Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bandeira da Mauritânia

Bandeira da Mauritânia é uma versão da antiga bandeira da Líbia mas com o símbolo islâmico de um rosto sorridente pacman comendo uma estrela que na verdade é um símbolo turco roubado pelos árabes que não tinham um próprio.

Mauritânia
Bandeira da Mauritânia-2017.png

Índice

HistóriaEditar

Inicialmente a Mauritânia tinha como bandeira o estandarte colonial francês que um ou dois franceses, vestidos com o uniforme da Legião Estrangeira, perdidos no Saara estavam carregando. Como lá só existia areia, essa fase é completamente irrelevante.

Primeira bandeiraEditar

Com a independência do país em 1959 os 13,5 habitantes do país tinham que fazer uma bandeira, mas não foi fácil conseguir algo criativo com não fosse três listras verticais coloridas e Moktar Ould Daddah quem teve a ideia de misturar a bandeira da Turquia com a bandeira verde da Líbia e com algumas adaptações aqui e acolá, o resultado foi perfeito e original.

Mudança em 2017Editar

Em 2017, o então presidente Achmed, o Old Aziz, na completa falta do que fazer, afinal a Mauritânia já é um país desenvolvido que não enfrenta problemas de fome, sede, pobreza, terrorismo, tráfico de drogas e pessoas ou intolerância religiosa. Então não viu problema em obrigar toda a população a se deslocar para votar num referendo inútil que aprovou uma nova bandeira. Foi acrescentado duas faixas vermelhas acima e abaixo, simbolizando a menstruação das mulheres mauritanas que tiveram seus clitóris mutilados ao longo dos anos no país.

SignificadosEditar

  • Verde - Simboliza o islamismo.
  • Amarelo - Simboliza a areia do deserto.
  • Vermelho - Simboliza o sangue da menstruação das mulheres mauritanas que tem seus clitóris mutilados.

As duas únicas coisas que existem na Mauritânia inteira.

Evolução da bandeiraEditar