Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bandeira de Liechtenstein

Bandeira da Liechtenstein é o grande símbolo e estandarte dos lilliputianos que vivem na Suíça, em seu pequeno condado denominado propositalmente com o tosco nome de "Liechtenstein", para que assim ninguém consiga digitar este nome direito no Google Maps e assim não encontrem este pacífico castelo que ostenta em seu topo esta bela bandeira, considerada a mais bonita do mundo na opinião de Zsolt Baumgartner, o modesto criador da bandeira.

Liechtenstein
Bandeira de Liechtenstein.png

Índice

HistóriaEditar

Historicamente Liechtenstein teve uma bandeira mais aberrante que outra, e sempre bicolor, talvez como consecutivas tentativas fracassadas de fazer uma bandeira em 3D.

Durante o período entre 1921 e 1937 Liechtenstein foi até comprada pelo governo da Suíça que planejava abrir lá um cofre secreto por causa da Segunda Guerra Mundial que estava rolando solta na Europa. Os suíços temiam que desse a louca nos emos que haviam criado a Alemanha Nazista e viessem roubar seu chocolate, queijo e relógios. Por isso na época a bandeira foi modificada.

Bandeira atualEditar

Com o fim das preocupações suíças com a decadência gradual do nazismo, Liechtenstein foi vendida para o Príncipe Hans Adam II que então abriu um concurso para a criação da nova bandeira.

O motivo era que n os Jogos Olímpicos de 1936 Hams Adam percebeu que após a Seleção Liechtensteniana de Curling ter perdido para a seleção haitiana, reparou nas semelhanças das bandeiras e queria algo que as diferenciasse. A nova bandeira não mudou grandes porras, o seu idealizador foi Zsolt Baumgartner que teve a genial ideia de colocar um lupa e uma coroa, os dois símbolos nacionais, pois para ver Liechtenstein em qualquer mapa, apenas usando lupa.

SignificadosEditar

  • Azul - Simboliza o mar que banha Liechtenstein a água da privada dos liechtensteinianos, considerada a mais limpa do mundo.
  • Vermelho - É apenas a cor favorita do Príncipe Hans Adam II.
  • Coroa - Simboliza o fato de Liechtenstein ser uma monarquia até hoje.

Evolução da bandeiraEditar