Abrir menu principal

Desciclopédia β

Amina



Nota: Se procura pela fêmea do playsson, veja: Cocota.
Bnd1.jpg


EaAaAaEeEeE Le$k!

EsTe ArTiGo É pLaY$$oN!!!! iH u LeSk kI i$cReVeU tA oUvInDo As RiMa$ dU fOx!!

SeGuRa A PrExEcA QuE a GaLeRa TaH nA bEkA!!!

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
Imagem do gurpo funcional de uma amina.

Cquote1.png Você quis dizer: as mina Cquote2.png
Google sobre Amina
Cquote1.png Aê lesk[1] olha só as mina que tem por aqui! Cquote2.png
Muleque piranha sobre aminas baile funk
Cquote1.png Uma classe de compostos orgânicos com grande potencial para serem utilizadas com duplo sentido. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre aminas
Cquote1.png Adooooooooro! Sentido duplo [2] é comigo mermo. Cquote2.png
Cocota sobre citação acima.
Cquote1.png As mina pira pas amina! Cquote2.png
Professor tentando interagir com o aluno playsson

As minas Aminas tratam-se de um importantissíssimo grupo de compostos orgânicos extensamente estudados pelos nerds químicos em suas mirabolantes reações em busca da mais sagrada das substâncias: o dinheiro. Estes compostos são amplamente utilizados em porra nenhuma na indústria e fabricação de KY.

Índice

HistóriaEditar

Tudo começou com o nascimento da química orgânica, em 1800 e lá vai pedrada. Inúmeros alquimistas desempregados decidiram começar a estudar o carvão carbono e seus compostos. Com o surgimento deste novo ramo e seu crescente retorno econômico, as pesquisas na referida área cresceram de forma incomensurável, o que aumentou o progresso e o desenvolvimento nesta área (ou não). [3]

A Revolução Industrial, além de foder com a vida de milhões e milhões de pessoas, acabou por aumentar e emparelhar a miséria e a fome.[4] Com o passar do tempo, os seres menos afortunados acabaram por criar habitações irregulares, embora o governo tenha projetos de assistência[5] a esse segmento da população. Com o crescimento das favelas, as minas apareceram e cresceram cada vez mais, podendo serem estudadas mais profundamente pelos ricos químicos e demais nerds cientistas.

Nomenclatura e tiposEditar

 
Revista MAD, uma conceituada marca da imprensa, com reportagem exclusiva sobre aminas.

Sabendo que uma amina é composta de substituições da amônia[6] e que o nitrogênio é trivalente (ou seja, pode em três outros átomos, diferentes), dependendo da quantidade de átomos de carbono que estão tomando deste nitrogênio, a amina pode ser:

  • Amina primária: quando apenas mete em um átomo de carbono, os outros dois átomos são de hidrogênio. Para os manos, uma mina primária é aquela que só faz o sexo básico, sem envolvimento nem dedadas de outros furos;
  • Amina secundária: trata-se da que o nitrogênio mete em dois carbonos diferentes, a terceira valência[7] é preencida metendo em um hidrogênio. Uma mina secundária é a que, além de realiza o sexo básico, usa também a boca, sendo de grau intermediário;
  • Amina terciária: é onde o nitrogênio, de fanfarrão, mete em três átomos de carbono sem dó, ocupando suas valências nesta suruba carbônica. Uma mina terciária é a que libera tudo (tudo mesmo) sem doce nenhum, usando todos os furos que tem direito e sendo a mais liberal. Esta é a mais preferida dos manos e as mais comidas pelos ricos[8].

De acordo com as regras da IUPAC (International Union of Pikaretologic Alchemy), o tratamento dispensado às aminas será:

  • O nome da cadeia carbônica que está tomando do carbono, seguida do nome amina.

Exemplo: metinamina[9];

  • Para aminas secundárias e terciárias, coloca-se o nome das cadeias separados por hífens, terminando em amina. Se o nome da cadeia for muito grande, cheio de hífens, números e invocações satânicas, coloque-a entre parênteses (ou não)

Exemplos: meteno-benzeno-amina (amina secundária), (6,9-dimetilbutano)-pentil-etil-amina (suruba amina terciária)

OBS: o nitrogênio da mina não pote estar metendo nem fodendo em uma carbonila (um carbono que está levando uma dupla de um oxigênio). Se isso acontecer, trata-se de uma amida, um tipo de compostos orgânicos que são primas gostosas das minas aminas. Logo, nota-se que as amidas são minas que se deram bem (seja pegando um trouxa rico ou virando mulher de traficante[10]).

ReaçõesEditar

 
Nitrogênio dando o cu par de elétrons para agarrar atrair o hidrogênio, agindo como uma base muito dada.

De acordo com as propriedades conferidas pelo casalzinho de elétrons solitários presentes no átomo de nitrogênio, as aminas são ligeiramente básicas. Isso ocorre porque adoram dar esse par de elétrons para atrair íons de hidrogênio e formar uma suruba chamada cátion de amônio quaternário, que não serve para porra nenhuma. [11]

Aminas são muito úteis para construção de cadeias carbônicas, aqueles esqueletinhos de carbono que os cientistas adoram brincar achando que vão servir para algum propósito miraculoso, como, por exemplo, encher os bolsos deles de dinheiro [12], porém muitos morrem tentando. Para os manos, o grau de reação depende do tipo de amina, sendo que as terciárias são as mais reativas e que conseguem mais facilmente o propósito de agarrar e segurar o trouxa. É comum que aminas primárias e secundárias evoluam para terciárias, desde que o catalisador seja bastante apetitoso.

Ver tambémEditar

NotasEditar

  1. Termo playsson para se referir ao amigo de balada, companheiro de copo, ou parceiro de troca-troca.
  2. Aqui a mina refere-se tanto a práticas lésbicas quanto usar a porta dos fundos.
  3. Observe que este parágrafo é puro enchimento de linguiça.
  4. Nota-se que esta seção foi escrita por um comunista.
  5. Entende-se como projetos de assistência alguma ajuda que o governo em exercício dá para comprar votos. Um exemplo atual é o programa Minha casa, minha Dilma vida.
  6. Composto muito utilizado em produtos de limpeza e velho conhecido da tua mãe.
  7. Não confundir com o time da segunda divisão do Campeonato Espanhol.
  8. Dados retirados do censo IBGE/2010, cortesia da Revista MAD.
  9. Embora pareça piada, o nome é esse mesmo.
  10. Atualmente ser mulher de traficante não anda sendo muito rentável, especialmente na capital fluminense e outros territórios conquistados pacificados pelo BOPE.
  11. Capitão Óbvio já sabia deste fato.
  12. Algumas vezes isso acontece, se a pesquisa for boa.