Abrir menu principal

Desciclopédia β

Autódromo Internacional Nelson Piquet (Brasília)

Cquote1.png Experimente também: Correr no Eixão Cquote2.png
Sugestão do Google para Autódromo Internacional Nelson Piquet (Brasília)

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ... apesar do autódromo se ganhar o nome do Nelson Piquet, a única coisa que esse ser ganhou lá foi a concessão do próprio Autódromo e que pôs o nome nele por puro ego? Também sabia que se o autódromo fosse ganhar o nome de alguém que ganhou alguma coisa de verdade no local este se chamaria Autódromo Internacional Emerson Fittipaldi?

Autódromo Internacional Nélson Péricles da Silva Xavier Piquet da Costa, também conhecido como Autódromo Internacional do Distrito Federal e Territórios ou simplesmente Autódromo Nélson Piquet é uma pista de racha legalizado situada em Brasília. A pista é cercada e delimitada pelo Estádio Mané Garrincha ao sul, por uma pista de aviação usada pelos corruptos locais ao norte, pela Asa Norte ao leste (ué!?) e pela Cohab Militar ao oeste. A pista é considerada uma síntese das crianças nascidas em fav comunidades brasileiras, pois mal foi construído e já foi abandonado. A obra integra um grande e imponente complexo de monumentos que estão permanentemente em obras.

HistóriaEditar

 
Duas pistas de corridas de Brasília. A primeira está sempre em obras...

Em 1974, para satisfazer o ego de alguns milicos que sonhavam sediar uma corrida de Fórmula 1 no quintal de casa, foi construída uma pista cercada pra corridas, já que naquele tempo o Eixo Monumental parecia pouco desafiador. Apesar do Eixo Monumental ser livres de carros naquela época, a mesma contava com 6 faixas e a imensa falta de curvas, o que tirava a graça nas ultrapassagens. Antes do autódromo ficar pronto, as corridas entre os militares eram feitos entre as superquadras da Asa Sul.

O autódromo foi inaugurado com uma disputa de racha europeu e dizem as más línguas que a população local naquela época pôde acompanhar uma boa competição automobilística. Estima-se que o público total foi de 135 pessoas, incluindo toda a comissão do presidente Médici e o vencedor da peleja automotiva foi o motorista Emerson Fittipaldi.

Depois de inaugurada, o autódromo passou mais de 40 anos em pleno marasmo e seria ainda pior se não fosse o Cine Drive-in do lado. Com a favelização da cidade e a paulistanização do transito brasiliense o autódromo passou a dividir com o Eixo Rodoviário a preferência para as corridas urbanas, só que diferente desse, o autódromo tinha uma pequena burocracia antes de usar. Eis que no fim de 2014 aparece a Rede Bandeirantes que queria promover aquele esporte bizarro que mais parece uma mistura entre a Nascar e a Fórmula 1 e então resolveu oferecer este presente de grego ao então projeto de governador, Agnelo Queiroz. Por quase 6 (oito) meses parecia que o autódromo voltaria a sediar uma competição de automobilismo, uma Fórmula 1 sem Ecclestone, a Fórmula Indi, até o próximo governador mostrar profissionalismo e traquejo nos negócios e decidir sozinho que não sediaria mais uma corrida da categoria automobilística.

v d e h
 Circuitos de Fórmula 1 2018 

Circo atual: Melbourne (Austrália) • Sakhir (Bahrain) • Shanghai (China) • Baku (Azerbaijão) • Barcelona-Catalunya (Espanha) • Monte Carlo (Mônaco) • Montreal (Canadá) • Le Castellet (França) • Red Bull Ring (Áustria) • Hockemheimring (Alemanha) • Silverstone (Reino Unido) • Hungaroring (Hungria) • Spa-Francorchamps (Bélgica) • Monza (Itália) • Marina Bay (Singapura) • Sochi (Rússia) • Suzuka (Japão) • Austin (Estados Unidos) • Hermanos Rodríguez (México) • Interlagos (Brasil) • Yas Marina (Emirados Árabes Unidos)

Circuitos descartados: Adelaide (Austrália) • AVUS (Alemanha) • Buddh (Índia) • Buenos Aires (Argentina) • Estoril (Portugal) • Ímola (San Marino) • Indianapolis (Estados Unidos) • Istanbul (Turquia) • Jacarepaguá (Brasil) • Kyalami (África do Sul) • Magny-Cours (França) • Nürburgring (Alemanha) • Sepang (Malásia) • Valencia (Europa/Espanha)

Circuitos do futuro: AssenCopenhaguemNova JerseyVietnãMute City