Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bandeira das Ilhas Marshall

Bandeira das Ilhas Marshall composta por dois rabiscos diagonais marrom e branco sobre em fundo azul, faz parte do seleto grupo de bandeiras criativas do mundo. Há ainda no topo à tralha o brasão marshallino, uma explosão atômica, único motivo pelo qual o arquipélago é lembrado.

Ilhas Marshall
Bandeira das Ilhas Marshall.png

Índice

HistóriaEditar

Inicialmente as Ilhas Marshall tinham as suas bandeiras coloniais. Primeiro, a bandeira da Nova Guiné Alemã que tinha todos os elementos da Seleção Alemã de Futebol e um dragão-de-komodo erguendo uma copo de chopp genuíno da Bavária.

Quando as ilhas foram vendidas para o Império do Japão e instituído o Mandado do Pacífico Sul, a bandeira japonesa branca com a Pokébola ao centro foi adotada para a ilha.

Com a falência do Império Japonês em 1947, as Ilhas Marshall ficaram largadas e foi a ONU quem teve que fazer a bandeira (que ficou em uso até 1979). O Protetorado das Ilhas do Pacífico das Nações Unidas tinha uma mera bandeira da ONU, mas ao invés de estrelas, pokébolas, os símbolos locais.

Bandeira atualEditar

A atual bandeira marshallina é de 1979 e foi desenhada pelo artista plástico, pescador e fritador de hamburguer de siri, Emlain Kabua Uga Agalua que fez esta bandeira única no mundo, talvez porque ele nunca teve contato com a civilização para ter sido má influenciado pelas toscas bandeiras europeias.

SignificadosEditar

  • Azul - Simboliza o oceano.
  • Marrom - Simboliza os cocos.
  • Branco - Simboliza a poupa dos cocos.

Evolução da bandeiraEditar