Abrir menu principal

Desciclopédia β

Antofagasta (região)

Antofagasta é uma das regiões chilenas que só serve para fazer guerra com os vizinhos, como a Bolívia, porque não se pode aproveitar o Deserto do Atacama para porcaria nenhuma.

HistóriaEditar

 
Atualmente Antofagasta compete com o Estado de Carajás pelo título de cú do mundo.

Na Pré História, enquanto os territórios em volta dessa região eram ocupados por tribos sombrias como os aliens que fizeram as Linhas de Nazca, Antofagasta estava abandonada, por causa do deserto.

Até que beduínos fugindo das guerras no Oriente Médio e na África apostam com as tribos locais que eles poderiam habitar o Deserto do Atacama sem pedir pra sair. Os beduínos conseguiram sobreviver e se estabeleceram nos lugares mais úmidos, onde chove a cada dez anos. Em Antofagasta eles desenvolveram uma civilização sem cultura, já que se preocupavam muito mais em não morrer do que com cultura inútil.

Quando os espanhóis desembarcaram no Chile, deixaram a região de lado, porque ela é um deserto sem nada de interessante economicamente. Depois da independência da grande maioria dos países da América do Sul, Antofagasta se tornou parte da Bolívia. Era um território usado pelos cocaleiros para que eles tenham uma saída para o Pacifico, permitindo a exportação de cocaína sem custos elevados.

O Chile inicialmente concordou em ceder uma região aparentemente inútil. Até que o presidente chileno, sem nada para fazer, resolve criar uma guerra com seus vizinhos, apenas para se divertir. O Chile ganha e conquista Antofagasta (região).

GeografiaEditar

Todo o território de Antofagasta é uma imensa planície entediante. As vezes você vê alguma montanha, mas nada que possa dar um fim à monotonia. O clima é desértico. A vida nesse lugar só é possível quando chove, em raríssimos anos.

EconomiaEditar

Antofagasta (região) lucra com as taxas que os cocaleiros bolivianos pagam para exportar a cocaína produzida no país deles. Quando os narcotraficantes das FARC aceitaram exportar a coca boliviana pela Colômbia de graça, Antofagasta iniciou investimentos na extração de areia do deserto.