Abrir menu principal

Desciclopédia β

Amã é a capital da Jordânia, tem sua importância ofuscada pelas confusões que rolam solta nas cidades próximas Bagdá e Jerusalém.

HistóriaEditar

 
Panorama de Amã que exibe o contraste da cidade entre os imensos prédios dos magnatas do petróleo no centro e as favelas que vão até o horizonte.

Amã é mais uma dessas cidades do Oriente Médio de origem milenar que foi "dominada" pelos romanos que criaram ali apenas um complexo de saunas e lucraram durante séculos cobrando a estadia de beduínos e quem quer que passe por ali...

Os romanos foram expulsos pela força do Cthulhu que foi invocado pelas várias tribos beduínas locais. A cidade é ocupada pelos árabes que estavam por ali e não viram problemas em ocupar a cidade que estava deserta.

Até 1921 não passava de uma aldeia onde os nômades beduínos da Arábia se encontravam para jogar dominó, quando algum gênio transforma aquilo tudo na capital da Jordânia. Desde então Amã é um dos mais renomados nada do Oriente Médio.

GeografiaEditar

Cidade lá no alto de uma planalto desértico árido, onde turistas do mundo inteiro pagam para visitar Amã e ver de camarote os combates que rolam em Israel e Palestina.

EconomiaEditar

Cidade de contrastes, possui um centro urbano avançadíssimo cheio de magnatas do petróleo financiando o terrorismo nos países vizinhos, mas Amã também tem uma das maiores favelas do mundo árabe repleta de pobres que só tem um turbante e um camelo.