Capitão Neutralidade

Descomics.jpg

Este artigo é parte do Projeto Descomics, o seu universo de personagens.

Cquote1.svg Geralmente, tento manter certa neutralidade em minhas declarações. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre ele mesmo
Cquote1.svg Capitão Neutralidade é tão neutro que ele esquece de mencionar a verdade. Portanto, a citação acima é incompleta. Cquote2.svg
Capitão Óbvio sobre Capitão Neutralidade
Cquote1.svg Firme e decidido, Capitão Neutralidade está sempre afirmando a verdade de uma forma que todos entendam sua mensagens e opiniões. Um verdadeiro crítico. Cquote2.svg
Capitão Sarcasmo sobre Capitão Neutralidade
Cquote1.svg Alguns concordariam que talvez o Holocausto tenha sido um evento bastante desagradável para a maioria dos judeus. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre o Holocausto
Cquote1.svg Eu acho que ouvi dizer que talvez seja relativamente grande. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre o Universo
Cquote1.svg O Governo às vezes age de forma um pouquinho errada. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre o Governo
Cquote1.svg Algumas vezes eles parecem não se expressar de uma maneira muito inteligente. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre Xbox fanboys
Cquote1.svg Acho que talvez ela esteja um pouquinho acima do peso e seja menos atraente que a maioria das mulheres. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre sua mãe
Cquote1.svg Algumas pessoas dizem que as piadas sobre Chuck Norris já foram usadas tantas vezes que elas começarão a perder sua graça num futuro não muito distante... Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre as piadinhas de Chuck Norris
Cquote1.svg Ouvi dizer que essas criaturas são um pouco antigas e poderiam ser um tanto quanto perigosas. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre Dinossauros
Cquote1.svg Suponho que ele tenha sido um cara não muito legal, e por isso concluo que as pessoas possam não gostar muito dele. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre Adolf Hitler
Cquote1.svg As mulheres aparentemente não parecem apreciar e possuem uma certa aversão para com essa prática não legalizada na sociedade atual. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre Estupro
Cquote1.svg Aparentemente este artigo foi considerado uma bostinha pela quantidade de informações contidas nele. Cquote2.svg
Capitão Neutralidade sobre este artigo

"Provavelmente esta não é de fato uma foto minha."

Capitão Neutralidade é um Supervilão cujas habilidades - como inteligência e habilidades manipulativas - são geralmente superiores de uma pessoa comum, mas inferiores aos padrões supereróicos. Ele normalmente enfrenta indivíduos do bem, que apresentam um tipo de ameaça para seus planos virtualmente não benignos que visam prejudicar a Terra ou o Universo. Ele é muitas vezes acompanhado de seu fiél sócio, Professor Sutil, que o ajuda a completar suas frases de neutralidade. Sendo o adversário de Capitão Óbvio, ele geralmente responde as declarações de Capitão Óbvio tornando-as mais politicamente corretas e o enfrenta em várias ocasiões em proporções grandes, que normalmente resultam em um leve retrocesso em seus planos de prejudicar alguma entidade. Às vezes ele reaparece e desafia Capitão Óbvio de novo após um fixo período de tempo, como um bom vilão eterno.

VidaEditar

Capitão Neutralidade nasceu na Suiça e teve um nascimento em que, ao mesmo tempo, causava simultaneamente uma certa inconveniência para sua mãe e seu pai, para o cara que fez o parto, e a qualquer outro após isso. Ele foi nomeado George. W. Bush. Tendo alcançado poucas metas em sua infância, seus pais temeram o fato de ele ter uma inteligência inferior ao resto das pessoas. Porém, na época da puberdade, ele se matriculou em uma escola militar, depois de uma briga desprezível com seus pais sobre algumas suspeitas de homossexualidade. Seu pai, que já participou de várias guerras e matou várias pessoas dentro e fora dos conflitos, não poderia suportar certas suspeitas. Ao fugir de casa para se alistar, Capitão Neutralidade esquivou-se com muita habilidade de todos os tiros de escopeta que seu pai lhe dava. Lá, ele foi envolvido em um pequeno incidente nuclear. Talvez a maioria das pessoas não teria sobrevivido a tal incidente, mas por uma sorte ligeiramente surpreendente, Capitão Neutralidade ganhou seus superpoderes por um processo ainda não inteiramente entendido pela maioria dos biólogos. Depois de adquirir suas habilidades, ele foi atingido rapidamente pela genérica ideia de conquistar o mundo, que ele até hoje não alcançou completamente.

Editar

Após adquirir seus poderes, Capitão Neutralidade imaginava de que jeito ele poderia conquistar/dominar/destruir/foder com o mundo. Suas aspirações malignas partiam de sua infância aparentemente triste e frustrada. Seu pai era um homem super macho e rígido, e qualquer sinal de viadagem por parte de qualquer pessoa em seu recinto iria resultar em um tiro de escopeta no cérebro do indivíduo, seguido de esquartejamento e um ritual canibal a fim de purificar a linhagem familiar. Capitão Neutralidade viveu anos amedrontadores, escondendo sua sexualidade de seu pai raivoso. Com seus novos poderes, Capitão Neutralidade pensou em voltar para casa a fim de contar para todos os benefícios biológicos outrora ganhos, mas a imagem de seu pai fodão o amedrontou e ele nunca voltou para seu lar. Um dia, Capitão Neutralidade, sem saber o que fazer da vida e trabalhando numa boate gay para poder sobreviver, encontrou um jornal no meio da rua. Ao reparar na matéria da primeira página, o Capitão ficou extremamente surpreso. Capitão Óbvio, um homem com poderes interessantes e inutilmente parecidos com os seus, era mencionado salvando o dia na cidade. Neutralidade logo teve uma ideia: juntar forças para dominar o mundo. Ao procurar por Capitão Óbvio, Capitão Neutralidade quis chamar atenção da mídia fazendo más ações pela cidade, a ponto de atraí-lo e facilitar o encontro. Capitão Neutralidade conseguiu um emprego como jornalista, e em suas matérias dotadas de uma neutralidade suprema e insuportável, logo chamou a atenção da mídia e da população local. Em suas colunas, Capitão Neutralidade chegou a afirmar que assassinos, bandidos e todo o tipo de malfeitores do mundo possuíam uma conduta um pouquinho desagradável para as outras pessoas, e que guerras eram de certa forma contrárias à paz, sendo talvez o resultado de um pequeno desentendimento entre as nações envolvidas. As pessoas não conseguiam suportar tamanha neutralidade. Afinal, Capitão Neutralidade estava do lado de quem? A comoção foi tanta que a polícia local pensou em chamar Chuck Norris para resolver o tumulto, mas sentiram que poderiam morrer pois o "problema" não era grande o suficiente para seu nível. Pensaram então no super herói mais tosco e barato da época. E é aí que entrou Capitão Óbvio.

  Você aí! Esse tumulto reuniu várias pessoas justamente porque não estão felizes com o que você tem feito, e por isso o movimento lá fora está enorme!  
Capitão Óbvio
  Suponho que talvez as pessoas achem o meu jeito de pensar um tanto quanto inadequado.  
Capitão Neutralidade
  Muito inadequado! A neutralidade é tanta que não se sabe de que lado você está! Com isso, se conclui que você pode estar tanto do lado do bem quanto do lado do mal!  
Capitão Óbvio
  Capitão Óbvio, acho que essas complementações para suas afirmações são um tanto quanto inadequadas, então talvez você queira deixar de falar e escutar a minha proposta?  
Capitão Neutralidade
  Se eu deixar de falar eu não ganho um quote embaixo de você e você fica com dois quotes! Nunca perderei para um vilão! Se eu perder para um vilão, significa que o herói, que sou eu, não ganhou! O que vão pensar de mim não será bom!  
Capitão Óbvio
  Eu acho que talvez você poderia pensar do meu jeito. Proponho que você tente esquecer essas pessoas que talvez não entendem direito nossos poderes, e vamos, por exemplo, por meios não considerados exatamente benignos para os outros, dominar o mundo!  
Capitão Neutralidade
  Mas se dominarmos o mundo seremos vilões! E como eu sou um herói, se eu virar vilão eu não serei mais herói! Logo, viraremos dois vilões, e não existirá um herói!  
Capitão Óbvio
  Creio que nas circunstâncias dadas, seria provavelmente bom não ter um herói, e com isso poderíamos conquistar o mundo com um esforço um pouquinho menor!  
Capitão Neutralidade
  Mas se o mundo for conquistado por nós sem um herói para nos combater, será muito fácil e o mal irá ganhar! Com isso, o bem será derrotado, e todo mundo sabe que isso não é bom para as pessoas boas!  
Capitão Óbvio
  ARRGGGGHHHH!!!!! Devo dizer que eu estou um pouquinho irritado com sua conduta, e por isso concluo que você talvez não irá querer mudar de lado! Presumo que eu talvez seja seu vilão de agora em diante, e creio com uma certa determinação que um dia irei derrotá-lo e de formas não exatamente benignas, conquistar o mundo! Eu provavelmente voltarei!!!  
Capitão Neutralidade
E foi assim que Capitão Neutralidade assumiu oficialmente seu antagonismo para com Capitão Óbvio, formando o Herói Óbvio e o Vilão Neutralidade.

AliançasEditar

O mundo é separado por Heróis e Vilões, portanto a maioria deles são extremistas. São muito bons, ou muito maus, e é por isso que Capitão Neutralidade encontra dificuldades para formar parceiros. Apesar de seu plano maligno, Capitão Neutralidade nunca toma um lado específico em alguma situação, sempre ficando entre o lado branco e o negro das forças, sendo assim do lado cinza. Somente algumas poucas personalidades juntam-se a ele, sendo assim seu único aliado é o Professor Sutil.

InimigosEditar

Por causa de seu lado cinza, as ações de Capitão Neutralidade são extremamente delicadas. Se ele tomar um partido bom, todos os vilões conhecidos serão seus inimigos, e se tomar um partido mau, todos os heróis serão seus inimigos. Como Capitão Neutralidade é oficialmente um vilão, todos os heróis conhecidos são seus inimigos. Porém o principal (para ele) é o Capitão Óbvio. Apesar disso tudo, Capitão Neutralidade não é realmente o maior vilão do Capitão Óbvio, visto que seus poderes são extremamente escrotos de merda inofensivos.


  Essa história toda é nova para mim, isso porque um autor resolveu editá-la e aumentá-la. Com isso, pode-se concluir que--  
Capitão Óbvio sobre este artigo

  Talvez ninguém tenha pedido sua opinião sobre este assunto, Capitão Óbvio. Então provavelmente ela tenha sido um pouquinho desnecessária.  
Capitão Neutralidade sobre frase acima

  Uh? O que..? Então até agora eu estava em um artigo? E ele foi aumentado..? Desde quando...? Espera aí, esse artigo não é o meu..?  
Capitão Inconsciência sobre este artigo