Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bestinha

Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg

Bestinha é um hit dos Raimundos (nem tanto, nem tanto...) lançado no segundo CD, ou K7, da banda. A canção acabou se destacando, ou não, por ser uma das mais românticas e por assim dizer, inocentes da carreira raimundense, uma ilha de doçura no mar de besteirol que foram os primeiros álbuns dos Raimundos. Mas não é por isso que deixa de ter sacanagem na letra, eu fui dedicar ela pra minha namorada e agora tô dormindo no sofá, vê se pode...

ComposiçãoEditar

 
Canisso e sua bestinha.

Canisso, baixista e servente de pedreiro da banda, descreveu Bestinha como: "A gente olha uma bundinha e resolve fazer uma música".

Ele só esqueceu de explicar o resto da letra (ou a total falta de sentido dela) que só pode ter saído das mãos de um maconheiro nordestino que queria encaretar.

Com 100% da letra e música compostas pelo maconheiro referido acima, Rodolfo Abrantes, o que impede a música ser regravada ao vivo pelo semi-Raimundos atual pra não aumentar o vale-refeição doado por Digão para Rodolfo todo mês, quem toca Bestinha pela primeira vez até pensa estar ouvindo uma doce e inocente serenata sobre o amor platônico do vocalista por uma garota bonita, porém os fãs da banda que conseguirem prestar atenção na letra apesar do efeito da maria-tonteira estarão ouvindo só mais um dos mais de 8000 episódios de pornofonografia raimundense. Só que um toque mais aviadado, pra agradar aos fãs de todas as idades, principalmente as crianças que ouviam Raimundos escondido dos pais.

E foi com toda essa inocência que Rodolfo sarrou várias groupies na turnê do Lavô Tá Novo - as mesmas que o próprio acabaria reconquistando dez anos depois, só que dessa vez pra Jesus. ALELUIA!!

Letra marotaEditar

Ela me viu tanto que eu me esforcei
Ela sorriu hoje eu nem me atrasei
Tão novinha, era a minha, era a melhor
Que bundinha, redondinha e tão só
Ela pediu, pra ir com calma eu fui
Ela sorriu, bem devagar eu pus
Eu só queria que todo dia fosse igual

Ralaria, lavava a cozinha
Oh minha ruivinha tu transforma em festa um funeral
Não tô cansado mas assim me esfola
Como na areia do Havaí
Quem me faz falta é quem não vai na bola
Quem me segura se eu cair

Tão novinha era a minha era a melhor
Que bundinha, redondinha e tão só
Pra ser ditado eu não vou pra escola
Sem professor eu aprendi
Que quem faz falta é quem não vai na bola
Quem me segura se eu cair

ClipeEditar

Como a maioria das músicas feita pra encher linguiça nos álbuns do Raimundos, Bestinha não tem clipe oficial, mas se é pra encher espaço no artigo vai esse link aí mesmo, da banda tocando a canção ao vivo no "Philips Maconha Festival 96": [1]