Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bishkek

Centro de consumo das altas classes de Bishkek, o camelódromo.

Cquote1.png Isso é nome de outra coisa. Cquote2.png
Você sobre Bishkek.

Bishkek é a única cidade do Quirguistão que pode merecer esse título, por apresentar uma quantidade mínima de habitantes para não ser considerada um reles campo deserto como todo o resto do país, mas isso não significa que seja um bom local para se viver, visto que o IDH de Bishkek é similar ao de Botswana e de Carapicuíba.

Índice

HistóriaEditar

A cidade é uma das primeiras ajuntações humanas na região, isso pelo fato do Quirguistão ser um local sem muitas opções de moradia, então o único local com alguma possibilidade de sobrevivência foi onde os primeiros neandertais se arranjaram por ali, inaugurando a colonização humana, num local tão desumano.

Depois de muito tempo a desumanidade continuou por lá, do estado de selvageria os povos da região passaram a algo muito pior, tornaram-se companheiros da Rússia comunista, coisa que absolutamente ninguém merece, da selva ao socialismo passou a cidade, até que conseguiu sair do comunismo, passando a ser apenas mais uma cidade pobre do globo.

GeografiaEditar

 
Aviso para quem se meter por lá.

Bishkek está no meio do nada, ao lado do nada, abaixo do nada e acima do mais completo nada, ou seja cerveja no nada, também conhecido como Quirguistão, por lá tem um rio e muito, muito mato, no meio disso está a cidade, também, há algumas montanhas por ali, onde às vezes pode-se encontrar o abominável homem-das-neves.

O clima envolve chuvas, calor e tempestades tropicais típicas do clima da tundra, com cristais de neve se precipitando ao longo do ano, além de outros eventos climáticos comuns, como névoa ácida e chuva alcalina.

EconomiaEditar

As fábricas da região são todas com maquinário do tempo do glorioso Stálin e fabricam aço e material de construção, sendo que o resultado de tudo isso é liberação de metais pesados no solo e lençóis freáticos e a poluição e degradação da atmosfera local com incessantes despejes de HCN no ar quirguiz.

Bishkek apresenta uma das maiores fábricas de arado para bovinos do mundo, eles são especializados na construção dessa tecnologia, aposentada em meados da Idade Média, mas ainda em uso no local que parece não ter saindo ainda da era paleozoica.

Ver tambémEditar