Abrir menu principal

Desciclopédia β

Sede da Bandai, localizada na província japonesa de Noku.

株式会社バンダイ, ou Bandai, em nosso belo e compreensível alfabeto, é uma empresa japonesa que já esteve a beira da falência por diversas vezes, graças a pirataria e as vendas praticamente nulas de suas "grandes" produções gamísticas, como Tamagotchi e Digimon World (se bem que este último até que é legalzinho pra matar o tempo e treinar pra quando tiver um filho). Enfim, a Bandai só está viva até hoje por conta de uma fusão através da dança que fez com a Namco, outra empresa que não faliu por pouco, mas por muuuuuuuito pouco.

HistóriaEditar

 
Digimon, o ganha-pão da Bandai desde a sua fundação.

A Bandai foi fundada em 1950, pelo empresário japonês Fujiro Nakombi, que já estava cansado de trabalhar como piloto de fuga.

No princípio, a Bandai não conseguiu fazer muita coisa, até porque não tinha dinheiro em caixa, tampouco crédito com o Banco PanAmericano. A empresa só conseguiu o seu primeiro empréstimo em 1960, e investiu todo o dinheiro conseguido na sua linha de brinquedos sugestivos, em formato fálico, que prometiam revolucionar o modo como as mulheres japonesas se divertiam.

A empresa ficou 20 anos apenas investindo na produção desses brinquedos exóticos, e todos os meses conseguiu um lucro fantástico, muito além do esperado.

No ano de 1980, a Bandai resolveu expandir os seus horizontes, e lançou alguns tokusatsus que marcaram época e a infância de muito marmanjo por aí. Alguns desses tokusatsus são: Kamen Rider, Ultraman, Megaman, Mafagafoman e Filhodaputaman.

Em 1990, a Bandai e a Sega queriam fazer uma fusão, pois estavam decaindo na velocidade da luz. Porém, não a puderam fazer, pois o Goku e o Vegeta tinham quebrado os Brincos Potara.

Atualmente, após diversos fracasssos absolutos de vendas, a Bandai finalmente fez uma fusão, dessa vez da dança, com a Namco, formando assim a Namco Bandai Holdings Inc., empresa que promete destruir todas as concorrentes com os seus novos poderes financeiros.

Principais produções gamísticasEditar

Ver tambémEditar