Abrir menu principal

Desciclopédia β

Brazlândia

Cquote1.png Você quis dizer: Brazlonge Cquote2.png
Google sobre Brazlândia

Cquote1.png Você quis dizer: Lago Espelho d'Água Cquote2.png
Google sobre Brazlândia

Cquote1.png Brazlândia? Fica depois de Águas Lindas? Cquote2.png
Qualquer um que não more aqui sobre Brazlândia

Cquote1.png Ai Jesus! Lá vem o 401, pega a dianteira, Zoraide!! Cquote2.png
Morador de Brazlândia sobre Transporte público de Brazlândia

Cquote1.png Aqui é tão tranquilo que tenho medo de falar isso na TV aberta, se não, todo mundo vai querer vir morar aqui, hahahaha Cquote2.png
Velho caduco, morador de Brazlândia em entrevista ao DF TV em Abril de 2010

Cquote1.png Foi assassinado hoje em Brazlândia, um senhor de 61 anos vitima de assalto próximo ao Parque Veredinha Cquote2.png
Reportagem do DF TV em Julho de 2010

Cquote1.png E ai amor, tá afim de curtir um programinha produtivo que nos engrandeça culturalmente hoje a noite? Cquote2.png
Frase que nunca será dita por um morador de Brazlândia

Cquote1.png E ai amor, tá afim de ir naquela festa da Elaine ouvir um Catra e rebolar igual macacos selvagens a noite inteira?! Cquote2.png
Frase habitual de um morador de Brazlândia sobre Opções de lazer

Cquote1.png Na União Soviética, o 401 pega VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Transporte Público em Brazlândia

Brazlândia (dialeto local: Morangolândia) é um dos 29 RA (Dormitórios Administrativos) do Plano Piloto. Até alguns tempos atrás, a cidade era dada como muito tranquila e pacífica (até demais, capaz de te matar de tanto tédio), mas com o advento e ascensão do maldito Sertanejo Universitário, as coisas começaram a mudar.

Brazlândia é localizada próximo da PQP e vizinha de onde Judas Perdeu as Botas, apesar das informações de que se encontra lá pelas bandas da fronteira do Brasil com a Bolívia. Outros garantem que a cidade está situada depois do Paraguai (a feira). De qualquer forma, nada disso interessa, ninguém tem o mínimo interesse de conhecer ou visitar esse fim de mundo.

O símbolo da cidade são três caralhos e um trator.

Oficialmente considerada uma cidade goiana, recentemente (1960) foi considerada como território do Distrito Federal e hoje é a maior fazenda da região.


Índice

HistóriaEditar

 
A igreja da cidade de arquitetura barroca, cheia de barro mesmo.

A cidade foi fundada por alguns trouxas sem nenhuma noção de espaço/distância bandeirantes e antigos fazendeiros da família Braz em 1393. A cidade antigamente era uma vila esquecida por Deus, mas em 1960 um monte de políticos, bandidos e nordestinos se mudaram para as proximidades de Brazlândia para buscar uma vida melhor fugir de suas realidades completamente miseráveis (pouco sabiam o que lhes esperava). Desde então Brazlândia tornou-se dormitório dos trabalhadores de Brasília.

Características deste território abençoado por DeusEditar

A única coisa que há de mais na cidade é uma igreja caindo aos pedaços e um lago que serve como cartão postal mixuruca, mas é tão poluído que existem relatos de que ao entrar no lago para um banho, o individuo sairá já diagnosticado com Hepatite C e Gonorreia... e se der sorte, não terá escoriações no anus.

Por ser situada na casa do caralho, a cidade é composta de frustrados que desperdiçam 30% 50%! (Em 2017, a passagem chegou a 5 fodendo reais!!!) de todo seu salário apenas com transportes para o Plano Piloto.

Por falar em transporte publico, um dos grandes mistérios da cidade é conhecido como "401", linha do maldito ônibus que te leva até Taguatinga, sempre fura horários, quebra frequentemente, nunca está vazio e desde 2015 vem sendo a linha mais desejada por bandidos para fazerem assaltos, média de 4 ao mês (E isto, amigos... não é uma piada). 401 é a primeira opção de velhas escrotas que carregam sacolas com verduras enormes e insistem em entrar no ônibus que já está cheio de pessoas soadas e com mal humor.

Se você estuda em Taguatinga e tem uma prova para fazer em tal dia, saia de casa com no minimo 10 horas de antecedência, pois nunca é tarde para a VIPLAN São José (Ou seja lá qual empresa incompetente esteja fornecendo o transporte na data em que você estiver lendo este artigo) te surpreender com a noticia de que 90% da frota dos ônibus estão quebrados.

Apesar de ser considerada uma cidade tranquila, o advento de funkeiros está mudando esse quadro lenta e dolorosamente. Ao sair na rua, é quase impossível não ver um filho da puta ouvindo funk alto em seu Fiat 147 pago em 50 prestações, ou dorgados andando em suas bicicletas te encarando, tentando algum tipo de intimidação V1D4 L0K4.

99,9% das terras do município são formado por nada, por serem zonas de desmatamento ambiental das nascentes do Rio Descoberto, a preciosa fonte de água do Distrito Federal inteiro.

A cidade é a maior comunidade de japoneses do Centro-Oeste, o que explica os frequentes ataques de Godzilla que Brazlândia sofre.

Brazlândia hoje possui cerca de 53.874 moradores inúteis ao qual o curso de suas vidas em nada afetará o destino da humanidade (PDAD 2010/2011).

EconomiaEditar

Brazlândia não tem economia. Lá vivem alguns aposentados, vagabundos, criminosos de altíssima periculosidade e fazendeiros que disfarçam plantando tomates e goiabas seus esquemas de grilagens e corrupção de menores. A cidade é também uma das maiores exportadoras de mendigos para o centro de Brasília (Um deles costumava usar óculos escuros e um sobre-tudo, o que lhe rendeu o apelido de Blade, o caça pedra-de-crack).

 
Foto panorâmica de Brazlândia.

CulturaEditar

A única coisa que esta população de uma mistura de caipiras e playboys se "orgulham" é de um tal de "Festival do Morango", quando em alguma data a população se reúne para catar morangos nos campos e fazer um festa junina fora de época, e tocar muito forró e sertanejo como se fosse uma cidade goiana. É certo que toda festa do Morango acaba em facada ou tiroteio, mas é sempre uma boa alternativa para incentivar a população a dar um tempo em suas vidas miseráveis e se divertir sem incomodar algum vizinho.

EsportesEditar

Brazlândia tem uma tradicional equipe de futebol, o Sociedade Esportiva Brazlândia, conhecido por perder todos campeonatos que joga desde 1933. O time funciona como um projeto social que usa ex-cheiradores de cola, aposentados e ex-presidiários para jogar futebol.

Alguns Fatos Inúteis (Ou não) e dicas a respeito de como ser um brazlandense genuínoEditar

  • Em Brazlândia, você nunca estará sozinho. A noite, principalmente, baratas e outros insetos sempre farão questão de marcar presença e te fazer compania.
  • Se você mora no Setor Veredas, não pode ter amigos no Assentamento e nem na 5 norte.
  • Se você mora no Setor Norte e sai cedo para trabalhar\estudar, passar no parque Veredinha rumo ao terminal antes das 7 da manhã lhe renderá a perca de seus bens ou da sua vida.
  • Se você odeia seu vizinho e planeja tornar a vida do mesmo um inferno, faça festas todos os sábados das 7 horas da noite até as 3 da manhã regadas a funk\sertanejo universitário ou qualquer musica de mal gosto em geral. Em Brazlândia, isso parece ser uma tradição.
  • Se você for esse vizinho citado acima e ligar para a policia e prestar uma queixa de perturbação ao sossego, os policiais ao chegarem ao local se juntarão a festança e você irá provavelmente se foder.
  • Se você não gostar de rap v1d4 l0k4\funk\sertanejo ou musica gospel, você não é um "brazlandense" original.
  • Se você quer ser descolado por estas bandas, comece a fumar aos 13 anos (Tenha em mente que morrerá com câncer aos 37), compre uma bicicleta cross e ande nela sem destino, apenas encarando estranhos para intimida-los. Ah, e ponha um rap para tocar no alto falante do celular enquanto pedala.
  • Faça uso do bom e velho Kit Peba, é moda em Brazlândia e todos os gatinhos descolados estão usando.
  • Se bicicleta não é a sua praia, compre, pegue emprestado ou roube um skate e vá se amostrar naquela quadra perto do lago que os posers usam para se exibir.
  • Seja escravo Trabalhe no "Pra você" para mostrar que você é um Rapaz esfoçado e trabaiadô.
  • Se estiver em Taguatinga esperando o 401, vá para a ultima parada com 4 sacolas cheias de verduras e legumes e só pegue o ônibus se tiver certeza de que não cabe mais ninguém. Isso é característico de velhas malucas, mas pode ser que esteja no sangue de todo brazlandense.
  • Se já estiver no 401 por volta das 19h, fique olhando atenciosamente para a ultima parada do Pistão e vendo quem entra no onibus. Os assaltos são tão frequentes que os bandidos já são quase amigos de alguns passageiros.
  • Vá para o encontro da Mãe com o Filho e passe o tempo inteiro contando vantagem de qual mina você já pegou das que estão ali.
  • Se tiver carro, passe no centro comercial de Brazlândia sem camisa e ouvindo funk alto para mostrar para as minas o quanto você é um playboy descolado e desejado.
  • Se você estiver no carro de um amigo e ele for o motorista, fique gritando da janela do passageiro, ofendendo as pessoas na rua. Isso mostra o quanto você é um cara legal e descolado.
  • Seja preguiçoso como o autor deste tópico, que poderia ter dividido-o em dois, mas deixou tudo misturado e bagunçado, e foda-se tudo e todos!


v d e h
BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL