Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sede do Parlamento Andorrano, do Congresso, da Tribunal Superior e mais todas essas coisas que uma capital precisa ter. Tudo nesse casebre de tijolos construído em 1700 e nunca reformado.

Andorra la Vella (em português, A Velha de Andorra ou Andorra a velha) é um velho bairro da cidade de Andorra considerado capital desse país nanico.

VizinhançasEditar

Em seus pacatos 12 km², a paróquia de Andorra la Vella é a tranquilidade em si. Sons de passarinhos, bicilcetas no lugar de carros, zero de índice de criminalidade, todos empregados, ricos e felizes, o bairro é cercado por altíssimos muros para evitar qualquer invasão espanhola ou francesa e entrada de estrangeiros é proibida, para não haver desequilíbrio na harmonia do bairro.

O nome do povo que habita a região são os Santa Coloma de Andorra (nome também de uma cidade local de 5 m²), uns decendentes dos cruzados que lutaram contra Marrocos na Espanha e agora estão sendo compensados por Deus. Todos na cidade são exímios com a espada.

O Rio Valira passa por dentro do bairro de Andorra la Vella ocupando dois terços de sua área total, por isso a cidade desenvolveu sofisticada engenharia de ruas e prédios suspensos sobre o rio feitos com tecnologia marciana e jamais desabaram.

A cidade é famosa por suas cozinhas ao ar livre, gás natural não falta, comida não falta, então o governo não viu problema em espalhar comida e fogões de graça pelas ruas da cidade. Isso faz de Andorra la Vella a capital da Europa com o maior número de barraquinhas de cachorro-quente.

Os ilustres habitantes da capital são o Seu Torres, o dono da feira, Miguel o vendedor de peixes, a moça bonita da esquina que ninguém sabe o nome, o homem de cara séria e terno e a Simples camponesa de nobre coração que vai todos os dias ao bosque recolher lenha.

CuriosidadesEditar

  • Este artigo é maior que Andorra la Vella.