Abrir menu principal

Desciclopédia β

Campeonato Paraibano de Futebol

Campeonato Paraibano de Futebol é só mais um torneio estadual ridículo que existe tem mais de 100 anos e ninguém entende ainda como. Não possui a menor utilidade prática, teoricamente serve para apontar um time paraibano a participar da Copa do Brasil e da Série D, mas este fato só serve na teoria mesmo, porque os times paraibanos de nada servem a nível nacional do que pontos grátis para os rivais.

É, entretanto, considerado o estadual mais equilibrado de todo o Brasil, todo ano qualquer time que o dispute tem chances de ser campeões e não existem zebras, porque isso seria extremamente paradoxal. Pegue por exemplo um suposto confronto entre Campinense e Treze, então se o Campinense ganhar será zebra, mas se o Treze também será zebra, afinal que diabos de time perderia para estes dois? O mesmo vale para uma suposta partida entre Botafogo e Sousa, ou Atlético Cajazeirense e Auto Esporte, simplesmente não existem zebras.

Outro fator bem notório dessa competição é que, já tendo o conhecimento de que todos os times do estado são extremamente incompetentes, a final quase nunca é decidida em campo. Ao invés de contratar jogadores, o mais comum é que os dois times finalistas contratem os melhores advogados para tentar encontrar algum meio de desclassificar o adversário. Muitas vezes os times nem entram em campo pra jogar, os seus departamentos jurídicos já se reúnem no Tribunal Desportivo e decidem o título por lá mesmo.

HistóriaEditar

O campeonato paraibano começou de fato em 1938, mas o extinto Esporte Clube Cabo Branco naquele ano subornou a Federação Paraibana de Futebol a considerar os torneios municipais de João Pessoa como campeonatos paraibanos, assim validando seus 10 títulos municipais como sendo estaduais, mas nem isso os impediu de serem ultrapassados em títulos por todos outros times da Paraíba que existem.

A partir de 1938 Campina Grande e João Pessoa começaram uma rivalidade que não levou cidade alguma a lugar algum no futebol, fechados em seu mundinho, os paraibanos começaram a tratar o campeonato estadual como se fosse a última instância do futebol mundial, esquecendo completamente o resto do Brasil e isso fica nítido nas campanhas irrisórias dos clubes quando saem da Paraíba. Devido ao equilíbrio dos times de lá, os paraibanos se iludem em achar que são superiores ao futebol baiano, pernambucano, cearense, potiguar, alagoano e maranhense, quando na verdade só pagam mico em toda Copa Nordeste (melhor que o futebol sergipano ou piauiense pode-se deixar passar).

Em 1947 o Equador Esporte Clube de Patos foi o primeiro time de música sertaneja a participar do Campeonato Paraibano.

O campeonato até hoje é dominado pelos times de João Pessoa e Campina Grande, as duas únicas cidades emancipadas e existentes do estado da Paraíba. Das primeiras 100 edições já realizadas, só em três oportunidades (94, 95 e 07) não houve um time de Campina Grande ou João Pessoa na final, mas sim equipes provenientes dos estados vizinhos.

A partir de 2014 a Federação Paraibana decidiu criar o calendário mais prolongado dentre todas federações brasileiras, pois assim os times (principalmente o Treze) poderiam entrar com recursos em tribunais e interromper o campeonato livremente sem se preocupar em atrasar o calendário. A CBF vendo isso chegou até a mudar as regras de classificação para a Série D a partir de 2016, de modo que o campeão de 2016 participe da série D apenas em 2017. E tudo isso para depois em 2018 retomar ao calendário normal de ter estadual só no começo do ano.

CampeõesEditar

Ano Campeão Vice
1908 Parahyba FBC Ninguém sabe
1909 Parahyba United Ninguém sabe
1910 CA Parahybano Ninguém sabe
1911 PS, eu te amo Ninguém sabe
1912 Golden Cross Ninguém sabe
1913 Aérea de Sei Lá Onde Ninguém sabe
1914 Seleção Brasileira de Atletismo Ninguém sabe
1915 Calo Branco Ninguém sabe
1916 Seleção Brasileira de Atletismo Ninguém sabe
1917 Colégio Municipal Papa Pio X Ninguém sabe
1918 Calo Branco Ninguém sabe
1919 Paineiras Calo Branco
1920 Calo Branco Seu Paulo
1921 Paineiras Calo Branco
1922 Torneio inativado
1923 Aérea Calo Branco
1924 Calo Branco Ninguém sabe
1925 Aérea Calo Branco
1926 Calo Branco Ninguém sabe
1927 Calo Branco Ninguém sabe
1928 Paineiras Ninguém sabe
1929 Calo Branco Ninguém sabe
1930 Revolução de 1930 fez os paraibanos cancelarem tudo
1931 Calo Branco Interregional
1932 Calo Branco Pyxynguynha
1933 Paineiras Calo Branco
1934 Calo Branco Ninguém sabe
1935 Paineiras Bostafogo Xerox
1936 Bostafogo Xerox Sou do Levante
1937 Bostafogo Xerox Felipe Pena
1938 Bostafogo Xerox Paineiras
1939 Copersucar Catorze
1940 Catorze Bostafogo Xerox
1941 Catorze Felipe Pena
1942 Estreia Catorze
1943 Estreia Calo Branco
1944 Bostafogo Xerox Eurport
1945 Bostafogo Xerox Felipe Pena
1946 Felipe Pena Reunião
1947 Bostafogo Xerox Posto Ipiranga
1948 Botafogo Xerox Copersucar
1949 Bostafogo Xerox Copersucar
1950 Catorze Bostafogo Xerox
1951 Luto pela derrota do Brasil na Copa de 50
1952 Golden Cross Bostafogo Xerox
1953 Bostafogo Xerox Copersucar
1954 Bostafogo Xerox Copersucar
1955 Bostafogo Xerox Copersucar
1956 Copersucar Bostafogo Xerox
1957 Bostafogo Xerox Baixo Esporte
1958 Baixo Esporte Íris
1959 Patrick Estrela Copersucar
1960 Caralhense Paulista
1961 Caralhense Catorze
1962 Caralhense Catorze
1963 Caralhense Catorze
1964 Caralhense Catorze
1965 Caralhense Bostafogo Xerox
1966 Catorze Caralhense
1967 Caralhense Catorze
1968 Bostafogo Xerox Catorze
1969 Bostafogo Xerox Catorze
1970 Bostafogo Xerox Prantos Xerox
1971 Caralhense Bostafogo Xerox
1972 Caralhense Catorze
1973 Caralhense Catorze
1974 Caralhense Catorze
1975 Bostafogo Xerox
Catorze
Título dividido entre Bostafogo e 13
1976 Bostafogo Xerox Desportiva Arvoredo
1977 Bostafogo Xerox Caralhense
1978 Bostafogo Xerox Municipal de Patos
1979 Caralhense Bostafogo Xerox
1980 Caralhense Bostafogo Xerox
1981 Catorze Caralhense
1982 Catorze Caralhense
1983 Catorze Caralhense
1984 Bostafogo Xerox Caralhense
1985 Ninguém se atreveu a jogar neste ano
1986 Bostafogo Xerox Catorze
1987 Copersucar Bostafogo Xerox
1988 Bostafogo Xerox Catorze
1989 Catorze Bostafogo Xerox
1990 Copersucar Municipal de Patos
1991 Caralhense Municipal de Patos
1992 Copersucar Catorze
1993 Caralhense Copersucar
1994 Aguinaldo Silva Atlético Cachaceiros
1995 Dona Cruz Xerox Aguinaldo Silva
1996 Dona Cruz Xerox Bostafogo Xerox
1997 Confinado Bostafogo Xerox
1998 Bostafogo Xerox Caralhense
1999 Bostafogo Xerox Catorze
2000 Catorze Bostafogo Xerox
2001 Catorze Bostafogo Xerox
2002 Atlético Cachaceiros Bostafogo Xerox
2003 Bostafogo Xerox Atlético Cachaceiros
2004 Caralhense Catorze
2005 Catorze Municipal de Patos
2006 Catorze Bostafogo Xerox
2007 Municipal de Patos Atlético Cachaceiros
2008 Caralhense Treze
2009 Aguinaldo Silva Catorze
2010 Catorze Bostafogo Xerox
2011 Catorze CUSPE
2012 Caralhense Aguinaldo Silva
2013 Bostafogo Xerox Catorze
2014 Bostafogo Xerox Caralhense
2015 Caralhense Bostafogo Xerox
2016 Caralhense Bostafogo Xerox
2017 Bostafogo Xerox Catorze
2018 Bostafogo Xerox Caralhense
2019 Bostafogo Xerox Caralhense

Títulos por clubeEditar