Abrir menu principal

Desciclopédia β

Amã (governorado)

Amã ou então, para não confundirem com a detonada e em ruínas, capital da Jordânia, O "majestoso" Governorado de Amã é uma das regiões da Jordânia, ou então até mesmo "governorados" que existem no país. Como o restante do país, Amã é cercada de deserto e desgraças de todos os tipos, sendo que tem sorte de não precisar oficializar que é vizinha do Iraque.

HistóriaEditar

 
Amã é conhecida como um dos terrenos mais verdes da Jordânia.

Amã era um deserto pacato, ocupado por árabes, judeus, muçulmanos e dentre outros tipos de seres existentes no gigantesco RPG que era a idade média e Eurásia. Então, em um belo dia, vários cavaleiros de nível 10 acabaram aparecendo no deserto de Amã, desafiar os árabes que ali habitavam.

O árabe mais poderoso era de nível 50 e por isso, acabou matando e dizimando toda a tropa de soldados nível 10 que haviam sido mandados para fazer uma "limpeza" no oriente médio. Os árabes ficaram revoltados e também queriam ter sua própria "limpeza", e começariam pela Europa.

Assim, um exército de árabes treinados no deserto de Amã foram mandados rumo a Europa, só que antes que pudessem finalmente sair para sua odisseia, foram interrompidos por um fodástico cavaleiro de nível 65 da Europa e sua esquadra de cavaleiros de nível 10.

Sendo que foram dizimados, só restou para que o árabe de nível 50 derrotasse eles com um de seus ataques secretos chamado de: "O canto de Rebeca Black". Nos primeiros 1m 30s de início de golpe, toda a tropa estava aos pés do árabe, implorando misericórdia, porém, o fodástico cavaleiro de nível 65 estava de pé e acabou tomando a escritura do deserto de Amã das mãos do árabe.

Depois daquele dia, o deserto de Amã é o único lugar do mundo que não tem nenhum resquício de RPG (de tabuleiro ou digital) do mundo.

TurismoEditar

Pode apostar: tem mesmo malucos que visitam este deserto xoxo todo ano, em busca de picadas de cobras naja mortal e de todo tipo de besouros e escaravelhos que existem. Porém, o principal destaque turístico de Amã é que antigamente havia um gigantesco mar no meio do deserto e que os turistas poderiam ir para lá conferir o que antes era um mar azul que iria acabar com a sede na Jordânia.