Abrir menu principal

Desciclopédia β

Bolacha

Churrasco.jpg Este é um artigo gastronômico.

Se precisar, melhore este artigo com a boa vontade do churrasco de pobre.

Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Bolacha


Cquote1.png Você quis dizer: Biscoito Cquote2.png
Google sobre Bolacha

Cquote1.png Manhêêêê!!! Passatempo, PASSATEMPO!!! Posso levar, posso levaaaar? Cquote2.png
Criança retardada sobre Passatempo, aquela bolacha recheada cara pra cacete

Cquote1.png Filho, essa é muito cara, leva a Nikito. Cquote2.png
Mãe do filho sobre não admitir que vai usar o dinheiro que sobrar das compras pra tomar cachaça

Cquote1.png Hei Nikito, ficou mais bonito! *guinchos medonhos de macaco* Cquote2.png
Trecho de jingle tosco no comercial da bolacha Nikito

Bolacha é uma palavra inventada por Paulistas para substituir a palavra correta biscoito (bixcoito), e ter um "SINÔNIMO" diferente do resto do Brasil e do mundo.

Bolacha BISCOITO além disso, é uma das iguarias mais populares e desejadas entre as classes média baixa e baixa no Brasil. Ricos também o consomem, mas como eles podem comprar o tempo todo, e de marca boa, eles já nem dão muita bola, pra eles é que nem o nosso pão com mortadela. E também foi uma personalidade histórica e a mais importante da história do município de Turvo. Foi prefeito por dois mandatos e foi o único que não roubou nenhum centavo da prefeitura durante seus 10 anos de governo (um terço do tempo de existência do município esteve na mão dele).

OrigemEditar

 
Uma típica bolacha-maria, dura, sem açúcar, e muito seca

Há muito tempo atrás, quando não haviam inventado nem o pão ainda, os humanos eram muito mais burros do que atualmente, e comiam os grãos moendo com os dentes. Ao perceber que muitas pessoas quebravam os dentes ao comer esses grãos, um certo fulano percebeu que,se amassasse os grãos entre duas pedras, e depois untasse com água e levasse ao fogo, os grãos ficariam mais comestíveis. A massa tinha um gosto muito ruim e sem graça, mas ainda assim, era melhor do que ficar sem dentes antes dos 60. As primeiras bolachas açucaradas surgiram no Egito, e eram feitos com mel por prostitutos escravos de luxo, que tinham que ficar 24 horas fazendo bolachas, e apenas o faraó podia comê-los (tanto os escravos como os bolachas).

Os bolachas só começaram a ter sabores mais variados em meados do século XVII, quando as bolachas começaram a ficar mais populares na Europa, especialmente na Inglaterra, durante festinhas de chá (ui!). E ainda, com a 1ª Revolução Industrial deixando a Inglaterra cada vez mais cheia de fumaça-negra, nojenta, poluída economicamente prestigiada,os bolachas passaram a serem feitos na técnica de produção em massa.

Enquanto isso, os Estados Unidos, que mal tinha formado as colônias ainda, perceberam como poderiam lucrar, e começaram a fazer bolachas também. No início, eles tinham que importar equipamentos caindo aos pedaços da Europa, mas com o tempo, a ascensão foi tão rápida que a indústria de bolachas nos EUA passou a superar a Européia. E esse é um dos principais motivos para haver tantos obesos na terra do Tio Sam: os bolachas americanos, quando não encrustados com gotas gigantes de chocolate, têm recheios grossos cheios de conservantes, corantes e outras porcarias químicas.

Bolachas mais comunsEditar

  • Bolachas Biscoitos recheados: Quase sempre são doces, e dificilmente o recheio delas têm o gosto que deveriam ter, ainda mais se for bolacha de 50 centavos: o "sabor chocolate" têm gosto de papelão, o "sabor limão" tem gosto de aspirina e açúcar, e por aí vai...
  • Bolachas Biscoitos sem porra nenhuma: Não tem recheio, nem cobertura, nem nada. As mais conhecidas são crem créquer, maizena, e a de leite. Mais consumida pelos pobres, durante o café da manhã.
  • Bolachas Biscoitos salgados: Sem gosto, murchas e fedorentas. Geralmente vêm com três pedras de sal grosso por cima.
  • Cookies: Esta é consumido pela pirralhada pertencente à zelite com bastante leite e tem umas gotas de chocolate ou uvas estragadas passas encrustadas. O resto, com sorte, come um ou dois desses no natal.
  • Bolachinhas Biscoitinhos amanteigadinhos: Muito consumidos por homens e rapazes delicados e de catiguria. O negócio é tão de fresco que em vez de vir numa embalagem qualquer de plástico, vem em uma lata toda enfeitadinha. E nem é tão bom assim.
  • Bolachas Biscoitos de polvilho: Eu não sei não se isso é MESMO um bolacha... parece só um salgadinho muito ruim mesmo, que resolveram categorizar como bolacha, tamanha a vergonha de terem inventado algo tão sem-graça. Algumas marcas tentam pôr sabores nos bolachas de polvilho, mas é uma tentativa em vão.
  • Bolacha Biscoito de ranho: Isso nem é um tipo popular e nem ecziste, mas é o que um guri retardado com certeza escreveria ao editar este artigo.

Agora vá comer um bolacha Biscoito!