Abrir menu principal

Desciclopédia β

Armação Ilimitada


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como Atari 2600, Balão Mágico e Plano Cruzado.

NovoWikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Armação Ilimitada.

Cquote1.png Ai que lindo o Kadu Moliterno! Cquote2.png
Guria Retardada dos anos 80 sobre o Juba da Armação Ilimitada.
Cquote1.png Uma gracinha! Cquote2.png
Hebe Camargo sobre o Lula da Armação Ilimitada.
Cquote1.png Sou fã da Armação, Lula. Não perco um programa. Cquote2.png
Cristo Redentor sobre a Armação Ilimitada.
Cquote1.png Uma turma muito louca, armando grandes confusões em meio a muitas peripécias radicais, transformando suas vidas em uma grande aventura! Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde sobre Armação Ilimitada
Cquote1.png Ai, meu saquinho! Cquote2.png
Bacana, sobre atuar em Armação Ilimitada.
Cquote1.png Ai, meu saquinho! Cquote2.png
Telespectador que assistia a este seriado todas as semanas.

Índice

O que é isso?Editar

Armação Ilimitada, como o próprio nome já diz, é um programa de armações radicais armado pela Rede Globo de televisão lá pelos idos dos anos 80, no intento de fazer sucesso entre os mais jovens e as gurias retardadas, mais ou menos de forma bem semelhante (ou não) a Malhação de hoje em dia.

No entanto, tal programa era exibido no horário nobre, nas sextas-feiras, em especial para aquele pessoal que não tinha conseguido suas entradas nas baladas, só restando para os mesmos a escolha entre este programa (de índio) ou coisa ainda pior na concorrência.

Constam informações de que este teria sido o promeiro experimento da Rede Globo na tentativa de arrebanhar o público jovem para a frente da telinha, num tempo em que eMoTV não eczistia no Brasil e no qual as TVs em geral só tinham o VHF.

O nome "Armação" é uma fusão de ar, mar e ação.

PersonagensEditar

Para dar o ar de uma novelinha, foram colocados os seguintes personagens:

  • Juba: Também conhecido pelo codinome de Kadu Moliterno, era um paulista que teria entrado para um concurso para garoto do Rio, mesmo sendo paulista. Há teorias de que sua participação no programa tenha sido uma compensação pela sua derrota em tal concurso, que não aceitava paulistas. No entanto, foi o que fez maior sucesso nas paradas e entre as gatinhas daquele tempo, sendo a inspiração do famoso "Nós Vamos Invadir sua Praia" do Ultraje a Rigor.
  • Lula: Segundo informações pouco confiáveis da Wikipeida, o mesmo seria o filho do Brasil, sendo que na verdade, a participação de tal personagem na trama seria no intento de conseguir levantar a moral de outro Lula que não fosse o Luis Inácio Lula da Silva, então em alta por sua demagogia barata (ou não). Consta que o mesmo teria sido interpretado pelo "artista" com codinome André di Biase.
  • Zelda: Ao contrário do que se pode imaginar, não se trata da Princesa Zelda, até porque de princesa ela não tinha nada. Tratava-se apenas de uma personagem constantemente colocada como a empregada (ou talvez o amor) dos dois marmanjões acima, estando sempre envolvida junto a eles nas confusões da grandiosa Armação Ilimitada. Trabalhava em funções típicas de estagiário no nada famoso Correio do Crepúsculo.
  • Bacana: Apesar do "nome" esquisito, que parecia o de um cão, se tratava de apenas um pirralho, que teve grande sucesso lá por aquela época, juntando em uma liga os três loucos acima. Seus amigos fora da TV – se é que ele os tinha – o chamavam de Jonas Torres.
  • Chefe da Zelda - Uma criatura sem noção que sempre aparecia caricaturizado e que em geral dava ordens completamente sem noção, sendo uma das graças do programa, de forma a parodiar o famoso Narrador da Sessão da Tarde, até então um ilustre desconhecido na época.
  • Ronalda Cristina - Miguxa da Zelda, era conhecida por sempre aderir ao primeiro modismo do momento, sendo por isso mesmo mais uma das criaturas sem noção da série, no entanto, não teve grande destaque na trama, a ponto de hoje nem sequer ser lembrada (ou não). Quando muito, é lembrada como uma forma feminina do ... Ronaldo!
  • Black Boy - DJ que narrava acontecimentos no Rádio... outra que hoje também não é nada lembrada (ou não).

Trilha sonoraEditar

1985Editar

  1. No Meio da Rua – Kiko Zambianchi
  2. Nós Vamos Invadir Sua Praia – Ultraje a Rigor
  3. Raptar Você – Txã!
  4. Forever Gone – Sérgio Mendes & Zod
  5. Don't Take my Coconuts – King Creole and The Coconuts
  6. Ticket to the Tropics – The Coconuts
  7. Rap Arrepiado – Sandra de Sá
  8. Cai Fora (Mo’Basta) – Sandra de Sá
  9. Por Querer – Marina Lima
  10. Never Gonna Die – Rough Cutt
  11. Rosas & Tigres – Gang 90 & The Absurdettes
  12. Romance Internacional – Fred Nascimento
  13. Jovens do meu Tempo – Celso Fonseca
  14. James Dream – Herbert Richers Jr.
  15. Vê se Some – Adriana Dolabella
  16. Maior Abandonado – Cazuza

1988Editar

Capa: Elenco da bagaça

  1. Tema de Armação Ilimitada – Ari Mendes (abertura instrumental)
  2. Que País é Este?Legião Urbana
  3. QuadrinhosPicassos Falsos
  4. Terceiro – Ultraje a Rigor
  5. Andar no Céu – Evandro Mesquita
  6. Os Olhos de Zelda Scott – Joe
  7. Gatinha Manhosa – Léo Jaime
  8. Infinita Highway – Engenheiros do Hawaii
  9. Prova – Capital Inicial
  10. Pros que Estão em Casa – Hojerizah
  11. Quimeras – Zero
  12. Chuva de Mel – Rosa Púrpura

A Maldição da ArmaçãoEditar

Dizem que um padre, depois de ser expulso do elenco de figurantes da Armação Ilimitada, jogou uma praga no programa. Verdade ou não, vejamos o destino do elenco principal:

  • Bacana (Jonas Torres): Depois do programa se mudou para Juiz de Fora, e como não podia ser diferente foi trabalhar nos EUA e se tornou soldado. Depois de ter sido voluntário para testar um soro do supersoldado no Exército americano e ter conseguido poderes paranormais voltou a atuar na Rede Record, onde fez o papel de mutante (o mesmo papel de 100% dos personagens da novela) em Caminhos do Coração.
  • Zelda (Andréa Beltrão): Até hoje ela faz papel de solteirona correndo atrás do prejuízo. Andréa Beltrão não consegue emplacar um par romântico nem com o chefe do Agostinho da Grande Familia.
  • Juba (Kadu Moliterno): Esse está armando ilimitadamente até hoje, pois divide seu tempo em fazer papel de surfista e bater na mulher. Sua última armação foi se masturbar e a seguir pegar na mão das fãs.
  • Lula (André Di Biase): Nesse a praga do padre pegou só de raspão, mas ele perdeu todo o cabelo.

Galeria das Armações da Galera da ArmaçãoEditar

Ligações externasEditar

Este artigo é um esboço.
Deus implora para que você o ajude.
Você pode ajudar o artigo sendo um bom cristão.