Abrir menu principal

Desciclopédia β

Canal Livre

Considerado pelos críticos como o último respiro da televisão brasileira, o Canal Livre é um programa de qualidade elevada, que promove em seu palco os maiores espetáculos de todos os multiversos, como o show do Nunes Filho e a batalha épica entre Gil da Esfirra e as duas versões de Galerito.

HistóriaEditar

 
Um dos capangas de Galerito tentando (em vão) conter a fúria esfirral do guerreiro berserker Gil da Esfirra.

O programa foi criado por entidades cósmicas não-corpóreas e não-nomeadas, com o único propósito de servir como palco para a batalha final do Apocalipse, que decide o futuro da humanidade e de todos os multiversos.

Nesta batalha, se enfrentam o heroi mais poderoso que já existiu, Gil da Esfirra, e o fantoche satânico que incorporou em suas entranhas todo o mal, o ódio e a arrogância da galáxia, Galerito.

Os dois combatentes estão destinados a se enfrentarem por 1000 anos, em uma Guerra Santa que acontece exclusivamente no Canal Livre, e será televisionada eternamente para todos os universos.

O programa também é conhecido por ter catapultado a carreira política dos três irmãos apresentadores, Wallace (R.I.P.), Carlos e Fausto Souza, por trazer diversas matérias policiais bem exclusivas. Na verdade, exclusivas ATÉ DEMAIS, como descoberto em 2009 quando o Fantástico da concorrência revelou que alguns dos defuntos que apareciam no programa eram mortos pelos próprios apresentadores, ou talvez após comer uma esfirra podre do Gil. Com isso o programa saiu do ar e voltou só anos depois em outra emissora com o nome de "Programa Livre" pra confundir as pessoas que achariam que seria aquele programa do Serginho Groisman.

CuriosidadesEditar

Para animar os combatentes, que se enfrentam a milẽnios e não conseguem derrotar seu oponente, as entidades cósmicas contrataram o queimador de rosca brasileiro Nunes Filho para levantar a moral de ambos os lados, em um show acompanhado por cerca de 50 milhões de pessoas ao redor do mundo. Porém, o que ninguém esperava é que Nunes Filho fosse quebrar a regra de não poder ajudar nenhum dos dois guerreiros, e com seu poderoso “Fogo do Amor”, incinerou o velho corpo de Galerito, dando uma vantagem para Gil. Tá certo que em poucos dias o fantoche demoníaco renasceu, em um corpo símio mais poderoso do que o anterior, mas mesmo assim, ajudas não são permitidas.

Outra curiosidade é que, enquanto se preparava para o combate, Gil ficou sentado por mais de 10 milênios na plateia do Canal Livre, e não conseguiu vender nenhuma de suas esfirras podres.

Outra curiosidade é que o Canal Livre é parecido com o Programa do Ratinho, mas com sérias restrições orçamentárias, como pode ser visto no cenário, mas o quebra pau, a bagunça e o gosto musical são as mesmas coisas.