Abrir menu principal

Desciclopédia β

Américo Brasiliense

Índice

HistóriaEditar

Américo Brasiliense tem apenas sete famílias tradicionais que fundaram o Engenho Santa Cruz e o Vilarejo acabou se espalhando pelas adjacências do Engenho, quem não tem o sobrenome deles veio de fora ou seja de outro estado. Fica próximo de Araraquara onde se acha tudo, entenda-se tudo mesmo que não se acha em Américo Brasiliense.

PopulaçãoEditar

A população estimada na época da entressafra da cana-de-açúcar é de 15.000 habitantes, e na safra é de 45.000 habitantes, dos quais: 25% são homens, 40% caras de outro estado que vem para trabalhar na cidade, 20% indecisos e 15% mulheres de caráter exemplar que tem aversão por caras tem carros caros.

EconomiaEditar

Tem sua economia local concentrada na produção de açúcar e álcool que é todo produzido no Engenho Santa Cruz dos Coronéis da família Ometto, eles controlam a cidade economicamente, socialmente e politicamente. Vale lembrar que esse Engenho paga salários altíssimos para seus funcionários e ainda sim os ingratos dizem que ganham pouco.

Mercado de trabalhoEditar

Quem mora em Américo Brasiliense e não trabalha no Engenho Santa Cruz, na prefeitura e nem em Araraquara tem que puxar o saco dos poderosos da cidade que são poucos, entenda que uma vaga para puxa saco desses caras é mais disputada que curso de medicina em universidade publica.

ComércioEditar

Comercialmente falando, a cidade é muito desenvolvida. Há varias barbearias, ferrarias, uma botica (pharmacia) controlada por uma das sete famílias já mencionadas, uma fábrica de albardas, três concessionarias de cavalos e uma revendedora de carroças, há também várias lojas de roupa mas não significa que você vai pagar menos. Uma peça de roupa em Américo Brasiliense custa em média 3 vezes mais do que na vizinha Araraquara que por sua vez custa o dobro do que custa na capital.

GeografiaEditar

Uma cidade encravada no interior de São Paulo ou da Bahia não se sabe ainda ao certo, apenas que fica próximo a Araraquara

LazerEditar

Uma coisa que vale a pena mesmo conhecer em Américo Brasiliense é a Mega Casa de Shows conhecida como Caneco 90. Todo domingo tem música ruim (samba e pagode) e os preços são para pobres. Mulher entra de grátis até uma certa hora e não há outro lugar em Américo Brasiliense para encontrar piriguetes do que lá, pois todas as casas das primas fecham nesse dia por falta de mão de obra. Estando lá e se vestindo como jogador de futebol ou pagodeiro você com certeza vai se dar bem mas, não espere sair com a gata que você pegou lá em outro dia da semana, pois ela estará ocupada trabalhando em alguma casa da cidade vizinha e nem vai te atender e se atender não vai ser barato.

Em Américo Brasiliense também tem vários bares cerca de dois para cada habitante, e acreditem eles vivem cheios o dia todo de pessoas muito trabalhadoras que encontram tempo sabe-se Deus como para estar lá.