabendo que o sapo é um animal pecilotérmico, explique o erro existente na música:

SAPO CURURU, NA BEIRA DO RIO. QUANDO O SAPO CANTA, Ó MANINHA, É QUE TÁ COM FRIO"'  
Questão
  O sapo não lava o pé, não lava porque não quer...  
Resposta do aluno

  • Na aula de Biologia o professor explica sobre a frutose presente no sêmem, então uma aluna levanta o braço e pergunta:

  Igual a açúcar?  
Aluna
  Sim.  
Professor, respondendo
Nisso ela diz:
  Então por que não é doce?  
Aluna

  TESTÍCULOS!!  
Aluno do fundão,respondendo

  GRAVIDEZ!!  
Aluna

  • Aula de Ciências:

  Quantos corações nós temos?  
Professor
  Dois, professor.  
Aluno
  Dois!?  
Professor, sobressaltado com a resposta
  Sim, o meu e o seu!  
Aluno

  • Na aula de História, o professor lança a pergunta:

  Quem foi Zumbi?  
Professor
  Foi um negrinho preto que pulava numa perna só.  
Aluno

  Aquela que o autor faz depois de morto.  
Aluno

  5 focas e 5 ursos.  
Aluno

  •   Como eu faço a questão tal?  
    Aluna

  Leia o texto e responda com base nele.  
Professora
  Ah, professora! Ainda tem que ler o texto??  
Aluna

  • Resposta de uma prova de ciências:Fósseis são restos mortais de seres vivos que já morreram.
  • Outra prova, esta de História: A História se divide em: Antiga, Média, Moderna e Momentânea, esta, a dos nossos dias.
  • Pergunta de aluno durante a aula de Biologia:

  Professor... eu sinto meus testículos tremerem e coçarem. São meus espermatozóides começando a se mover?  
Aluno
  Não, isso deve ser alguma infecção ou câncer!  
Professor, fazendo uso de seu conhecimento para se vingar da pergunta estúpida

  • Questão de anatomia: Diferencie funcionalmente a uretra masculina da feminina.

Resposta do aluno: A masculina é reta, por isso que o homen (sic!) faz xixi em pé, já a da mulher não, então ela faz xixi sentada.

  • Bilhetinho no final da prova:

  Profi querida! é só um supositório: se eu acertar umas treis questão eu concigo né!  
Aluna, pedindo um empurrãozinho para passar (note a excelência ortográfica)

  • Pergunta de Geografia: Em se tratando dos pontos cardeais, como você se orienta pelo sol?

Resposta do aluno: Usando protetor solar.

  • Pergunta de História : O que acontecia com os mortos na idade média?

Resposta do aluno: " Eu sei! Quando os defuntos morriam, eles iam para a rua!"

Aula de Ciências: Prof: Cite um fungo prejudicial aos seres humanos: Aluno do Fundão: Fungo Satanás!

Ver tambémEditar