Abrir menu principal

Desciclopédia β

Assédio sexual

Nota: Se procura um filme dos anos 90 com a Demi Moore e o Michael Douglas, tente Assédio Sexual (filme)
Abordagem sempre das mais suaves.

Assédio sexual se trata (ou deve se tratar mesmo), de taradice, melhor dizendo tara: prática de tarado, dirigida a alguém, geralmente uma mulher, mas já houve até registro de ovelhinhas sendo assediadas, em que há intimidação de alguma forma. Pode passar de falta de noção na forma de passar um xaveco como abordar alguém de forma discreta, até mesmo quase chegar a um estupro, incluindo bolinações não autorizadas.

Índice

Como ocorreEditar

 
O maior tarado que já existiu prestes a cometer mais um assédio sexual.

Lá está a moça, mulher ou até mesmo menina, tranquila em seus afazeres, estudando, brincando, dançando, fazendo compras, passeando trabalhando ou até mesmo editando a Desciclopedia, quando lá chega o sem noção com a língua pra fora e os olhos esbugalhados, algumas vezes já soltando baba e, sem qualquer aviso, dirige uma injúria que nem se pode chamar mais de cantada, pois ele já age como se estivesse criando o roteiro de um filme pornô - a moça arregala os olhos sem saber de que espécie de boca de latrina aquilo pode ter surgido. Podendo acontecer daí para pior, dependendo da situação, ela pode correr, gritar ou pedir ajuda, mas se estiver mexendo em suas redes sociais, o máximo que pode fazer é bloquear o meliante.

Quando o assediador é bem folgado e tem algum tipo de controle a mais sobre a situação, em geral chefe ou até professor, ele pode já ir até mesmo pegando em partes indevidas, não chegando a estuprar, mas se mostrando quase disposto a isso, quanto mais a assediada se intimidar, melhor pra ele, sabendo que dificilmente a assediada terá coragem de denunciar. Mesmo ela dizendo que não quer passear, nem jantar, nem comer paçoquinha, nem olhar pra cara dele e, muito menos ir no banheiro, não seria pra olhar se tem descarga com barulho novo, mas sim pra fazer sei lá o que, ele continuará tentando.

 
Naquele dia, durante uma caminhada...

O sujeito chega de conversinha algumas vezes, sem dizer poesias logo de início, mas depois já vai pondo a mão no ombro da moça, depois passa da trança para sei lá onde, quando ela menos espera. Quanto mais inocente ela for, menos ela desconfia e mais fácil é para o tarado manipular (nos dois sentidos) e, lá estará ele, sempre que puder chegar perto.

Redes sociaisEditar

 
Perceba a inocência...

Caso não possa chegar perto de sua meta, acha que o tarado se dará por vencido? Jamais, uma vez que pode derrubar uma torrente de obscenidades para que a vítima leia, enquanto ele tranquilamente mexe no pinto, mesmo já sabendo que não conseguirá nada, ele tenta mais e mais cantadas sempre com aquele jeito delicado de saber chegar. Não contente com a primeira tentativa e péssima abordagem, após a vítima deixar claro que não gostou e se ofendeu, o assediador não mais podendo diretamente se dirigir à ela, segue seus delírios escrevendo a respeito em redes sociais mais do que públicas. Dessa forma poderá continuar mexendo no caralho seus delírios sexuais e ainda expor a vítima da pior forma possível.

Como evitar o tarado? Você pergunta. É quase inevitável, mas também é bom não excitar incitar. Isso não significa que, em um dia de calor moças não possam sair de shortinho ou calcinha fio-dental ostentando a bunda ou que devam se vestir de burca até mesmo na praia, mas elas podem evitar algumas situações com estas roupas, para que o tarado não tenha nada a dizer sobre provocação. Bom, algumas coisas pioram a conduta de tarados, mas não se deve tirar a liberdade das mulheres por causa disso, se elas quiserem postar fotos com as migas de biquininho e tals não devem ser impedidas disso (mas também não servem pra relacionamentos sérios) , por causa de tarados, mas se puderem evitar mexer ainda mais com a cabeça de tarados, evitando escrever certas coisas em postagens, seria melhor, pra evitar que o tarado e seu pinto pensem mais ainda em bobagens sobre ela. Mesmo se você tiver namorado ou marido é sempre bom pedir ajuda também, chamando a polícia ou o Batman. E pra finalizar outra dica importante: "Textões" de Facebook contra "cultura do estupro" e mostrar as tetas na Marcha das Vadias é 9999% menos eficiente que ter uma arma ou spray de pimenta em sua bolsa.

Conversa na Internet entre um tarado/demente/assediador sexual e sua vítimaEditar

  • Tarado demente psicopata: Oi gata, vi que você edita naquele mesmo site que eu, tudo bem com você?
  • Moça pura, inocente e de família: Oi, tudo jóia e você?
  • Tarado demente psicopata: Nossa, mas tava vendo suas fotos e você é muito gostosa.
  • Moça pura, inocente e de família: Ai, obrigada, mas por favor não me chame assim.
  • Tarado demente psicopata: Porque não? Você tem cara que gosta de sentar numa vara.
  • Moça pura, inocente e de família: Que isso? Me respeita seu louco!
  • Tarado demente psicopata: Tudo bem. Você gosta de balada ou cineminha?
  • Moça pura, inocente e de família: Hum...um cineminha é bom.
  • Tarado demente psicopata: Principalmente um filme porno, com você batendo uma pra mim.
  • Moça pura, inocente e de família: Que isso moço? Que deselegante.
  • Tarado demente psicopata: Desculpe. Te conheço no site, mas ainda não disse o seu nome verdadeiro.
  • Moça pura, inocente e de família: Diga o seu primeiro.
  • Tarado demente psicopata: Kid Bengala, às suas ordens. Bora trepar?
  • Moça pura, inocente e de família: Moço, se você não parar, eu vou deslogar.
  • Tarado demente psicopata: Desculpe. Você gosta de revista fotográfica também?
  • Moça pura, inocente e de família: Sim, gosto bastante.
  • Tarado demente psicopata: Que tal você posar na playboy peladinha pra mim, hein? Se quiser, eu mesmo tiro as fotos.
  • Moça pura, inocente e de família: Bom, depende da minha religião. Mas sim, aceitaria, dependendo de quanto você me pagaria.
  • Tarado demente psicopata: Eu depositaria um salário bem bruto, com um total bem líquido na sua poupança.
  • Moça pura, inocente e de família: Que isso moço, eu não faço sexo anal, doí demais.
  • Tarado demente psicopata: Ah para de bancar a santa, você tem cara que já deu o anel sim. Mas tudo bem, senão quiser eu me conformo com a sua bucetinha e depois vou comer um travesti.
  • Moça pura, inocente e de família: Para moço, senão eu vou embora.
  • Tarado demente psicopata: Porque, você não ficaria com um cara bissexual igual a mim?
  • Moça pura, inocente e de família: Não tenho nada contra viados. Ficaria só se ele fosse fiel. Detestaria ser traída com um travesti.
  • Tarado demente psicopata: Mas você tem uma cara de sapatão. Acho que você gosta de botar as aranhas pra brigar.
  • Moça pura, inocente e de família: Já chega, tô saindo.
  • Tarado demente psicopata: Desculpe. A propósito. Levante-se para eu ver o seu corpo.
  • Moça pura, inocente e de família: E aí, o que achou?
  • Tarado demente psicopata: Muito gostosa você. Eu gostaria muito de falar muita sacanagem bem suave nos seus ouvidos, apertar os seus peitos, chupar a sua xoxotinha, passar a mão na sua bunda todinha e enfiar o meu pau na sua boca.
  • Moça pura, inocente e de família: Que isso, moço me respeita!
  • Tarado demente psicopata: Não se faz de santa, você gosta, tem a maior cara de puta.
  • Moça pura, inocente e de família: Me respeita, seu babaca. Eu tenho namorado!
  • Tarado demente psicopata: É, pra entrar na sua casa, ele precisa se abaixar, senão o chifre não deixa ele passar nem da porta.
  • Moça pura, inocente e de família: Já chega, agora eu vou sair mesmo!
  • Tarado demente psicopata: Não gata é só brincadeirinha. Prometo que vou me comportar.
  • Moça pura, inocente e de família: É bom mesmo. Respeito é bom e eu gosto!
  • Tarado demente psicopata: Você tem mesmo namorado?
  • Moça pura, inocente e de família: Mesmo que não tivesse, não te dei intimidade para escrever essas merdas.
  • Tarado demente psicopata: Mas eu juro que já te vi rodando a bolsinha ali na esquina.
  • Moça pura, inocente e de família: Quer saber, vai se foder seu filho da puta! Tô saindo.
  • Tarado demente psicopata: Não, é brincadeira amor. Você gosta de raposas?
  • Moça pura, inocente e de família: Sim, acho um animal bem fofo.
  • Tarado demente psicopata: Que tal se treparmos comigo vestido de raposa, hein?
  • Moça pura, inocente e de família: Nossa, que ridículo.
  • Tarado demente psicopata: Nunca estivemos juntos, mas eu te amo, gostosa!
  • Moça pura, inocente e de família: Chega, vai falar assim com a sua mãe!
  • Tarado demente psicopata: Então vem foder comigo pois agora você é a minha mãe.
  • Moça pura, inocente e de família: Eu sou a sua mãe?
  • Tarado demente psicopata: Sim, porque eu sou um filho da puta.
  • Moça pura, inocente e de família: Já chega, nunca mais fale comigo de novo, senão eu vou te denunciar pro Ibama, seu animal zoófilo nojento.
  • FIM

Como dito na seção anterior da conversa acima, é bem provável que essa criatura nojenta, asquerosa e fedida do assediador doente mental vai tentar perseguir sua vítima em redes sociais ou falando mal dela pela Internet. Por isso, lembrem-se meninas, gravem todas as conversas ou postagens do retardado, pois assim fica fácil conseguir provas para processar o depravado. Mas claro, tudo isso se você for de verdade uma moça "honrada", "inocente" e "virgem" porque do contrário, não passará de uma pervertida sem-vergonha mais hipócrita que o tarado psicopata e assim, merecerá mesmo é levar uma pica bem grandona e aguentar eternamente esse mala no seu pé.

Ver tambémEditar