Abrir menu principal

Desciclopédia β

Anajatuba

Anajatuba é mais uma cidade [carece de fontes] do Maranhão, que está sob domínio completo do José Sarney. Apesar disso, os índios que vivem na região nem se importam, e continuam com as suas atividades normais, de plantar maconha para subsistência. De acordo com os moradores locais (poucos, diga-se de passagem), Anajatuba é uma cidade turística (fato nunca confirmado, afinal, ninguém em sã consciência nunca teve coragem de ir até lá).

Município de Anajatuba
"Cidade que rima com manjuba"
Bandeira de Anajatuba.png
Bandeira
Aniversário 22 de julho
Fundação 22 de julho de 1854
Gentílico anajubento
Lema Uga uga
Prefeito(a) Qualquer um que tenha completado pelo menos o primário (coisa difícil de se encontrar por aquelas bandas)
Localização
Localização de Anajatuba
Estado link={{{3}}} Maranhão
Mesorregião Praias do Maranhão
Microrregião Bixada Maranhense
Municípios limítrofes Arari, Vitoria do Mearim, Itapecuru, Miranda do norte
Distância até a capital 130Km km
Características geográficas
Área Não disponível
População Não disponível
Idioma Não disponível
Clima Mais quente que o inferno

HistóriaEditar

 
Anajatuba em horário de pico.

Na antiguidade, o território que hoje é Anajatuba era apenas uma tribo de índios, que eram viciados em maconha e cocaína. Como os índios da região tinham um poderio de fogo extremamente grande, contando com facões de dois metros, nenhum invasor estrangeiro nunca ousou chegar perto desse território. Como não sofriam ameaças, os índios locais se sentiram confortáveis em começar a desenvolver o terreno da região, plantando muito arroz, trigo, feijão e, principalmente, maconha (que era o produto mais apreciado pelos indígenas, que sempre usavam próximo a uma biqueira).

Muitos anos depois, mesmo com todas as plantações existente na região, Anajatuba era considerada uma aldeia antiquada, pois os outros territórios do Maranhão, como São Luís, já estavam muito mais avançados. Para tentar resolver esse problema, os índios que moravam em Anajatuba resolveram se unir em um só coração, e transformaram a aldeia em uma vila (o que não muda muita coisa).

Em 1993, percebendo que Anajatuba era uma vila do tamanho de um cocô de pombo, e que não iria mais render dinheiro, José Sarney resolveu mexer os pauzinhos, e anexou Anajatuba ao território de Rosário (que era um outro território mínimo e inútil). Com a junção dos dois territórios, foi formada uma nova cidade, que até que era bem razoável, pois a população local era estimada em 24 pessoas, até então um recorde para as cidades maranhenses.

Em 1998 (pelo menos foi o que a Wikipédia disse), após uma grande revolta indígena, Anajatuba finalmente conseguiu a sua emancipação, e se tornou uma verdadeira cidade [carece de fontes]. Apesar dessa "promoção", até os dias de hoje, Anajatuba continua sendo considerado um pequeno vilarejo no interior do Maranhão.

GeografiaEditar

99% do território de Anajatuba é composto por mato. O outro 1% é uma pequena área alagada, que as crianças locais usam para tomar banho.

EconomiaEditar

Baseada completamente no cultivo da mandioca.