Abrir menu principal

Desciclopédia β

Brasil da Europa

Bandeira brasilista.

Cquote1.png Você quis dizer: Portugal? Cquote2.png
Google sobre Brasil da Europa

Cquote1.png Dica número um, é uma país da Europa. Cquote2.png
Faustão sobre Brasil da Europa.

Cquote1.png Dica número três, no passado invadiu a Europa. Cquote2.png
Faustão sobre Brasil da Europa.

Cquote1.png Não interessa! Cquote2.png
Paulo Pau sobre Brasil da Europa.

Cquote1.png Deus salve o Brasil da Europa! Cquote2.png
Brasilista sobre Brasil da Europa.

Cquote1.png Bando de fdp, Braçil ben melhó UHEUHEUHEUHUEHUEUUHEUEHBRBR Cquote2.png
Brasileiro sobre Brasil da Europa.

Cquote1.png Macacos! Cquote2.png
Brasilista sobre Brasileiros.

Cquote1.png Mah Oêêêêê! Cquote2.png
Silvio Santos sobre Brasil da Europa.

Índice

Brasil da EuropaEditar

 
Vossa majestade o Rei Silvio e o Primeiro ministro Carlos Massa

Brasil da Europa, (ou República Federativa do Brasil da Europa) é um País da Europa. Nasceu quando a última parte inteligente e rica da população brasileira, cansada de viver em um país de merda de 3° mundo localizado próximo à Argentina do Norte e aos Estados Unidos do Sul (péssimos países para se ter como vizinhos), resolveu invadir a Europa, munidos de "Fantas" e "Dicas".

Aviso: Nunca refira-se a um brasilista como "brasileiro". Foi assim que começou a guerra contra a Coréia do Leste.

Outro aviso:Nunca mencione a Coréia do Leste em solo brasilista. É crime e está previsto na constituição, passível de punição ouvindo Michel Teló (arghh) durante seis meses ininterruptamente.

Uma breve análise sobre a história do Brasil da Europa, pelo historiador brasilista Fausto SilvaEditar

HistóriaEditar

Após anos e anos sendo escrotizados pelos franceses, a corte portuguesa resolveu pegar suas trouxas e invadir o Brasil, um terreno baldio país localizado na África [carece de fontes] cuja a capital é Buenos Aires. O Rei Dom João Majin Boo, roubou toda a riqueza dos índios e macacos que habitavam o local e depois de alguns anos voltou para Portugal. Descontente com a situação, o povo brasileiro exigiu que o filho de Dom MajinxBoo, Dom Pedrinho, ficasse para limpar a bagunça. Respondendo o clamor popular D. Pedrinho proferiu a célebre frase: "Se é para o bem e felicidade geral da nação, então diga ao povo que se [email protected]#%!". A confusão foi tão grande, que nem chamando o Narrador da Sessão da Tarde foi possível apaziguar a situação: D. Pedrinho bateu em retirada a bordo de seu cavalo Pé-de-Pano, mas alcançado pela população não houve saída, um momento histórico se desenhava, segue a versão mais aceita pelos historiadores:

  Dom Pedrinho: Moço! Por aqui como vocês fazem pra fugir do linchamento?  

  Caipira: Linchamento? linchamento é lá no Rio Ipiranga.  

  Dom Pedrinho: Ah. Vem cá, e aqui passa a caravela pra Portugal?  

  Caipira: Portugal? isso aí só lá no Rio Ipiranga.  

  Dom Pedrinho: Ok. Então pelo menos você sabe como faz pra ficar independente daqueles portugueses idiotas?  

  Caipira: Independência? Ih, rapaz isso aí eu não sei não é melhor você gritar lá no Rio Ipiranga.  

 
Famosso quadro pintado por Steve Wonder, magnífico artista renascentista

E assim sucedeu, no dia 11 de Onzembro de 1822, Dom Pedrinho declarou a Independência do Brasil. Mas não era o bastante: A maioria da população descontente com a perspectiva de ser um país da África exigiu que o Brasil se tornasse um País da Europa. Assim sendo, Pedrinho rumou para Europa. Lá chegando foi recebido por Dom João Majin Boo e o que aconteceu é descrito nos livros de história histórica da seguinte forma:

  Dom João: Opa, ora pois, és tu Pedrinho meu filho... Mas o que há? vinhes-te declarar a Independência?  

  Dom Pedrinho: A independência é [email protected]&*%, meu nome agora é Zé Pequeno e o Brasil vai invadir essa merda!  

  Dom João: Bate o pé gajo, como chegas assim em minha boca?  

  Dom Pedrinho: Quem disse que a boca é tua rapá? Isso aqui agora é o Brasil da Europa!  

Desde então não houve ameaça a soberania brasilista.

GeografiaEditar

Por ser um país que aboliu não só a pobreza mas também a classe média e classe média alta, apenas pessoas ricas e bem sucedidas moram no Brasil da Europa, devido a isto a população é bastante reduzida, um grupo seleto, beirando a casa dos 200 mil habitantes. Porém, como em toda mega economia, também existe o problema dos imigrantes ilegais vindos de toda parte do mundo, estima-se que atualmente o número de imigrantes ilegais aproxima-se de 900 milhões. O governo por sua vez admite que o problema poderia ser facilmente contornado com armas biológicas políticas de imigração mais eficazes, porém, sem os imigrantes não haveria escravos mão-de-obra para serviços essenciais tais como Pasteleiros de feira, cobrador de impostos porta-à-porta, bobo da corte, blogueiro engraçaralho, editor da desciclopédia, etc., etc. Além do mais, são necessários soldados para que as paradas de 11 de onzembro fiquem melhores do que aquelas coreografias ridículas da Coréia-do-Leste.

 
Estação Peter Paker II, no centro de Saint Paul

O turismo também é uma força impulsionadora da economia brasilista. Foram investidos Zilhões de dólares brasilistas em infraestrutura, em 2006 a FIFA propôs que a Copa do mundo de Futebol (esporte pouco popular no Brasil da Europa) fosse realizada em solo brasilista. As condições para a realização do evento eram que se construíssem centenas de estádios inúteis por todo o país gastando assim bilhões de dinheiros. Depois de muita negociação com o ministro das relações exteriores, Tiririca, ficou decidido que a FIFA é quem deveria pagar para que essa porcaria de evento fosse realizado. A FIFA pagou então 550 bilhões de dinheiros e 15 estádios para o Brasil da Europa, e o Ministro Tiririca criou o slogan da Copa: "Peguei voceis, inganei voceis, voceis pensô qui fossi robá nosso dinheiro!"

Com o dinheiro da FIFA o governo investiu no turismo. São Paulo comprou a 5° avenida de Nova York e agora ela é uma travessa da Avenida Paulista; Onde costumava ficar a torre da gazeta, agora fica a Torre Eiffel; Até a cidades do interior se deram bem nessa, a torre Burj Khalifa foi comprada de Dubai, e hoje é conhecida como o 2° maior prédio de Itu. Segundo estudos, todo ano o Brasil da Europa é visitado duas vezes pela população inteira da China.

Nordeste BrasilistaEditar

 
típico morador do nordeste brasilista

O Nordeste brasilista é composto pelos estados da Finlândia, Noruega, Sibéria, Suiça, Bahia e Sea-Ará. Tendo sido palco de várias olimpíadas de inverno e competições de patinação no gelo, também atrai muitos turistas, embora as condições do tempo nem sempre sejam favoráveis. Sua população é composta basicamente por esquimós, alpinistas e pinguins de madagascar. Apesar das temporadas mais difíceis, onde os termômetros registram máximas de -8000°c, sua população leva a vida com alegria, celebrando sempre festas animadas, como o São João, onde todos ficam descongelando perto da fogueira, e comendo jabá (uma espécie de carne-seca congelada).

Jogos OlímpicosEditar

Ao longo dos anos, com o desenvolvimento de nossa magnífica nação, a economia atingiu níveis absurdos. Atualmente o PIB do Brasil da Europa é de 36 porralhões de Euros brasilistas, fato este que desencadeou uma crise de ciúmes financeira no restante dos países do bloco. Sem dinheiro para pagar os diversos empréstimos, as nações da Europa pagaram a dívida em atletas. O resultado foi uma avassaladora campanha nas Olimpíadas de Nova São Paulo (antigamente conhecida como Londres). Acompanhe o quadro de medalhas a seguir:

 
Foi criada uma nova medalha para premiar os atletas brasilistas: a de diamante

FutecuboEditar

O Brasil da Europa é o berço do Futecubo, esporte competitivo em que duas equipes de onze mil jogadores tentam lançar uma Bola Quadrada em direção ao gol adversário.

 
Hedson Hidrantes do Nascimesmo, mais conhecido como Pilé, deu o gol de vitória por 137 x 2 ao time do Suntos na final contra o São Piranha FC em 1831 no Campeonato Brasilista de Futecubo.

Democrácia Monárquica ditatorialEditar

A forma de governo vigente em solo brasilista é a Ditadura-democrática-monarquica-socialista-pasteleiera-ficcional. Mas como há um relacionamento aberto com o povo esta, questão fica sempre aberta à sugestões! Esse regime de governo foi estabelecida durante a formulação da constituição em 1954 pelo então Rei Édson Pelé VI, (Na Ditadura-democrática-monarquica-socialista-pasteleiera-ficcional, o mandato de rei dura apenas 6 anos ou 3 copas do mundo) constituição essa que tinha por base o lema: "ABC, ABC, toda criança tem que ler e escrever".

Programa espacialEditar

 
Soldado brasilista batendo o recorde de arremesso de avião de papel

Na guerra fria enquanto EUA e URSS apostavam corridas até o espaço, a República Federativa do Brasil da Europa já mandava o primeiro homem a lua: Alberto Santos Dumont. Á bordo de seu 14 bis Santos Dumont apontou o nariz pra cima e subiu em direção ao astro esférico. Lá chegando exclamou a histórica frase: "É um pequeno passo para o homem... mas que se foda, não tem nada aqui mesmo!"

À partir daí, o espaço foi amplamente explorado pela agência espacial brasilista, a BRASA. Astronautas brasilistas já alcançaram a Lua, Marte, Júpiter, Saturno, Vênus, o Planeta dos Macacos, Namek, Tatooine, Arrakis, Magrathea o Sol entre outros. Atualmente a Brasa desenvolve pesquisas muito mais importantes e divertidas, como vídeo-games com gráficos melhores, bonecas infláveis mais realistas, e até mesmo um gerador de improbabilidade infinita.

Riquezas naturaisEditar

Petróleo Alaranjado: Óleo mineral de coloração alaranjada, formado pela combinação de matéria orgânica decomposta sedimentada e temperaturas acima de 8000 graus Kelvin. É usado na produção de Fanta.

Redstone Azul: Rocha cristalina de coloração azul-esverdeada que gera energia elétrica usada nas residências e indústrias brasilistas. A energia oriunda da redstone azul representa 136% da produção total de energia elétrica do país.

 
Na foto Santos Dumont, primeiro homem a pisar na lua á bordo de seu 14 BIS (chupa Apolo 11!)