Abrir menu principal

Desciclopédia β

Autoritratto

Autoritratto ou em tupi moderno Autorretrato foi uma das últimas obras de Leonardo DaVinci e o único famoso a não usar tinta, na qual ele gostava bastante de brincar. Foi desenhado no inicio da década de 1510, embora haja relatos de ter pintado em 1512, mas isso nem mesmo a Wikipédia sabe.

5c37888f1d00007a03336c25.jpg
Rabiscos de DaVinci
Leonardo 20, Década de 1510
Grafite sobre o muro
Biblioteca Reale (Turim)

HistóriaEditar

Leonardo já na idade dos 60 estava farto de brincar de misturar cores, um amigo de Davinci que chegara de longe o comunica sobre a invenção do grafite, ele sem pensar duas vezes pega o lápis e começa a desenhar a se próprio, um dos maiores mistérios do mundo, pois não existia espelho, mas como Davinci era muito inteligente era apenas fazer uns rabiscos no papel que o povo iria achar lindo e colocar num museu.

Pela falta de um espelho e da experiencia em desenhar com lápis ele deve ter demorado anos para conseguir desenhar a cabeleira de si, não é a toa que até a Wikipédia confunde qual o ano da obra. Alguns historiadores afirmam que Davinci realmente estava fazendo o seu retrato, mas que no meio deu uma desanimada e resolveu completar fazendo o Papai Noel.

AnáliseEditar

  Olhos Tristes: Como podemos ver, os olhos de Davinci são profundos e escondem coisas inimagináveis, o modo de como olha para o horizonte nos faz pensar o porquê ele está com essa cara, mas como o campo de visão de Leonardo está ao contrario ao nosso, os sentimentos dele são incompressíveis o que deixa a obra ainda mais chata.
  Nariz e Boca: Junto aos olhos tristes, também vemos essa mesma expressão se confirmar na boca caída de Davinci. É apenas o nariz de batata que deixa o autorretrato mais verdadeiro e faz qualquer um dar uma gargalhada.
  Barba Inacabada: A barba que provavelmente é branca foi o que iniciou esse belo trabalho, ela parte da boca até o final da obra em linhas paralelas e em ziguezague, repare que do lado esquerdo ela está mais forte mostrando o lado negro da força e possivelmente um lado sombrio de Leonardo, ou pode ser só a sombra mesmo.
O Todo: Davinci obviamente sabia o que estava fazendo (ou não), pois podemos ver inúmeras mensagens subliminares tais como o rosto sendo o principal do desenho e o resto apenas o vazio e a cor amarela do papel velho, isso demonstra que Davinci estava por ir para o céu, e isso se confirmou pouco tempo depois de finalizar o autorretrato quando o mesmo veio a bater as botas. Contudo, existe uma teoria em que Davinci não terminou o retrato devido o Alzheimer que teve enquanto fazia a obra.

Concluindo que podemos ver Davinci desaparecendo em uma tempestade de areia no meio do Saara.