Abrir menu principal

Desciclopédia β

Brie Larson

FNM.png Este artigo é feminista!

Provavelmente um macho escroto que não encontra o clitóris fez bropriating da mina empoderada que criou o artigo.

Não diga a uma mulher como melhorar este artigo, ela já sabe.

Brie Larson é uma atriz estadunidense conhecida por ganhar o Oscar de melhor atriz pelo filme O Quarto de Jack e, mais recentemente, por interpretar a Capitã Marvel no cinema. É considerada atualmente uma das maiores chatas de Hollywood.

Brianne Sidonie Desaulniers
Brie.jpg
Larson demonstrando todo seu talento
Nascimento 1 de outubro de 1989
Nacionalidade Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Ocupação Cantriz
Altura 1,70m
Olhos Castanhos
Cabelo Loiro aguado
Principais trabalhos O Quarto de Jack
Aparência física Falsa gostosa

Cquote1.png Cadê a bunda dela? Cquote2.png
Você vendo fotos da Brie Larson no Google

Índice

BiografiaEditar

Nasceu em Sacramento, na Califórnia, filha de um casal de quiropráticos. Seus pais se divorciaram quando ela ainda era criança, então foi morar em Los Angeles com sua mãe e a irmã mais nova. Desde 2013, é noiva do pobre coitado músico Alex Greenwald. Agora chega de encheção de linguiça copiada da Wikipédia e vamos tentar deixar este artigo interessante.

CarreiraEditar

Aos sete anos de idade, Brie Larson decidiu que seria atriz quando crescesse e ficou pentelhando sua família até que encheram o saco e inscreveram-na em um curso de teatro. Era a mais jovem aluna da turma e muitos consideravam-na uma criança prodígio, mas na verdade era apenas uma pirralha mimada insuportável.

Mesmo com sua total falta de carisma, Larson achava que tinha um certo talento para ser comediante, e após mendigar bastante, conseguiu em 1998 a oportunidade de atuar em algumas esquetes humorísticas no programa do Jay Leno. Mesmo interpretando uma reles figurante, sua participação foi tão ruim que durou apenas dois episódios, pois estava arruinando a audiência do talk show.

Mais alguns papéis idiotas depois, ela finalmente teve a chance de interpretar uma personagem relevante em 2001, em uma nova série estrelada pelo humorista sem graça Bob Saget. O elenco não aguentou trabalhar com ela por muito tempo e implorou para que a sitcom fosse logo cancelada, o que aconteceu no ano seguinte, com apenas uma temporada produzida e pouco mais de vinte episódios.

Em 2003, foi contratada pelo Disney Channel para atuar em suas novelas e séries de colegiais com musicais e bandas emos. A ideia era transformá-la em uma diva teen no mesmo estilo de Hilary Duff e Lindsay Lohan, as queridinhas da época, mas nem mesmo o Mickey Mouse teve paciência em aturar Larson e a guria retardada já foi demitida logo após ter protagonizado Right on Track, um filme tosco baseado em fatos reais onde Larson interpretou a versão mirim da corredora automobilística Courtney Enders. Dizem que rolou um quebra-pau com Beverly Mitchell, atriz que fez o papel de sua irmã no filme e recebeu mais destaque que ela.

Sua estreia no cinema finalmente ocorreu em 2004, quando foi chamada para atuar junto com a gostosa Jennifer Garner na comédia romântica bobinha De Repente 30. Na verdade ela nem precisou atuar de fato, pois seu papel era de uma patricinha esnobe irritante, então bastou que Larson fosse apenas ela mesma.

O auge de Larson com Capitã MarvelEditar

 
Toda a expressividade e capacidade interpretativa de Brie Larson.

Após passar anos fazendo um monte de papel cagado em porcarias que ninguém queria assistir, Brie Larson foi escalada por um diretor masoquista em 2015 para estrelar o filme O Quarto de Jack, adaptação de um livro homônimo. Mais uma vez, Larson nem precisou se esforçar na sua interpretação, já que sua personagem era uma mãe sádica que criava o próprio filho em cativeiro dentro de um quarto, ou seja, uma pessoa tão escrota quanto ela própria na vida real. O papel rendeu a ela vários prêmios, incluindo o cobiçado Oscar, desbancando atrizes de renome como Reese Witherspoon e outras charlatãs.

Agora consagrada na profissão de atriz, Larson ganhou até uma estrela na Calçada da Fama e voltou a despertar interesse na Disney, que resolveu lhe dar uma nova chance. Assim, em 2019 ela virou a intérprete cinematográfica da Capitã Marvel, uma tentativa de emplacar no Universo Cinematográfico Marvel uma heroína feminina que fizesse tanto sucesso quanto fez a Mulher Maravilha vivida pela israelense Gal Gadot. O filme até prometia ser bom, mas aí Larson resolveu pagar de militante feminazi e começou a vomitar um monte de groselha nas entrevistas de divulgação, além de comprar briga com os demais atores de Vingadores.

Como a Capitã Marvel foi oficialmente incluída nos Vingadores, é claro que os nerdões sem vida social jamais deixariam seu filme de lado, já que ele faz parte da franquia, então mesmo com as críticas negativas à postura de Larson nos bastidores a produção teve um bom rendimento nos cinemas. Porém, conseguiu a proeza de perder na bilheteria para Alita: Anjo de Batalha, adaptação do mangá Gunnm, e como todos sabem, as versões hollywoodianas de obras japonesas tendem a ser uns lixos. Imagina então a qualidade de Capitã Marvel para ficar abaixo.

Mesmo sendo criticada e odiada, Larson está lacrando e lucrando horrores, já que todo o merchandising atual em cima da Capitã Marvel tem que lhe pagar direitos de imagem. Mas calma que logo vem aí o filme solo da Viúva Negra, aí o povo vai esquecer essa mala sem alça para voltar a enaltecer a peituda Scarlett Johansson.

Ver tambémEditar

Brie Larson é um dos Grandes Vencedores do Oscar de Melhor Atriz no ano de 2015