Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bandeira do Vaticano

Bandeira do Vaticano é um quadrado metade amarelo metade branco o que faz dessa bandeira só não mais bizarra que a bandeira do Meu Pau.

Vaticano
Vatican Flag.png

Índice

HistóriaEditar

Em 752 os Estados Pontifícios já adotavam um formato similar ao atual da bandeira do Vaticano, porém com o amarelo à direita e com uma coloração similar a um suco de acerola. À esquerda era um vermelho similar ao suco de beterraba. Ambos sucos eram símbolos dos illuminati, os fundadores dos Estados Pontifícios, que consumiam sempre com canudinhos esses sucos durante as reuniões, e claro com as taças ornamentados com aquele pequeno guarda-chuvinhas.

Em 1808 Dan Brown baniu a Ameaça Fantasma da Capela Cistina, e com a Nova Ordem uma nova bandeira foi adotada metade amarela metade branco, sendo a única bandeira do mundo amarelo e branco, uma combinação proibida pela heráldica por amarelo e branco simbolizarem ouro e prata e não devem vir juntos, mas o papa da época Pio VII era especialista em alquimia e sabia que no calabouço do Vaticano estava a Pedra Filosofal que permitia a mistura de ouro e prata, sem falar que para ele prata era cinza e não branco.

Bandeira atualEditar

A atual bandeira do Vaticano foi adotada em 1929 após o Tratado de Latrão, o amarelo continuou à esquerda no mesmo tom da pele do Pikachu e na metade branca foi introduzida um enfeite para dar uma graça na bandeira porque a bandeira do Vaticano estava indo competir com as bandeiras de Liechtenstein e Polônia como a mais sem graça da Europa.

SignificadosEditar

  • Amarelo - Simboliza a chave de São Pedro que é a entrada para o Purgatório.
  • Branco - Simboliza a chave de São Pedro que é a entrada para o Paraíso
  • Vermelho - Simboliza a chave de São Pedro que é a entrada para o Inferno (esta cor só pode ser vista através de visão infra-vermelho sobreposta ao santo sudário.

Evolução da bandeiraEditar