Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bandeira da Arábia Saudita

Bandeira da Arábia Maldita é o estandarte que representa toda a intolerância religiosa, petróleo e opressão às mulheres no Oriente Médio.

Arábia Saudita
Bandeira arabia saudita.png

Índice

HistóriaEditar

O primeiro rascunho de bandeira que foi criada para a Arábia Saudita surgiu em 1744 e era a bandeira de Nejd. Ela continha um Pac-Man num pano de mesa verde que representa a bravura do povo saudita. Visto que isso não pegava bem entre os povos muçulmanos, o imperador Aladdin fez os primeiros esboços adicionando em 1902 uma inscrição em árabe feita à mão demonstrando sinais de analfabetismo, que queria dizer "os judeus são todos gayzinhos".

Após isso foram feitas novas mudanças até que fizeram uma cópia de baixo orçamento das bandeiras apenas da Palestina, Jordânia e Emirados Árabes Unidos, mas como foi ficando muito mainstream resolveram adotar o velho pano de mesa verde-escuro de Maomé mesmo, só que com o juramento de fé islâmico pra tapar buraco.

Bandeira atualEditar

Atualmente a bandeira da Arábia Maldita é um dos maiores símbolos de frescuragem do mundo, pois não pode ser hasteada a meio mastro nem quando a sogra do imperador morre. Também é proibido chutar o credo ou vestir calcinhas com a mensagem de Alá.

SignificadosEditar

  • Verde - Simboliza o pano de mesa que Maomé levava para os piqueniques com a família.
  • Shahada - Simboliza o juramento árabe de nunca contratar os serviços de prostitutas judias.
  • Espada - Simboliza a justiça de Alá contra todos os infiéis ao Corão.

Evolução da bandeiraEditar