Abrir menu principal

Desciclopédia β

Balneário Pinhal

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Balneário Pinhal e uma de suas ruas mais movimentadas.

Balneário Pinhal é uma praia que muitos gaúchos vão para poderem descansar umpouco de tanto chimarrão e outras frescuras que tem lá nos pontos altos do estado.

HistóriaEditar

Após uma longa colonização ocorrida na região sul durante a época dos bandeirantes, eles acharam mais uma dessas praias que ficavam no rabo (ui!) do rio grande do sul.

Essa praia foi chamada de Balneário Pinhal, talvez por causa das palmeiras mutantes que davam de coco até pinhão. Isso até que é comum na região do rio grande do sul, palmeiras assim são vendidas até na somália.

Depois que terminaram de roubar extrair todo o ouro da região, os portugueses venderam a cidade para dois fazendeiros paraguaios que destruíram a região por causa que tudo que paraguaios tocam, acabam virando pó ou acabam virando mercadoria de má qualidade[carece de fontes].

AtualmenteEditar

A cidade sobrevive das feiras que ocorrem lá. A prefeitura aproveita e assalta alguns vendedores de cidades vizinhas que sabem que Balneário Pinhal tem falta de comida.

A praia também é uma ótima fonte de renda, mas não serve para alimentar nem metade da cidade e as zonas mais ricas e favorecidas acabam papando todos os investimentos enquanto os pobres são esculachados.

PolíticaEditar

Um grande feito do prefeito da cidade foi trazer a TV colorida para a população pobre. Muitos questionam e suspeitam que essa foi uma maneira suave de comprar votos da classe baixa, mas ninguém (fora os poucos turistas civilizados) ligam para a situação política da cidade.

O prefeito está no poder faz mais de 15 anos e parece que não irá largar a faixa de prefeito até cair morto e alguém se arriscar tirar a faixa das mãos frias e mortas dele.