Abrir menu principal

Desciclopédia β

Beberibe

Cquote1.png Você quis dizer: Barbie Cquote2.png
Google sobre Beberibe
Cquote1.png PAGUE O ALUGUEL SALÁRIO! Cquote2.png
Seu Barriga Funcionários da prefeitura sobre salários atrasados
Cquote1.png Aqui tem mais buraco que em Fortaleza! Cquote2.png
Fortalezense sobre as ruas de Beberibe
Cquote1.png Mas porque que essa porra num pega? Cquote2.png
Outro fortalezense, tentando fazer uma ligação no seu celular da Oi
Cquote1.png I don't want to live on this planet city anymore Cquote2.png
Moradores Aborígenes do Parajuru sobre Emancipação

Beberibe é quase uma cidade do interior do Ceará. É bastante conhecida pelas suas belas praias (senda a mais famosa a do Morro Branco), pela exportação de putas para Fortaleza e pelo carnaval que tem como principal atração o cantor Vicente Nery todo ano.

Índice

HistóriaEditar

Tudo começou quando um homem foi abduzido por ETs em Portugal, mas o coitado fedia muito porque só tomava banho aos sábados. Por causa disso resolveram jogar ele em um lugar deserto e se mandaram. Ao acordar ele foi surpreendido por dezenas de índias nuas que tentavam acordá-lo. No final ele fez sexo com todas, dando origem aos primeiros habitantes de Beberibe.

Poucos meses depois, lá instalaram-se 3 tribos de índios vagabundos, que queriam passar uma corrente na CE-040 e cobrar pedágio. Eram as tribos dos Facão, dos Peixinho e dos Colarinho.

Gerações de incesto, consanguinidade e sacanagem deram origem a um monte de retardados e aos habitantes de Beberibe. Este troca-troca criou os filhos dos Facão, Colarinho e Peixinho que criaram o Miss Beberibe para tentar entreter e distrair o povo burro da cidade, enquanto o restante menos anormal tratavam de roubar uns aos outros.

O início da exploração dos turistas se deu quando a matriarca dos Facão passou a fazer o ponto de programa na CE-040, ao parar, os motoristas acabavam conhecendo as falésias da véia e a cidade. Hoje em dia o turismo é a única fonte de renda da cidade e até alguns "artistas"" aproveitam pra vender areia colorida com anilina e colorau.

Uma expedição antropológica foi enviada recentemente a Serra do Félix, já que a primeira comandada pelo coronel Gato Félix foi provavelmente devorada pelos arredios habitantes locais. Em uma primeira análise comprovou-se que se tratam de uma tribo de aborígenes, que descendem dos Australophitecus mocorongus e da subfamília Australophitecus mocorongus lisus.

Eles se escondem em um morro longe para cacete, o qual os abestados moradores da Metrópole Beberibense chamam de serra. Após muitas negociações e oferendas de contas e espelhos, hoje em dia eles aparecem todo dia num pau-de-arara na cidade para fazer a feira. São facilmente reconhecíveis por suas expressões faciais de criaturas do mato e se espantam ao ver luz elétrica e água encanada.

ClimaEditar

O clima predominante na maior parte do ano é o calor infernal úmido. Geralmente chove entre os meses de fevereiro e maio, mas não é todo ano não. Porém durante a realização do Miss Gay Morro Branco predomina-se o clima Fresco.

EconomiaEditar

A economia da cidade é movida pelos funcionários públicos babões do prefeito. Grande parte dos homens vão trabalhar em outra cidade até conseguir comprar uma Xirenai em mil prestações, após isso vão trabalhar no serviço de moto-táxi. Os que não viraram mototaxistas, acabam montando uma lan-house (que geralmente tem apenas 2 PCs com Windows XP pirata) ou então tentam a vida inteira sem sucesso passar no concurso da Sucam enquanto vivem na casa dos pais.

Uma alternativa é o tráfico de drogas, porém o chefão do tráfico local já avisou que não irá mais vender no varejo.

Existem vários mercados na cidade, o mais famoso é o Colaço Rações, onde a maioria da população compra seua alimentos e se vacina também. Fazendo parte da mafia, estão os barraqueiros (que tirando os cabeças da máfia Facó-Colaço-Peixoto), são os ricos de Beberibe. Pudera, com o roubo feito aos ônibus da CVC e aos preços cobrados nas tais barracas só não seriam ricos se cada barraca não tivesse uns 200 sócios cada.

PolíticaEditar

 
Carro da Comutran estacionado corretamente em cima uma calçada imaginária.

A cidade é controlada por dois grandes conglomerados corruptivos: Os Facó e Os Queiroz. O Facó representam toda a escória de política brasileira o PSDB enquanto os Queiroz ficam indecisos entre o PMDB e o partido dos cumpanhero PT.

O maior motivo da disputa é obter o controle sobre a maior fonte de renda e cabide de emprego do município, a prefeitura. E a oferta de vagas é bem variada: Vai desde a Auxiliar de Assistente de Secretário a até Diretor de escola municipal. O negócio é tão grande que tem até lista de nomes na mão de vereadores com nomes das pessoas que irão assumir as vagas. Sempre há algum puxa-saco só para garantir a vaga de emprego. Até os funcionários efetivos tem medo de se manifestarem para não sofrerem boicotes.

Mas o pior de tudo mesmo é a ladainha dos eleitores, sempre um aponta os defeitos do candidato do outro e há outros piores que já ficam de olho na vaga de alguém que vai rodar. No final, o candidato eleito manda todo mundo se foder e escolhe quem ele quer (ou quem mais puxou saco).

PopulaçãoEditar

Já as meninas ao completar 18 anos vão para Fortaleza para estudar e fazer programa, até porque já cansaram de dar para os lisos da cidade. Algumas depois se arrependem e viram insuportáveis crentes e abrem sorveterias, outras casam com o prefeito e as mais bem sucedidas continuam fazendo programa em Fortaleza. Invariavelmente elas acabam engravidando em Fortaleza e voltam para Beberibe com os bruguelinhos (que passam a ser conhecidos como filhos da puta).

A população de filhos da puta na cidade só cresce, e se planeja uma rápida explosão demográfica depois da duplicação da CE-040, pois vários filhos da puta começam a ir para a cidade, sendo que os mais famosos se tornam até vereadores e prefeitos.

TransportesEditar

Outro motor da economia da cidade é o motor de Buggy, retificado com peças originais compradas na feira da Parangaba em Fortaleza. Se troca até a mãe por um motor novo. 90% dos carros do ano da cidade tem placa vermelha. E como todo liso da cidade consegue juntar peças de um fusca velho e montar um, hoje existem mais bugueiros do que turistas na cidade. E quando algum turista desavisado aparece, acham que ele só quer conhecer as falésias.

Outra modalidade são os taxistas. Esses desistiram da areia e dos Buggys e financiaram um Gol/Uno em 1200 prestações, dando a entrada com o cartão Bolsa Família da esposa/mãe. Agora fazem a conexão entre Beberibe e outro fim de mundo conhecido como Cascavel.

Não se engane pelos buracos/ruas de Beberibe, pois somente 3 tipos de veículos rodam: Buggys, Táxis ou os pau-de-arara, portanto esqueça de usar seu carro por ali. A única rua que presta da cidade é a CE-040.

CulináriaEditar

Existem vários restaurantes na cidade, praticamente em cada esquina tem um churrasquinho de gato que qualquer pessoa normal comeria apenas após uma temporada na Etiópia passando fome. Mas para desfrutar desse prazer gastronômico, é bom ter um helicóptero pronto para levá-lo à Fortaleza, já que o Hospital Municipal Monsenhor Paulo Arruda tem convênio somente com o IML e com o SVO.

CulturaEditar

Forró (lembre-se, você esta no siará) tem aos montes, em Beberibe ninguém sabe que há estilos musicais, nessa cidade música é apenas forró.

Para a galera do punk-rock-forró e do sertanejo trash metal, tem bares fora da cidade onde é possívele scutar isso, mas recomendamos que você só vá lá muito bem armado.

TurismoEditar

 
Beberibe é a única cidade que tem um hotel capaz de hospedar toda a população de uma só vez.

Por ser uma cidade turística, Beberibe tem muitos locais e eventos para atrair os gringos. Que no caso são as praias e as falésias. Motoristas de buggy ficam igual urubus espreitando a carniça enquanto aguardam turistas nas praias, para sequestrá-los, levá-los à falésia e depois cobrar uma grana absurda pelo resgate passeio.

Mas é no campo do turismo sexual que a cidade tem seu forte, basta um carro com placa de Fortaleza que você já se arruma (cuidado se for ao Morro Branco, as chances de pegar um traveco são de 99%). E sempre tem o cabaré da prefeitura para aqueles que não querem perder tempo e passar logo para a putaria.

O Carnaval de Beberibe é era conhecido por trazer várias bandas de grande sucesso mundial, sendo elas: Vicente Nery, Nery Vicente, Vicente Nery e Nery Vicente, Nery Vicente e Vicente Nery, Vicente Nery (Só sucessos), Vicente Nery (As 20 +), Grandes Sucessos de Vicente Nery, Beijo com Batom (Participação especial de Vicente Nery), Vicente Nery e Banda Pérola Negra, e claro O sucesso de Vicente Nery. Todo carnaval é um arromba! Um arromba dos cofres públicos.

O Caju Nordeste é uma feira anual que reúne produtores de caju de todo o estado para a exibição de suas experiências proibidas com cajus geneticamente modificados. As principais iguarias são: Cajuína; Doce de caju; Mel de caju; Rapadura de caju; Carne de caju (É muito boa, mesmo!); Hambúrguer de caju (variante da carne de caju para hipertensos) ; Cachaça de caju; iPhone de caju (esse não explode na sua cara! Necessário o iCajunes instalado no computador); Vibrador de caju; Estátua do Vicente Nery de caju (com direito a ingresso para show do ilustre cantor); Baseado de caju (pior do que crack. Bastante vendido na Serra do Félix); Notebook de caju (normalmente brinde oferecido aos professores municipais. E esses não foram superfaturados!); iPad de Caju (novo projeto da prefeitura para levar mais interatividade às salas de aula); Remédio de caju (Substituto dos remédios convencionais depois que os mesmos foram jogados fora pelo prefeito, e amplamente usados no Hospital Municipal Monsenhor Paulo Arruda)