Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bokura ga Ita

Pus o Cu na Gaita
僕等がいた
Bokura ga Ita capa.jpg
Mais um anime mela-cueca
Gênero Anime para viados e gurias gordas encalhadas
Mangá
Autor Yuki Obata
Divulgação Sokanokudela
Onde sai Betsuni
Primeira publicação outubro de 2002
N° de volumes 16
Anime
Dirigido por Akitarado Aliche
Estúdio Fuckland
Onde passa TokyoXXX
Primeira exibição 3 de julho de 2006
N° de episódios 26
Filmes Live action pior que novela mexicana
OVAs -

Bokura ga Ita é um anime para viados e gurias gordas virgens encalhadas, mais um desses shōjo-mela-cueca insuportáveis que foca a história num romance chulé, de modo a agradar um vasto secto de otakus que nunca namoraram na vida para entender que estar apaixonado por alguém não é essa putaria escolar.

EnredoEditar

Nana é uma garota que acaba de se mudar para uma escola onde Yano é o aluno mais popular, lindo e tudo de bom. Até as meninas que odeiam ele amam ele, o cara é o perfeito pica das galáxias, se bobear até as professores ficam encharcadas só dele estar por perto. O único problema é que ele não namora mais ninguém desde que a sua(seu) namorada(o) travesti morreu num acidente de carro dentro de uma van onde estava acontecendo uma suruba (motivo de ter ocorrido tal acidente).

Nana, cumprindo perfeitamente seu papel de menininha sem personalidade de shoujo, também se apaixona pelo garoto depois de umas meras três conversas sexuais casuais bestas. E como em todo shoujo, ela não precisou fazer porra nenhuma para que Yano também se apaixonasse por ela assim os dois engatam o namoro mais apressado que já se viu num anime.

Os dois até que se amam muito, mas Nana se vê num grande dilema porque não consegue satisfazer os desejos sexuais de Yano que apenas um traveco consegue satisfazer, então são cansativos 26 episódios de anime todo nesse drama de que Yano ama mais o traveco morto do que sua namoradinha que está viva.

PersonagensEditar

 
Nana, hesitante e triste por não ter um pinto e assim não poder satisfazer planamente o seu namorado.
Nana Takahashi
É uma menina muito feia e antissocial, chegou na nova escola achando que ia arrasar e fazer muitas amigas, mas só conseguiu duas amigas tão antissociais quanto ela e que não aparecem quase nunca. Essas amigas servem apenas para ficar claro que existem meninas ainda mais derrotadas e inúteis que Nana, já que essas amigas podres pra cacete nem namorado conseguem, enquanto Nana consegue milagrosamente namorar o cara mais popular da escola, Yano (o que um bom boquete não faz né?). Nana, todavia, é uma completa retardada e morre de inveja do ex namorado travesti de Yano (que está morta, e não foi de AIDS).
Yano
Um emo que escraviza suas namoradas obrigando-as a não o deixar nunca. Tem vários fetiches estranhos, mas os dois principais é sexo com travestis e o hábito de sempre transar com a irmãzinha de suas namoradas quando está nervoso. O seu atual namoro com Nana é infeliz porque ele não consegue realizar nenhum de seus dois principais fetiches, já que Nana nem é travesti e nem possui irmãzinha. Para piorar ele vive tentando comer a Nana mas ela não deixa porque não gosta de sexo anal, o principal problema de Yano adorar tanto mais travestis.
Takeuchi
Tem um(a) irmão(ã) que adora se vestir de mulher e sempre se apaixonada pelas namoradas de Yano. O cara não sabe procurar suas próprias mulheres, primeiro era apaixonado pelo travesti que morreu e depois se apaixonou pela Nana feiosa mesmo ela sendo infantil, sem peito e não fazer absolutamente porra nenhuma (só porque começou o namoro com Yano). Takeuchi é um virgem BV que rejeita 8 garotas por dia, provavelmente diz gostar da Nana para esconder que é viado e tem um caso de incesto homossexual com seu(sua) irmão(ã).
Yamamoto
Irmã mais nova do travesti que morreu, foi estuprada por Yano quando este estava cansado de dar o cu para o travesti e queria meter um pouco. Depois desse estupro traumático Yamamoto acabou se apaixonando por Yano, mas diz pra todo mundo que odeia ele. Pior é quando Yano conhece a Nana feiosa e começa a namorar com ela, momento quando Yamamoto fica tentando roubá-lo para ela, mas não consegue porque Yano não gosta tanto assim de estupro e aquilo foi só uma vez esporádica.
Nana (travesti)
Tem o mesmo nome da protagonista namorada de Yano (fetiche?), mas era a gostosona do colégio (travesti bem disfarçado). Queria comer Yano em todo lugar, mas vivia traindo o namorado com um grupo que ela(e) conheceu no bar gay. Certo dia numa suruba que ocorria dentro de uma van, a van bateu e o travesti morreu (modo do autor matar um travesti respeitosamente). Yano descobriu as surubas de seu amado e resolveu não namorar mais ninguém por um longo tempo de 6 meses.