Abrir menu principal

Desciclopédia β

Barra dos Coqueiros

Barra dos Coqueiros é meramente o bairro mais inútil de Aracaju, atual capital de Sergipe, tanto que cogita-se a demolição da ponte que interliga o bairro à capital, pois Barra dos Coqueiros é uma vergonha para o estado.

Índice

HistóriaEditar

Acredita-se que a atual região onde localiza-se Barra dos Coqueiros foi habitada em algum momento do século XVI, porém qualquer informação de antes de 2006 (ano da chegada da civilização ao território de Barra dos Coqueiros) é mera especulação e não deve ser levada em consideração, como por exemplo um relato de 2014 que diz que uma sereia foi encontrada morta na praia da cidade, então não acredite em nada contado antes de 2015 pelo visto.

Até 2006, Barra dos Coqueiros era só uma vila de pescadores que parecia existir numa espécie de mundo paralelo em outra dimensão o qual ninguém sabia a existência que era meramente especulada pelos banhistas de Aracaju, que olhavam para o outro lado da foz do rio Sergipe e se perguntavam se havia vida inteligente naquele matagal. Mas no fatídico ano de 2006 foi inaugurada a Ponte Stargate que interligou Barra dos Coqueiros ao mundo real do século XXI.

Embora os cientistas tenham alegado que a construção de tal portal dimensional (a Ponte Stargate) tenha sido criada com o objetivo de estudar povos aborígenes de outras eras, o real objetivo da construção da ponte ficou clara quando favelados de todos tipos e lixões enormes começaram a brotar no município de Barra dos Coqueiros que começou a sofrer com falta de iluminação, saneamento básico e segurança entrando em colapso, de tal forma que ficou claro que Aracaju, para se orgulhar de ser a única capital brasileira sem favelas, tangeu os miseráveis para o outro lado da ponte (outra dimensão) onde sequer poderiam ser atendidos, pois o governo federal não pode auxiliar territórios localizados em dimensões paralelas.

GeografiaEditar

Barra dos Coqueiros está localizado numa dimensão paralela e portanto o seu território é meramente fictício, precisando ele ser simulado como um pequeno fiapo de terra imperceptível a radares ou fotografias feitas do espaço, no litoral de Sergipe.

Um detalhe curioso sobre a topografia de Barra dos Coqueiros nos remete ao que acontece no bairro 13 de Julho em Aracaju, lugar de riquinhos mimados que fazem obras megalomaníacas em sua orla sem absolutamente qualquer estudo sobre impacto ambiental, porque isso sós erve para barracos de pobres serem derrubados sem ninguém sentir dó, afinal quando fizeram as tantas obras no 13 de Julho ninguém obviamente se importou com o assoreamento causado na foz do rio Sergipe, o que agora todo ano reflete diretamente em Barra dos Coqueiros que é constantemente lavada pela invasão das águas do mar que invadem e alagam todas ruas da cidade.

EconomiaEditar

Barra dos Coqueiros é aquele típico município de periferia de capital, ou seja, entregue ao abandono e habitado pela escória renegada do estado. São aproximadamente 3.000 famílias que estão abaixo da linha de pobreza na Barra dos Coqueiros, e ninguém sabe afirmar direito que tipo de atividade econômica é exercita naquela porcaria.

PolíticaEditar

 
Acima a imagem de um lindo caranguejo gigante, imagem que a prefeitura busca passar para os turistas. Abaixo o tratamento que a prefeitura dá aos manguezais do município, habitat natural dos adorados bichos.

A principal atividade dos políticos de Barra dos Coqueiros é criar e aperfeiçoar impostos, havendo relatos de reajustes de até 500% de aumento. Outras atividades nas quais os políticos locais são competentes é de elevar a previsão de gasto com pessoal, acabar com o esporte e a cultura no município, modificar o plano diretor em prejuízo da cidade e em favor dos empreiteiros, sucatear a educação perseguindo professores opositores e colocar o município entre os mais violentos do país.

As obras que são vistas pela cidade são feitas de qualquer jeito, apenas para dar respostas para a população, sempre com calçamentos sem esgotamento, asfaltos que derretem na primeira chuva e limpeza às pressas das ruas.

Os vereadores ninguém vê e ninguém sabe onde estão ou o que fazem, só se sabe que Barra dos Coqueiros não vai para frente, sem iluminação, sem calçadas, sem asfalto e sem transparência, pois não existe site ou portal informando como a prefeitura faz a farra com o dinheiro público ou se os vereadores bateram o ponto hoje.

EducaçãoEditar

Em termos de educação, o povo local é or eflexo da ausência de escolas, todos mal humorados e mal educados, sinal do abandono da educação no município. Áreas que deveriam servir para atividades recreativas para os alunos são comumente usadas apenas como pasto de burricos abandonados, e a merenda escolar é sempre a base de Cream Cracker com suco aguado.

TransportesEditar

A cidade de Barra dos Coqueiros é mundialmente conhecida pelas crateras abertas nas ruas da cidade, especialmente a única rodovia que corta o município, a famigerada SE-100 que é famosa pelo grande número de acidentes bizarros ali registrados, inclusive um atropelamento de carroças.

A cidade de Barra dos Coqueiros possui ainda a frota de motoristas de ônibus mais mal educados do Brasil, pois os mesmos podem parar no ponto que quiser, não precisando necessariamente obedecer os sinais dos passageiros.

TurismoEditar

Barra dos Coqueiros é uma cidade desinteressante e sem turismo, afinal quem quiser uma praia bonita com mulheres de biquíni fica em Aracaju mesmo, sem necessidade de sair de lá. O principal ponto turístico da cidade é uma piada pronta, um Caranguejo Gigante Cozido na Praia da Costa que é perfeito para sofrer depredação, pichações sendo permitido inclusive que as pessoas levem para casa pedaços dele, pois aparentemente nenhuma autoridade faz nada, sendo comum esta obra de arte imbecil aparece caolha ou manca, enquanto os manguezais do município estão atolados de lixo e os caranguejos de verdade morrendo tudo.

Para quem não curte um caranguejo cozido gigante imbecil para depredar, o turista pode visitar a Praia do Costa em si, onde pode apreciar, com sorte, a vista de arrastões acontecendo.

A Praia de Atalaia Nova também é muito frequentada pelos turistas, especialmente aqueles que gostam de testemunhar assaltos e demais contravenções violentas à lei.

Outro destino comum é a praia Zé da Ilha, única praia de pedras pontiagudas do mundo, ponto turístico devido à sua placa de "imprópria para banho temporariamente", a placa de algo temporário mais mais perpétua do mundo.