Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bandeira da Bolívia

A Bandeira da Bolívia é o símbolo oficial da terra onde a cocaína é liberada, um território muito amado pelo Brasil cuja utilidade é ter seu gás natural explorado pela Petrobras e ser extorquido pelo imperialismo tupiniquim.

Bandeira da Bolívia
Bandeira da Bolivia.png

Índice

HistóriaEditar

Com a criação oficial da Bolívia em 1825 foi estabelecida a primeira bandeira oficial do novo país. Como faltou criatividade para os bolivianos que estavam todos chapados na hora devido à festa da independência do dia anterior, eles apenas pegaram a bandeira da Espanha e trocaram o amarelo pelo verde em homenagem à cor da folha de coca, e também colocaram símbolos bolivianos como ramos de coca e o Tetris (Wiphala) utilizado para a confecção dos famosos ponchos.

Logo no ano seguinte, em 1826, os bolivianos tomaram vergonha na cara e tentaram fazer uma bandeira mais descente. Esta nova bandeira foi adotada pela Bolívia sob a Confederação Peru-Boliviana. Faixas horizontais de amarelo, vermelho e verde num ar psicodélico típico de quem masca coca em Macchu Picchu, com o brasão boliviano ao centro, que na época era uma lhama dorgada.

Bandeira atualEditar

O Decreto Supremo de 14 de julho de 1888 estabelece a atual bandeira boliviana em duas versões para parecer mais importante. A única diferença é que a bandeira civil vem com o brasão boliviano e a bandeira estatal vem sem.

SignificadosEditar

  • Vermelho - Representa o sangue derramado dos incas que foram cruelmente dizimados pelos colonizadores para o nascimento da gloriosa república boliviana.
  • Amarelo - Representa a imensa quantidade de esgotos a céu aberto que existe na Bolívia.
  • Verde - Representa todas as riquezas narcótico-naturais bolivianas que fazem deste país um lugar tão famoso no mundo.
  • Brasão boliviano - O brasão boliviano está representado por um ramo de coca, cuja folha de propriedades milagrosas é capaz de manter um ser humano vivo mesmo se ele estiver a uns 4 km acima do nível do mar, alucinando sua mente e o fazendo acreditar que tá lá embaixo.

Evolução da bandeiraEditar