Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bhaskara I

Bhaskara I avaliando o Kama Sutra e fazendo um sinal de aprovação.

Bhaskara I foi o primeiro báskara. Este não descobriu quase nada e só iniciou um trabalho que faria, pelo menos os Nerds, um pouquinho mais felizes. Este primeiro não estava interessado na diversão dos outros nas na solução de problemas que antes não existiam mas foram criados por ele enquanto o outro (que não se sabe se era filho ou discipulo deste) queria mais a diversão.

Seja como for, ele começou o trabalho com o qual Euler e Pascal brincavam quando eram crianças.

VidaEditar

Não se sabe praticamente Porra nenhuma da vida do Bhaskara I. Provavelmente este era muito irritado desde pequeno e, como toda a história de criança oprimida e humilde, não tinha nenhum poder ou direito em frente aos pais e aos 12 irmãos, que eram os mais velhos que ele.

Bhaskara então ele desenvolveu um temperamento "um pouco" agressivo e teimoso que levava as coisas muito a sério.

Seja como for, se não fosse ele não existiria a numeração Hindu-Arábica que ele inventou um dia. Antes disso ele tinha aprendido sozinho matemática lendo livros de uma biblioteca da antiguidade e que existia nos arredores da Índia.

Bhaskara ficava com os exemplares matemáticos que eram roubados de uma biblioteca no Oriente Médio. Enquanto os ladrões ficavam com o seu real motivo para ter ido tão longe e roubar exemplares de bibliotecas do oriente: as revistas pornográficas e exemplares da Playboy.

No fim, Bhaskara tinha aprendido a Matemática e iria iniciar o seu longo que ficou muito tempo em vácuo para depois, sim, ter evoluído.

Relação entre o Bhaskara 2Editar

Realmente não há registros entre a relação de um e outro, mas eles podem ter sido ou Pai e filho, ou Mestre e Discípulo mas também há uma probabilidade, mesmo que pequena, de que eles tenham sido Amantes mesmo. Seja como for, os cientistas e paranoicos discutem uma quarta teoria de que eles fossem ciborgues vindos do futuro para elaborarem a fórmula de bhaskara.

Quando a bateria de um ia acabar, este fez outra versão que iria continuar os seus trabalhos.

Outra história conta sobre a do "X uma linha" e "X duas linhas" que foi quando Bhaskara 2 conseguiu dar um boom na sua obra e então aparece o primeiro pedindo pra por essa do X uma linha.

Ele acaba aceitando, antes era "X pvai" e "X cfude"

InvençõesEditar