Abrir menu principal

Desciclopédia β

Apúlia (Itália)

Mafiapre.jpg PORCA GIUSTIZIA!!

Questo articolo è 100% made in Italia ed è sotto il controllo di Cosa Nostra! Perciò sta' bene attento a dove metti le tue manacce zozze o i nostri amici verranno a casa tua per spezzarti le gambine!

Greece-flag copy.jpg "ΑΝΕΓΚΥΚΛΟΠΑΙΔΕΙΑ Η ΘΑΝΑΤΟΣ!!!"

Re, este artigo é grego! Ele pratica beijo grego, joga tudo na janela do carro quando acaba e gosta de ganhar de Portugal na Eurocopa, além de estar endividado pra caralho.


Vista da praia de Apúlia

Cquote1.png Você quis dizer: Salto Agulha Cquote2.png
Google sobre Apúlia (Itália)
Cquote1.png Você quis dizer: A Pulha Cquote2.png
Google sobre Apúlia (Itália)
Cquote1.png Eu adoro Apúlia, pois lá têm muitas vadias pulhas Cquote2.png
Otário sobre Apúlia
Cquote1.png UUUIIIIII!!! Cquote2.png
Qualquer Gay sobre citação acima

Apúlia é uma tralha região da iTralha mais conhecida como O Salto da Bota. O nome do lugar ( A pulha ou A Canalha) foi dado devido o baixo caráter de seus habitantes.

HistóriaEditar

Quando a Itália estava quase totalmente formada, Deus pensou "Por que não dar um pouco mais de glamour para essa biba?", e foi então que ele resolveu criar a Apúlia, a fim de deixar o país mais estiloso.

Os primeiros ocupantes da região foram os gregos, os quais utilizavam a mesma como ponto estratégico de venda no Mar Mediterrâneo. Entre os itens vendidos estavam os famosos saquinhos de vinho em pó gregos, Água grega (embora não fosse diferente das outras), Churrasquinho Grego, coroas de louro falsificadas (pois as originais só vão para os vencedores das olimpíadas gregas) e os livros de Homero.

 
Uma das vadias sereias que enganaram encantaram os marinheiros gregos

Os gregos reinavam com absoluta liderança as vendas, principalmente por causa do ponto estratégico que é a Apúlia. Porém eles acreditavam em monstros marinhos, e algumas Sereias enganaram encantaram marinheiros de vários barcos de sua frota mercante, os quais nunca mais foram vistos.

Foi então que Cartago, que não cultuava a cultura grega, assumiu a posição de Rei dos Mares. Eles mandaram uma comitiva especial para Apúlia e mostraram a importância do comércio cartaginês no mundo, influenciando todos os habitantes. Eles construíram um reduto de comércio na região e começaram a movimentar quantias imensas de maconha na península.

Depois de um tempo, a quantidade de dinheiro começou a interessar os macacos do Lácio, também chamados Romanos. Os mesmos invadiram, saquearam e dominaram a região durante os seis séculos seguintes.

Após a queda do Império Romano do Ocidente, os gregos voltaram a povoar a região, esperando que o comércio fosse a mesma coisa, porém se enganaram e tiveram que começar a desenvolver atividades agrícolas para sobreviverem.

 
Turistas pulhas farofeiras em Apúlia

Após isto, várias mulheres promíscuas se aproveitaram destes gregos, e tiraram toda a erva que os mesmos carregavam. As suas descendentes, hoje, são lesadas de tanto fumá-las.

Geografia e ClimaEditar

A Apúlia é conhecida como Salto Agulha, ou Quebra-Quebra (pois os terremotos que ocorrem na região sempre quebram o salto). É uma região bastante plana, o que facilita o deslocamento interno de cargas (diferente da Grécia, que é só formada por morros).

O clima é bastante desagradável, o que proporciona um bronzeado incomparável às pessoas que ali residem.