Abrir menu principal

Desciclopédia β

Arari

Arari é uma famosíssima cidade do Maranhão, que costuma ficar 365 dias debaixo da água, diferentemente de todas as cidades maranhenses vizinhas, em que faz um calor infernal. Por conta de todo o alagamento da cidade, Arari recebeu o "carinhoso" apelido de Atlântida.

Município de Arari
"Atlântida maranhense"
Bandeira de Arari.png
Bandeira
Aniversário 27 de junho
Fundação 27 de junho de 1864
Gentílico Arariento
Lema Glub glub
Apelidos Comedores de melancia
Prefeito(a) Poseidon
Localização
Localização de Arari
Estado link={{{3}}} Maranhão
Mesorregião Praias do Maranhão
Microrregião Bixada Maranhense
Municípios limítrofes Anajatuba, Vitória do Mearim, Conceição do Lago Açu, Miranda do Norte, Matões do Norte, Viana, Cajari
Distância até a capital 165 km
Características geográficas
Área sei lá km²
População 200. Metade tá presa, a outra tá dando o cu em pedrinhas hab.
Idioma Brasileirês
Clima Depende da temperatura da água
Fuso horário UTC 5 horas depois
Indicadores
PIB per capita R$ Pergunta pro prefeito 20/07/2019

HistóriaEditar

 
Só mais uma chuva e Arari se transforma na nova Atlântida.

Ninguém sabe exatamente quando foi que Arari foi fundada, o que é bem compreensível, visto que não se pode escrever enquanto se está debaixo da água. Porém, de acordo com algumas pinturas rupestres, que foram encontradas em algumas cavernas submarinas de Arari, a cidade (ou pelo menos o que deveria ser uma cidade) foi fundada em 1723, quando um pescador português, que era proprietário do território, resolveu doar todas as terras, para a criação de um curato (não me pergunte o que é um curato, pois eu não faço nem ideia).

Como o território é extremamente alagado (para não dizer que estava completamente debaixo da água), ninguém conseguiu trabalhar aquelas terras para transformá-las em um curato, e muito menos morar nelas. Então, o povo decidiu abandonar a construção do curato, e se mudaram para uma outra cidade, que era menos pior. Mesmo assim, alguns integrantes do MST resolveram ficar por ali mesmo, afinal, era melhor morar em um lugar ruim do que não morar em lugar nenhum. Mesmo assim, com o passar dos anos, alguns desses integrantes resolveram abandonar definitivamente o local, para se mudar para um pequeno vilarejo que ficava ali perto.

Após a partida desses integrantes, os (poucos) que restaram resolveram se unir para, finalmente, fundar uma cidade (ou pelo menos algo que desse para morar, sem ter que ficar se preocupando com a água na altura dos joelhos). Com essa junção de esforços, eles conseguiram fundar Arari, da maneira como ela é hoje (o que prova que eles fizeram um trabalho bem porco).

Muitos anos mais tarde, Lourenço da Cruz Bogea resolveu que era hora de transformar Arari, que era um parque aquático, em uma cidade de verdade. Para isso, ele começou a construção de uma igreja. Terminada a construção, podemos dizer que Arari se tornou uma verdadeira cidade interiorana, até porque, toda cidade que se preze, precisa ter uma igreja.

GeografiaEditar

Território completamente alagado. Se você quer passar férias por lá, aconselho que faça algumas aulas de natação e levar uma canoa 🛶

EconomiaEditar

Podemos dizer que os moradores conseguem se sustentar com as pernas apenas vendendo conchas pintadas à mão e melancia