Abrir menu principal

Desciclopédia β

Antofagasta é a capital da República Separatista do Chile do Norte, é também a capital mundial da mineração, a capital mundial do capim-mascavo e a capital mundial dos mineiros que ficam presos em minas por 69 dias. Ser capital de tantas coisas diferentes faz de Antofagasta uma das principais cidades do Chile. Mas como lá não tem nenhum time de futebol que preste e seja digno de participar da Libertadores, a cidade é completamente desconhecida para os brasileiros.

Índice

HistóriaEditar

 
Bem vindo à Antofagasta.

Antofagasta foi fundada no século XIX pelo empresário Juan "El Chango" Lopez quando este descobriu naquele deserto uma espécie de cacto alucinógeno que poderia ser vendido aos alemães para uso como fertilizantes em armamentos. Após Juan ter se tornado bilionário, alguns mineiros começaram a dar continuidade à cidade onde nutriam esperanças de achar algo naquelas montanhas áridas.

Depois disso a única coisa que se tem a dizer de Antofagasta é a vinda de mineiros sabe-se lá por qual motivo.

Nas últimas décadas do século XX, quando o Chile era governado pelo presidente assassino o respeitável Augusto Pinochet, a cidade é militarizada ao extremo para proteger contra eventuais invasões de bolivianos, peruanos e argentinos para uma possível guerra iminente no ano de 1978, e assim proteger o cobre e toda a paz e falta de liberdade dos seus cidadãos.

Atualmente Antofagasta está em processo de nacionalização por parte da Bolívia.

GeografiaEditar

Antofagasta ganhou o apelido de "Pérola do Norte" devido ao grande número de drogas medicinais de capacidades milagrosas míticas alucinógenas que podem ser encontrados nos bosques dos arredores da cidade. Há de se destacar o lado norte da cidade onde há um microclima adequado para o cultivo intensivo de ervas maconhais e uma variedade de vegetais particularmente necessárias ao modo de vida antofagostano.

Com locais ricos minérios de cobre na Cordilheira dos Andes, a região é perfeita para prender em minas mineiros por até 69 dias causando comoção mundial.

EconomiaEditar

Embora os chilenos antofagonasianos se achem importantes economicamente só porque cavam algumas pedras (que eles denominam de minérios) nas montanhas, apenas para venderem aos chineses. O fato é que você percebe a real economia desta cidade ao notar a qualidade horrível da vida, o excesso de cães vira-latas e abutres, além da quantidade impressionante de lixo nas ruas.

PopulaçãoEditar

Esta cidade tem uma população de não sei quantos chilenos. Todos divididos demograficamente em:

  • 25% de cães vira-latas.
  • 20% dos bolivianos.
  • 15% de mineiros
  • 12,5% de peruanos.
  • 12,5% de militares da CNI (Centro Nacional de Información)
  • 4,5% de pokémons.
  • 0,5% de abutres.