Abrir menu principal

Desciclopédia β

Atlántida

Atlántida é um dos pobres departamentos das Honduras, que só possui duas cidades, La Ceiba e Tela onde uma das duas deve ser sua capital.

HistóriaEditar

 
Julio Verne chegando à Atlántida, fato narrado em seu diário de bordo Vinte Mil Léguas Submarinas.

O primeiro a cogitar a existência de Atlátida foi o grego Platão em um de seus diálogos. Pelos séculos posteriores toda a civilização ocidental procuraria este local sagrado e mítico, cuja tecnologia para tal seria criada apenas no final do século XV, quando os espanhóis criaram enormes banheiras cheias de gente imunda e mandaram para a América procurar Atlântida, até que Hernan Cortes descobriu finalmente Atlántida.

Depois da decepção, pois em Atlántida não havia qualquer civilização superior feita de ouro e mulheres limpas seminuas (isso eram os astecas mais ao norte). Depois que Honduras foi largada para uma mistura de índios selvagens e bandidos espanhóis, foi fundado oficialmente em 1902, naquela época Honduras já se organizava em um reino.

Nas Honduras moderna os habitantes das aldeias atlántidas são conhecidos por beber absinto em excesso para organizar protestos contra algo que o governo não entende, porque ninguém compartilha o dialeto do povo de Atlántida.

GeografiaEditar

Localizado no norte do país, o território de Atlántida é composto por 96% de planícies, 3% de montanhas e 1% de um lago que ninguém sabe om nome. É conhecido por ter as mais belas praias da Europa fora da Europa, e também por exibir uma cópia fiel de Porto Príncipe, chamada de "Le Ceiba".

Atlántida é o ponto mais perto das Islas de la Bahía, o que não significa nada.

PopulaçãoEditar

Sem contar com Tegucigalpa e San Pedro Sula que são duas concentrações urbanas caóticas similares a uma metrópole recheada de favelas como Sãom Paulo e Rio de Janeiro, Atlántida tem uma quantidade aceitável de população onde todos trabalham em algum quiosque barato, porque essas barraquinhas é o que mais tem por lá.